Lealdade na vida

Uma das falhas que tem marcado muita gente, é a falta de lealdade nos relacionamentos. Há um vácuo enorme hoje no quesito ser verdadeiro e leal em todas as relações. Interessante que nesses 21 anos de pastorado, já sofri vários momentos de tristeza, mas nunca foram maiores do que sofrer com alguém que não é leal na caminhada, alguém que não é leal comigo e nem transparente.
Um amigo pastor que prezo demais, disse certa vez para mim: Se eu precisar sair da minha cidade para defende-lo em algo, eu sairei. Porque com amigo de verdade, a gente é leal até a morte. Ele disse mais: Meus amigos leais literalmente morreram por mim. E algo que prezo demais nessa vida é a lealdade. 
Penso sempre na lealdade da amizade entre Davi e Jônatas. O texto sagrado afirma que eles fizeram uma aliança que marcou profundamente a vida de ambos. E tiveram como marca a lealdade. Davi ficou sabendo através de Ziba que Jonatas tinha um filho vivo. Quando Davi chamou Mefibosete a sua presença, ele veio temendo e tremendo, pensando que o rei o executaria, pois era o único da descendência de Saul (2 Samuel 9.6). Davi apenas disse: Não temas, porque decerto usarei contigo de benevolência por amor de Jônatas, teu pai. O rei Davi prestando honra e lealdade ao seu amigo Jonatas, concedeu a Mefibosete: um servo para ajudá-lo (2 Sm 9.9,10); restituiu as terras de seu avô e seu pai (2 Sm 9.7-a); e lhe concedeu um lugar a mesa, como um dos filhos do rei (2 Sm 9.11).
Meu Deus! Isso sim é agir com lealdade nos relacionamentos! Davi foi muito leal mesmo seu amigo estando morto. Não esperemos lealdade das pessoas, comecemos isso antes de qualquer coisa. Comecemos a praticar lealdade para aqueles que estão próximos de nós. Precisamos doar o nosso coração para as pessoas ao nosso redor! Imitemos esses homens de Deus na prática da lealdade! (Alcindo Almeida).

Você também pode gostar

0 comentários