Sensibilidade, carinho e cuidado

Precisamos não apenas alimentar nossa relação com boas palavras, mas também devemos ser o deleite e o prazer do nosso cônjuge com nossas palavras generosas e temperadas com sal. Palavras que edificam, constroem e produzem vida naqueles que nos ouvem. Assim, devemos usar a razão no sentido de pensar para falar no tempo certo e as emoções para falar com sensibilidade, carinho e cuidado (Meu livro Relacionamento a dois - Um jeito dócil de andar com seu cônjuge, p.9).
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas