Somos filhos de Adão

John Locke acreditava que o homem nascia como uma lousa em branco (“tabula rasa”) de inocência. Jean Jacques Rousseau, o filósofo francês do século dezoito, acreditava que o homem era bom, assim iniciando a filosofia humanista que coloca o homem antes de Deus. Ele disse assim: "O homem nasce bom e a sociedade o corrompe”. Uma pena a compreensão de ambos estar bem equivocada. O homem é mau na sua essência, ele é pecador. Não adiante fugirmos dessa realidade nua e crua. Somos pecadores filhos de Adão, e o nosso pecado reduz os interesses aos desejos e as necessidades do ego. O pecado faz com que desejemos tudo sobre nós mesmos. Dói reconhecer isso, mas somos todos filhos de Adão em pecado e rompemos com o Criador por causa da desobediência que gerou esse mal chamado: pecado (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas