A construção da vida

A Sabedoria do prudente é entender o seu próprio caminho (PV. 14:8a)
 
Em muitos sentidos, podemos dividir a vida em dois mundos. São dois pólos que se complementam, ou dizendo de outra forma, são dois lados da mesma moeda. Experimentamos isto o tempo todo: dia e noite, calor e frio, negativo e positivo, alegria e tristeza, doce e salgado, macho e fêmea, humano e divino...etc.
Apesar disto ser uma realidade percebida por todos nós, temos muita dificuldade em compreender a linguagem-pensamento da Bíblia já que, para os povos daquela época e região, esta divisão servia para reforçar o todo e não para excluir a outra parte, ou seja, os dois lados precisam ser vistos em paralelos. Nossa tendência, é oito ou oitenta, queremos ver a vida só por um lado. Obviamente, isto gera muitos desequilíbrios, não dá para pular com uma perna só o tempo todo (isto é para o saci, se é que ele existe).
Dentre os muitos pólos da vida, destaco para a nossa reflexão: estrutura e estética. Estrutura tem a ver com segurança, estética é pura beleza; estrutura é força, estética é singeleza; estrutura é o que sustenta a construção, estética é o acabamento; estrutura é saúde física, estética é aparência. Se tivéssemos que decidir, qual seria mais importante? Eis um grande dilema! Talvez, muitos respondam categoricamente: importante é a estrutura (segurança). Será?
Você sairia com um carro sem problema de estrutura (motor, câmbio...), mas todo detonado na pintura e acessórios? Que tal uma casa muito reforçada, porém sem nenhum acabamento? Não vou nem perguntar se você se apaixonaria só pela estrutura (força), quando o assunto é namoro e casamento? Percebe? Parece que o ideal é termos os dois lados.
Os dois pólos dão tempero à vida, dá equilíbrio emocional. Às vezes, infelizmente, a vida nos obriga a optar; nestes casos, entendo que a estrutura é prioritária. Entretanto, melhor é conjugar força e beleza, firmeza e poesia!
_______
Israel Sifoleli.

Comentários

Postagens mais visitadas