Livro Relacionamento a dois: Avaliando a estrutura feminina

Avaliando também a estrutura feminina vemos que a mulher é de um senso intuitivo, ela tem um espírito de atender as necessidades dos outros pelo próprio instinto feminino. Ela não se preocupa muito em mostrar ou provar sua competência. Para ela precisar de ajuda não é sinal de fraqueza, é ser humana. Um homem se sente muito ofendido em pedir ajudar e em reconhecer a fraqueza, mulher não. Ela diz quem é movida muito pela sua emoção.
A mulher nas suas emoções mostra sua personalidade através do choro, dos gritos, dos desejos e das suas frustrações. Ela é absolutamente genuína na expressão dos sentimentos. Não tem medo de dizer quem é e nem o que está sentindo. Ela coloca para fora mesmo.
O lado ruim em termos de relacionamento é que geralmente a mulher fala tudo o que sente. Coloca para fora o que está pensando. E sabemos muito bem que as palavras ferem profundamente lá na alma. E o homem é bem racional, só que lá no fundo ele soma todo o processo de palavras ditas pela mulher, e ele responde com ações duras, algumas vezes com atitudes de desprezo e abandonos emocionais.
O grande problema na mulher em ser movida pelas emoções é que ela espera que os homens lidem melhor com o estresse. Ela espera que os homens se abram e falem sobre seus problemas como normalmente ela faz. O homem na verdade, no meio dos problemas na sua forma racional que ir para a caverna, a mulher quer falar, chorar e se expressar.  E ela deseja que o homem faça o mesmo Isso é um grande erro da mulher esperar que o homem esteja em contato com seus sentimentos amorosos, como é um erro o homem pensar que os sentimentos da mulher sejam uma expressão racional e lógica.
A grande crise na mulher em relação à emoção é que ela precisa se sentir amada, segura e protegida na hora da crise, da dor e dos conflitos. E nem sempre o ser homem racional entende isso. Talvez, seja essa falta de compreensão dos dois lados, tanto dos homens movidos pela razão, como das mulheres pela emoção, que tem gerado tantas separações inclusive no meio protestante.

Comentários

Postagens mais visitadas