Leituras em fevereiro de 2016


HOUSTON, James M. O discípulo: O aprendizado é uma longa caminhada com o verdadeiro mestre. Brasília, DF: Palavra, 2010. O Aprendizado é uma longa caminhada com o verdadeiro mestre. Do alto de sua erudição e prática de mais de cinquenta anos como mentor espiritual, o Dr. James Houston nos conduz a um mergulho investigativo pela história, filosofia e psicanálise revelando-nos onde as pedras preciosas que muito ajudarão (na condição de mentores, mentoreados, ou simplesmente como cristãos) a nos reconstruímos - não mais sobre a areia, mas sobre a rocha, como Jesus Cristo ensinou. Contém 248 páginas.

GRUN, Anselm. 50 rituais para a vida. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2010. Os 50 rituais descritos neste livro pretendem incentivar o leitor a desenvolver seus rituais próprios e pessoais. Na obra, o autor explica que o objetivo dos rituais é preservar um espaço livre em meio às exigências da vida, em meio às situações de estresse, para que o praticante respire e aprecie o tempo para si. Contém 176 páginas.

YANCEY, Philip. Maravilhosa Graça. São Paulo: Editora Vida, 2002. Neste livro, o premiado escritor Philip Yancey examina detalhadamente a graça divina. Se a graça é o amor de Deus para os que não a merecem, ele pergunta, então que aparência ela tem em ação? Yancey coloca a graça no meio de imagens cotidianas complexas, compara o seu caráter com a horrenda "falta de graça". A graça pode sobreviver no meio de tais atrocidades como o holocausto nazista? Ela pode triunfar sobre a brutalidade da Ku Klux Klan? A graça não justifica o pecado, diz Yancey, mas resguarda o pecador. A verdadeira graça é chocante e escandalosa. Ela abala nossas convenções com sua insistência de chegar perto dos pecadores e tocá-los com misericórdia e esperança. Contém 310 páginas.

CALDAS, Carlos. Da perda total à restauração: Meditações sobre o Livro de Rute. São Paulo: Garimpo Editorial, 2015. A história de Rute é simplesmente fascinante! Uma história sofrida, de muita dor, muita luta, muita lágrima derramada. Você vai se identificar com nossa amiga Rute. A propósito, vale lembrar que o nome Rute significa amiga. Você pode se sentir como Rute. Não é nem um pouco difícil imaginar o que ela pensava e sentia: “quem sou eu? Não passo de uma viúva pobre e estrangeira, uma forasteira em uma terra que não é minha, não tenho importância, não tenho valor, não sou ninguém, eu nunca vou ser importante e jamais vou fazer parte de uma história que valha a pena ser contada”. Você pode se sentir assim, como o último dos últimos, o mais insignificante e desprezível dos seres humanos. Veja o que aconteceu com Rute: ela perdeu tudo, tudo mesmo. Sofreu PT – “perda total” – na vida. Mas ela foi restaurada. De que maneira? Venha comigo. Vamos juntos descobrir como. Contém 61 páginas.

WHELCHEL, Mary. Em seu Lugar Como Pensaria Jesus?  Brasília: Editora Palavra, 2009. Aprenda a pensar biblicamente e tenha sua vida transformada. Em que você tem pensado ultimamente? Você tem se sentido vítima da sua própria mente? Com que você tem ocupado a sua mente? O conteúdo deste livro nos ajudará a identificar as mentiras nas quais acreditamos e nos mostrará como a verdade pode nos libertar das garras desse vício, levando-nos a ser verdadeiramente livres em Jesus. Contém 183 páginas.

MANNING, Brennan e Greg Garrett. O pródigo: Uma história maltrapilha. São Paulo: Editora Vida, 2015. O pródigo, livro que verdadeiramente acompanha O evangelho maltrapilho, também de Brennan Manning, ilustra o poder da graça por meio da história de um homem quebrantado que finalmente viu a Jesus, não porque pregava seu melhor sermão ou escrevia seu livro mais poderoso, mas porque miseravelmente falhou. Jack Chisholm perdeu tudo, mas encontrou a graça. A mesma graça que Brennan Manning devotou toda sua vida a compartilhar: profunda em natureza e vinda de um Deus que nos ama como somos, não como deveríamos ser. Contém 256 páginas.



Comentários

Postagens mais visitadas