Sem máscaras

A nossa cultura determina que nos sentimos mais à vontade quando lidamos com personalidades ao invés de pessoas. A diferença consiste em que personalidades são as máscaras que usamos diante dos outros, enquanto a pessoa real escondida atrás dela receia a rejeição que pode vir quando o disfarce da personalidade for removido. Grande parte da vida é gasta em dançar e representar diante dos outros. Quando oramos diante daquele que nos conhece por inteiro, não precisamos de máscaras e de representações. Não precisamos esconder as falhas do nosso caráter porque ele sabe de tudo, ele sonda o nosso coração por inteiro. Lá na presença dele, podemos abrir a alma, podemos dizer quem somos que, mesmo assim, somos aceitos, amados e entendidos. E quando saímos desse momento de oração na presença dele, podemos perceber que somos amados não porque temos algo, mas porque ele resolveu nos amar e cuidar de nós por graça e bondade. Na presença do Eterno Deus podemos dizer quem somos sem máscaras e sem teatro. Na presença dele descansamos, mesmo sendo pecadores! Esse Deus é maravilhoso! (Alcindo Almeida).


Comentários

Postagens mais visitadas