Leituras em janeiro de 2018


1. LUDOVICO, Osmar. Inspiratio. São Paulo: Mundo Cristão, 2017. Osmar Ludovico é um daqueles autores cujos escritos tocam a alma no mais profundo de sua sensibilidade espiritual. Cada texto seu remete a um recôndito esquecido do ser, a uma reflexão valiosa, ao desejo de mudar atitudes irrefletidas, a uma conexão íntima com Deus na profundidade do coração. Mais do que um escritor, ele é um pensador piedoso, capaz de conectar quem o lê a aspectos constantemente esquecidos pelos cristãos em meio à correria do dia a dia e a uma vida eclesiástica barulhenta e, por vezes, frenética. O autor propõe uma caminhada de fé que vai na contramão dos modismos, dos grandes espetáculos, da religiosidade superficial, do que é exuberante, mas vazio. Ele propõe um retorno ao simples, ao silencioso, ao pequeno e ao profundo como o caminho para um encontro sem igual com Deus. Ele contém 208 páginas.
2. GROESCHEL, Craig. Ego no altar. São Paulo: Vida, 2014. Pegue a ideia que você tem de identidade própria e deposite-a sobre o altar. Sacrifique-a. Porque, enquanto não sacrificar esse conceito fracassado de identidade, você não se transformará em quem foi feito para ser. Quando pomos nossos falsos rótulos e o nosso autoengano sobre o altar da verdade de Deus, descobrimos quem de fato somos. A partir daí, em vez de um ego voltado para o exterior, fundamentado na aprovação alheia, aprendemos a viver com o ego no altar, a visão de Deus da pessoa em quem nos devemos transformar. Descubra como se livrar do seu ego arruinado e libertar seu ego sobre o altar, de modo que se converta em um sacrifício vivo. Conheça sua verdadeira identidade pela primeira vez. Cresça no caráter de Cristo. Seja ousado  em como se comporta, nas orações que faz, em sua obediência. Com uma nova consciência de quem você de fato é em Cristo, prepare-se para abraçar a vida na confiança do Deus que acredita em você. Ego no altar revela quem Deus diz que você é e o conclama a viver de acordo com essa verdade. Ele contém 199 páginas.

3. CARSON, D.A. Mark Ashton, Kent Hughes e Timothy Keller. Louvor. Analise teológica e prática. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2017. O que é louvor? O que significa cultuar Deus efetivamente na vida cotidiana? Por mais que a adoração seja um tema recorrente entre os cristãos, as características atribuídas a ela variam de acordo com as tradições. É a união entre os princípios e a prática do culto que D.A. Carson, Mark Ashton, Kent Hughes e Timothy Keller exploram em Louvor: análise teológica e prática. Após uma introdução sobre o que significa adorar de acordo com a Bíblia, o livro oferece ao leitor exemplos litúrgicos de diferentes denominações cristãs, mostrando como é possível partir da base teológica para o culto coletivo segundo tradições muito distintas entre si. Louvor não é um manual de “como fazer”, mas um panorama de cultos autênticos de cristãos em busca de um encontro verdadeiro. Ele contém 268 páginas.

4. SPURGEON, C. H. Conselhos para obreiros. São Paulo: Vida Nova, 2015. O príncipe dos pregadores orienta os ministros da igreja. Essa obra é uma coletânea de sábias e experientes instruções bíblicas para todo aquele que se engajou no ministério cristão, independentemente de sua área de atuação na igreja, cargo ou grau de experiência. Todos os conselhos de Charles Spurgeon aqui compilados estão em plena harmonia com o evangelho, que ele faz questão de definir com clareza bíblica e de situar no centro do ministério cristão. Ele contém 160 páginas.

5. HARRIS, Joshua. Ortodoxia humilde. São Paulo: Vida Nova, 2013. O renomado autor Joshua Harris examina os ensinos do Novo Testamento sobre o chamado para que os cristãos tenham uma coragem permeada de amor, que ignora controvérsias tolas, suporta o mal pacientemente e defende a verdade com espírito generoso. Sem esse tipo de humildade, Harris afirma, nós nos tornamos como os fariseus — corretos em nossa doutrina, mas alguém que prejudica a defesa da verdade com nosso orgulho. Ele contém 96 páginas.

