A graça da cruz de Cristo



Paul Tripp no seu livro Em busca de algo maior fala de 5 pontos que nos ajudam a enxergar os enganos do reino do nosso ego no coração:

1. Egoísmo: Esse é o reino da próprias pessoa. Esse é motivado pelo desejo da própria pessoa. A pessoa olha somente para si mesma. Tem a ver com o foco em si mesmo sempre.
2. Justiça própria: Geralmente a pessoa se preocupa mais com os pecados, fraquezas e falhas morais dos outros do que com os próprios pecados.
3. Autossatisfação: A pessoa está sempre procurando coisas novas para lhe satisfazer, ao invés de ficar satisfeito com uma vida que honre a Deus. É o reino de si mesmo. 
4. Autoconfiança: A pessoa evita relacionamentos mais profundos e intencionais, nos quais os outros admitem a própria necessidade da graça e procuram a ajuda da igreja. Essa pessoa está sempre no controle. Ela viva para ela mesma em todos os momentos. Não depende de absolutamente ninguém.
5. Autoglorificação: A pessoa olha para dentro de si e vê uma glória física, humana e terrena. Não tem nada a ver com a glória de Deus, tem a ver com o ego humano brilhando eternamente.

Tripp diz que temos boas notícias diante desse quadro terrível: Há um guerreiro Salvador, e uma graça abundante na batalha! Na cruz, Jesus venceu o poder do reino do ego. Ele pagou a dívida do nosso egoísmo em palavras, ações e intenções que priorizamos ao invés de vivermos biblicamente. Na cruz, Cristo nos deu o poder de obedecer, e em sua ressurreição, ele garantiu que, um dia, esse conflito do reino terreno terá um fim. 
Se não fosse a cruz de Cristo, estaríamos todos perdidos e seriamos dominados pelo reino do ego, seriamos escravos de nós mesmos e estaríamos condenados eternamente. A cruz de Cristo empurra o ego para baixa e o que nos domina é a graça divina. Sem ela, ficamos soberbos, orgulhosos e nos achamos os donos de nós mesmos. 
A cruz nos leva para o caminho da simplicidade e humildade. A cruz de Cristo nos faz enxergar o Reino de Deus e não o ego humano! Graças e mais graças ao nosso Eterno Senhor que nos deu a graça da cruz de Cristo! (Alcindo Almeida)

Você também pode gostar

0 comentários