Um tempo para a Palavra


Há uma canção do Grupo Logos que diz: É na Palavra que encontro clareza para o meu andar. São nos conselhos de Deus que acho paz. Só na verdade asseguro o futuro do meu viver, aí, confiante, consigo caminhar. A razão de estar seguro e confiante, e de ter meus passos na luz. É andar obedecendo a Palavra e temendo ao Deus que me fez. 
Hoje pela manhã, tive o privilegio maravilhoso de terminar a leitura das Escrituras Sagradas pela 39ª vez. Li várias vezes inúmeros textos e capítulos. Tive a oportunidade de rever as histórias lindas como as de Abraão, Isaque, Jacó, José de Deus, Davi, Moisés, Ana, Rute, Maria, Joao Batista, Paulo, Pedro e Timóteo. Que passeio divino para o coração. Que precioso ler um texto que já tinha lido 38 vezes e ver Deus falando novamente de uma maneira diferente. Ver Deus tocando na minha alma de uma maneira peculiar.
O livro Sagrado é profundo para a alma, cada vez que lemos, refletimos e ponderamos nele, crescemos, amadurecemos e nos tornamos pessoas mais humildes e dependentes do Eterno Deus. O texto de Isaías 34.16 afirma: Buscai no livro do Senhor, e lede. Como precisamos usar as Escrituras para o nosso coração, e para isso é necessária uma exegese espiritual. 
A exegese é fazer as perguntas e avaliar os vários sentidos possíveis num texto. Exegese é extrair as verdades mais profundas de um texto. A exegese espiritual não nos permite confiar na própria intuição e sim, na verdade essencial das Escrituras. Como diz Eugene Peterson: “A exegese é algo que traz as palavras e frases dos textos sagrados ao nosso coração deixando-as totalmente penetrantes nele. A exegese nos faz amar o Deus da Palavra o bastante para ouvir com atenção o que ele diz nas Escrituras vivas. Espiritualidade sem esta exegese se torna em algo mecânico e sem vida.” 
Não importa o que temos para fazer durante o dia, mas separemos um tempo para uma exegese espiritual nesse livro santo que nos ensina, nos molda e edifica a nossa vida espiritual sempre! (Alcindo Almeida)

Você também pode gostar

0 comentários