Dia de gratidão ao grande executor de tudo na vida - (I Crônicas 29.12-13)

O nome para a palavra Senhor no texto é Yahweh, o Deus que é próximo, relacional e íntimo do povo. Ele possui toda a grandeza, poder e majestade, de modo que é Aquele que obtém todas as vitórias, nos céus e na terra. Davi louva aquele que é o proprietário de todos e de tudo, no céu e na terra, onde quer que se congreguem seres inteligentes. Por essa razão, esse Deus da aliança é exaltado acima de todos. Por isso, Davi reconhece que ele é fonte de todas as bênçãos e benefícios nessa vida. Não é o homem que fica rico sozinho. Deus dá riquezas aos homens; honra aos que ele quer que sejam honrados. Ele quem torna alguns homens grandes, e reduz outros a nada. Faz a alguns homens fortes e outros fracos. Todos os destinos estão nas mãos dele.
Davi sabe que Israel foi uma nação distinta das demais por causa da bondosa providencia do Eterno Deus (Deut. 4.4-8). E no cântico Davi reconhece que foi capacitado para fazer o que fez pelo templo de Jerusalém, por causa da ação divina. Salomão terminaria o trabalho de construção do templo, por ser divinamente designado para isso. Como diz o texto de Tiago 1.17: Toda boa dádiva e todo dom perfeito é lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação, ou sombra de mudança.
- Dicas para o nosso coração:

A providência de Deus é suficientemente grandiosa em tudo na vida;
• Seus planos são feitos em nós para a glória do nome dele;
• Deus quem nos abençoa nos processos da vida segundo a graça e amor dele;
• Precisamos dar graças em tudo porque a gratidão é o sinal das almas nobres;
• A nossa gratidão passa por essa afirmação no coração: O nome da tua glória (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas