A dinâmica da aliança divina


Dizem os estudiosos que Rebeca tinha uns 20 anos enquanto que Isaque 40 anos. O texto diz que quando o moço falou com sua família sobre a necessidade de ir embora logo, foi perguntado a ela: Queres ir com esse moço? E ela respondeu: Sim, irei.
Vejam nas entrelinhas Deus movendo o coração de Rebeca para ela ir e ver os processos divinos acontecendo em seu coração. Ela simplesmente vai com o estranho servo de Abraão e confia nos processos da aliança divina. E o texto sagrado afirma que Rebeca partiu e nos versículos 62 a 67 o texto diz: Isaque tinha acabado de voltar de uma visita a Beer-Laai-Roi. De tardezinha, saiu para o campo. Enquanto meditava, olhou e viu os camelos que se aproximavam. Quando Rebeca avistou Isaque, desceu do camelo e perguntou ao empregado: Quem é aquele homem que está vindo em nossa direção? Aquele é meu senhor, foi a resposta. Então, ela pegou o véu e se cobriu. Depois que o empregado deu a Isaque o relatório completo da viagem, Isaque levou Rebeca para a tenda de sua mãe, Sara. Ele se casou com Rebeca, e ela se tornou sua esposa. Ele a amava muito. Foi assim que Isaque se consolou depois da morte de sua mãe.
O texto é bem claro em afirmar que os dois se casaram e começaram a desejar filhos. E mostra que Isaque foi consolado acerca da morte de sua mãe. Mas, ela era estéril e pelas contas os estudiosos dizem que ela ficou por 20 anos de casamento nesse estado. Tanto que Isaque orou em favor disso porque conheciam o Deus a quem serviam (Gênesis 25.21). Somente depois de 20 anos, Deus concedeu a ela o que tanto pediu: ela pôde conceber e ter os gêmeos Esaú e Jacó. Isso é um exemplo de persistência e de fé nas promessas da graça divina. Os meninos nasceram e Rebeca concentrou seu afeto em Jacó em detrimento de Esaú.
Percebemos que no processo de ajuda brasileira de Rebeca para Deus quanto a bênção do menor, ela prepara todo aquele plano para que Jacó trouxesse aquela comida para Isaque e tomasse a bênção do seu irmão, Deus permitiu abençoar Jacó daquela maneira. Mas, o que ela fez foi totalmente errado. Ela mentiu e perdeu o foco da aliança que Deus a convidara para participar sendo esposa do patriarca Isaque.
Isso gerou uma grande confusão entre os irmãos, podendo até sair morte. Mas, Deus tornou tudo em bênção, apesar de Rebeca. E fica a dica para tomarmos cuidado com a mentira, com o engano, com as tentativas de ganharmos a bênção divina de formas ilícitas.
Como dizem as autoras do livro Elas: A fidelidade de Deus apesar de nossa desobediência e contradição, ele é fiel e cumpre aquilo que promete.
_______
Alcindo Almeida

Comentários

Postagens mais visitadas