Lá se foi o Dom, quem tinha o DOM.

Dom do simples mas não do medíocre.
Dom da palavra, do ensino, Dom de mestre.
Dom jovial, Dom subversivo, praticado nas frentes, Dom labutado.
Dom utópico, Dom da vida, da política, da esperança.
Dom servil, Dom humilde, discípulo.
Dom da amizade, Dom do papo, da conversa que faz parar o tempo.
Dom das letras, Dom dos ótimos textos, da filosofia pé no chão.
Dom irreverente, Dom resoluto, profético.
Daquele Dom patente, Dom constrangedor, brilhante.
Dom alegre, Dom camarada, da partilha.
Dom histórico, Dom notável.
Dom dele, Dom ele, nosso. Dom agora devolvido ao Pai.
Por sua memória Dom,
Dom Edward Robinson de Barros Cavalcanti [† 1944 - 2012]
______________

Comentários

Postagens mais visitadas