O estrangulamento da nossa fé

Charles Spurgeon, um dos grandes pastores da Igreja Batista de Londres disse: “*A ansiedade não esgota as angústias do amanhã; só esgota as forças de hoje*". Pensar continuamente no futuro, se preocupar e desenvolver uma imaginação excessiva a respeito do que pode vir a acontecer — e que, em geral, nunca acontece —, tentar se antecipar, ao amanhã, é realmente cansativo. Nossa mente precisa de descanso, ela precisa relaxar e não deixar que a ansiedade tenha controle. A grande verdade é que em todas as áreas da vida, se elas não são resolvidas já temos ansiedade no coração. O que significa ficar ansioso?
Significa ficar indevidamente preocupado. É sofrer antes do tempo, é ficar angustiado. Ansiedade é um estrangulamento. É entrar em apatia. É não acreditar que Deus está no controle de todas as áreas da vida. Talvez, alguns não gostem, mas, ansiedade é ser incrédulo diante de Deus. Porque é o fato de não entregarmos tudo de maneira confiante para ele e descansar sempre nele.
O grande teólogo da Bíblia Sagrada, o apóstolo Paulo nos ensina a ter distância da ansiedade quanto ao namoro, ao casamento, a situação financeira, ao emprego, ao escritório, aos filhos, ao marido e também a esposa. Paulo nos ensina ter distância da ansiedade quanto aos acontecimentos alegres e tristes. Ele diz em Filipenses 4.6: Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. Quando começamos a falar em matéria de fé, a ansiedade não pode fazer parte do processo. Quando falamos em ansiedade não podemos trabalhar com o que chamamos de fé. 
Deixo algumas dicas para o nosso coração:

- Algo que precisamos detectar, é qual a fonte da nossa ansiedade. 

- Precisamos refletir sobre tudo o que tira nossa paz e gera a chamada ansiedade. 

- Detectemos o que atrapalha a nossa caminhada na dependência da graça.

- Aprendamos a realidade profunda dos Salmos 37 e 131. Estes textos nos ensinam a vencer a ansiedade esperando em Deus, confiando e entregando tudo para ele. O Salmo 131 nos ensina a viver como a criança diante de sua mãe quando descansa no seu colo e dorme em paz. Vençamos a ansiedade em nome de Jesus através da dependência dele em todo tempo! (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas