Leituras no mês de abril de 2013

AMORESE, Rubem. Ponto final — a vida cristã como ela é.  Minas Gerais: Ultimato, 2012. Ponto Final apresenta ao leitor um olhar sobre a vida diária dos cristãos, que começa no quarto, quando ninguém está olhando; passa pela igreja, onde vestimos as melhores roupas e ao mesmo tempo nos escondemos; caminha para a rua, onde as escolhas e as esquinas mostram quem de fato somos; e sobre a mídia, onde chamamos bens de bênçãos e muitas vezes entregamos nossa alma e mente como sacrifício vivo. Contém 240 páginas.
MANNING, Brennan. A sabedoria da ternura. Brasília: Palavra, 2009. Em mais uma obra comovente e reveladora, Brennan Manning não traça caminhos convencionais acerca da vida cristã. O escritor desafia aqueles que vêem Deus como alguém severo e distante, compartilhando suas experiências em momentos de profunda solidão e deserto. Contém 192 páginas.

MANNING, Brennan. Evangelho Maltrapilho. São Paulo: Mundo Cristão, 2005. O livro é recheado de verdades profundas do Evangelho, que já conhecia, mas que me tocaram profundamente o coração. Brennan mostra que o Evangelho é o anúncio de uma grande, absoluta e eterna afeição. O anúncio de que o Deus Altíssimo, criador dos céus e da terra, ama apaixonadamente a humanidade perdida e confusa. Uma parte joia demais do livro é: O Evangelho maltrapilho foi escrito para os dilapidados, os derrotados e os exauridos.  Ele é para os sobrecarregados que vivem ainda mudando o peso da mala pesada de uma mão para a outra.  É para os vacilantes e de joelhos fracos, que sabem que não se bastam de forma alguma e são orgulhosos demais para aceitar a esmola da graça admirável.  É para os discípulos inconsistentes e instáveis cuja azeitona vive caindo para fora da empada.  É para homens e mulheres pobres, fracos e pecaminosos com falhas hereditárias e talentos limitados. Vale a pena viajar nesse livro joia para o coração. Contém 224 páginas.
COUTO, Bogaz / Márcio Alexandre. Patrística - Caminhos da tradição cristã. São Paulo: Editora Paulus, 2008. Os Padres DA Igreja edificam os tópicos fundamentais da vida cristã, para crer, celebrar e viver. Para renovar a comunidade cristã, os cristãos hão de voltar sempre à sua primeira juventude e assim evitar o perene perigo do “envelhecimento” da Igreja. O Concílio Vaticano II inaugurou uma época de fidelidade mais decidida e mais esclarecida à tradição, em sua expressão patrística. Apontou à Igreja atual os caminhos da colegialidade, do diálogo, da partilha e da comunhão da graça do Espírito, bem como da valorização dos carismas e dos ministérios, na diversidade dos serviços e das vocações. São esses os “caminhos da tradição cristã” de que este livro, em boa hora, quer ser o manual, leve e simples, mas rico e seguro em informações, estimulando a aprofundar a reflexão e a pesquisa, e, por que não, a promover a contemplação, na convivência com os Santos Padres da Igreja. Contém 214 páginas. 
Batista, Mário Sérgio. Ethos - Discursivo de São Bernardo de Claraval. São Paulo: Editora: Fonte Editorial, 2013. Nossa existência é dialógica, vivemos num diálogo constante com as diversas manifestações sociais, ideológicas e culturais, manifestando sempre um ethos de credibilidade; de seriedade; de virtude e/ou de competência. Assim, imerso nesse dialogismo, surge a preocupação de Mário Sérgio com o discurso religioso, envolvido na Vida Monástica no Escolasticismo e nas Cruzadas, contextualizando aspectos da vida e da formação de São Bernardo de Claraval. Contém 190 páginas.

Comentários

Postagens mais visitadas