Deus examina todo o coração

Davi diz no Salmo 38.9-10: Senhor, diante de ti está todo o meu desejo, e o meu suspirar não te é oculto. O meu coração está agitado; a minha força me falta; quanto à luz dos meus olhos, até essa me deixou.
Ele afirma que na presença de Deus estão todos os seus desejos e a sua ansiedade não está oculta diante do seu Senhor. Com toda certeza esta afirmação de Davi deve ter trazido paz e maior tranqüilidade ao seu coração. Porque ele sabia que estava na presença daquele que sonda, conhece e examina todo o coração.
Ele sabia que Deus seria o único para aliviar a sua carga diante da dor do pecado e do peso que o pecado trazia para sua alma. Ele sabia que na presença de Deus haveria o perdão e a cura para os traumas do seu pecado. Na presença de Deus ele diz que espera e sabe que Deus o ouvirá e o atenderá nas suas maiores crises. Ele pode expressar diante de Deus as suas dores.
Diante de Deus ele pode confessar a sua culpa sem medo sabendo que Deus o perdoará por causa das suas misericórdias. Na presença de Deus ele sabe que não será desamparado, ele sabe que Deus não se ausentará dele, ele sabe que na presença de Deus ele terá o socorro, a salvação e a esperança para a sua vida. Davi sabe que este seu coração agitado, a falta de força tudo será sanado na presença daquele que sonda o seu coração e conhece tudo da sua alma.
É exatamente o que Deus faz conosco. Ele olha para nós mesmo diante das nossas falhas, pecados e erros diante dele. Ele nos olha através de seu Filho Jesus Cristo. Ele nos perdoa em Jesus, ele nos socorre em Jesus, ele não nos abandona por causa do seu amor e graça sempre derramados porque ele se importa conosco. Como diz Brennan Manning no seu livro O obstinado amor de Deus:

“Deus é o pai que correu ao filho pródigo quando este chegou em casa manquejando. Deus chora por nós quando a vergonha e o ódio de nós próprios nos paralisam. Deus nos ama como realmente somos — quer gostemos disso, quer não —, e nos chama, como chamou a Adão, para sairmos de nosso esconderijo seguro. Nenhuma quantidade de maquiagem espiritual nos poderá tornar mais apresentáveis diante dele. Venha para mim agora, diz Jesus. Reconheça o que quero ser para você: um Salvador de compaixão infinita, de paciência ilimitada, de um perdão difícil de aceitar e de um amor que não mantém nenhum registro de erros" (MANNING, Brennan. O obstinado amor de Deus. São Paulo: Mundo Cristão, 2007, p.8).
Parece que o caso de Davi o faz ficar como um paciente em estado terminal. Então, ele clama aquele que é a sua esperança e o remédio divino para a sua dor.


Precisamos nos colocar diante deste Deus do perdão e da misericórdia que sonda e conhece o nosso coração sempre!
__________
Alcindo Almeida

Comentários

Postagens mais visitadas