6. KNOX, John & João Calvino. Oração e a vida crista. São Paulo: Vida, 2016. O livro chega para celebrar as obras Tratado sobre a oração, de John Knox, e o livro Sobre a vida cristã, de João Calvino, proeminentes da Reforma Protestante na Suíça, França e Inglaterra. O primeiro apresenta uma declaração sobre o que é a oração verdadeira, como e pelo que devemos orar em uma série de orações que demonstram grande maturidade e compaixão, servindo como base para instruir os cristãos que vivem sob tirania. Já Calvino instrui sobre o sistema moral das Escrituras, a santidade de Deus, a redenção e estímulos para imitar Cristo e seguir uma vida cristã piedosa com perseverança mediante a obediência à vontade divina e a autonegação. Ele contém 128 páginas.
7. CLOUD, Henry e John Townsend. Limites para ensinar aos filhos. São Paulo: Vida, 2011. Todos os pais querem que seus filhos se tornem adultos equilibrados e responsáveis. No entanto, talvez já tenham descoberto que não basta simplesmente dar ordens. Nos acessos de raiva da criança ou nas tentações do adolescente, precisam ajudar os filhos a controlar o temperamento, os sentimentos e as atitudes.  Como fazer isso? A receita é estabelecer limites saudáveis. Os limites são uma base segura para desenvolver bons relacionamentos, obter maturidade, segurança e equilíbrio na vida. Limites para ensinar aos filhos ajudará os pais a preparar os filhos para assumir responsabilidade com o próximo e consigo mesmos. Henry Cloud e John Townsend mostram como trazer equilíbrio à vida familiar, impor limites com amor e desenvolver nos filhos o caráter que servirá de base no futuro para uma vida produtiva e saudável. Finalmente, Cloud e Towsend facilitaram para os pais o trabalho de ensinar aos filhos o que gostariam de ter aprendido quando tinham a idade deles: estabelecer limites saudáveis. Não há época melhor para reforçar as idéias de ser responsável e assumir o controle da própria vida. Ele contém 280 páginas.
8. CALVINO, João. Oração: exercício contínuo da fé. São Paulo: Vida, 2016. Em 31 de outubro de 2017, celebra-se o quintocentenário da Reforma Protestante. Na mesma data de 1517, o monge agostiniano Martinho Lutero pregou na porta da igreja do castelo de Wittenberg um protesto contra diversos pontos da doutrina da Igreja Católica Romana, propondo uma reforma no catolicismo. Os cinco pilares sobre os quais a Reforma Protestante está firmada são: Sola Fide – Somente a fé. Sola Scriptura – Somente a Escritura Sagrada. Solus Christus – Somente Jesus Cristo. Sola Gratia – Somente a graça. Soli Deo Gloria – Glória somente a Deus. João Calvino foi o mais proeminente reformador da Suécia e França. Ficou conhecido primariamente pelas Institutas, mas o conjunto de usa obra abrange ainda temas essenciais para o cristianismo como a oração e a vida cristã. Em Oração: o exercício contínuo da fé, Calvino apresenta a oração não somente como um exercício que deve ser realizado sem cessar, mas também os benefícios advindos dele. O autor indica a quem e por meio de quem as orações devem ser apresentadas, bem como refuta a intercessão dos santos. Além disso, também apresenta a natureza da oração, a invocação perfeita (Oração do Senhor) e regras a respeito da oração (tempo, perseverança, certeza da fé, entre outras), levando o leitor ao crescimento diário da comunhão com o Pai. Ele contém 144 páginas.
9. DURAN, Márcio Pobres e Ricos – Uma fábula econômica e os ensinamentos justos de Jesus de Nazaré. São Paulo: Garimpo, 2012. Este livro busca ajudar o leitor a compreender melhor a lógica da conjuntura econômica internacional e suas implicações no Brasil e nas comunidades pobres. O autor pretende apontar para as questões mais profundas dos processos de empobrecimento massificados e enriquecimento ilícito de poucos ‘privilegiados’ da aldeia global. Na vida e no ministério de Jesus Cristo de Nazaré, o autor deve encontrar a inspiração e o estilo de vida simples, para romper com o ciclo da injustiça. Neste livro, o leitor poderá se deparar com a retomada de várias passagens do ‘Novo Testamento’, a fim de fundamentar o compromisso do povo de Deus com a justiça, a simplicidade e os sinais do reino de Deus. Ele contém 55 páginas.
10. PONDÉ, Luiz Felipe. Amor Para Corajosos - Reflexões Proibidas Para Menores. São Paulo: Planeta do Brasil, 2017. O poeta Vinícius de Moraes ensinava a amar “porque não há nada melhor para a saúde que um amor correspondido”. Se não há nada mais importante do que amar, pensar o amor em suas diversas formas e vínculos é fundamental. Em Amor para corajosos, o filósofo Luiz Felipe Pondé conduz o leitor por um passeio sobre o tema. Não se trata de um manual para amar melhor ou um estudo acadêmico. Na sua tradicional prosa ao mesmo tempo provocativa e elucidativa, Pondé escreve uma série de ensaios que podem ser lidos aleatoriamente ou na ordem sugerida. Ele parte de uma diferença filosófica entre o que seria um “amor kantiano” – que busca estabilidade e respeito – e um “amor nietzschiano” – aquele da paixão avassaladora. O foco principal é o amor romântico chamado pelos medievais de “doença da alma”. Pondé usa a filosofia, as ciências sociais e a cultura para analisar questões eternas e outras mais contemporâneas. O amor pode conviver com rotinas? O amor tem cura? É ético abrir mão do amor em nome de obrigações familiares? Como saber se você é um canalha ou uma vagabunda? É possível confiar numa mulher? Como curar a atávica insegurança masculina? E quando o amor morre? Como o próprio título sugere, “Amor para corajosos – Reflexões proibidas para menores” instigará o leitor ao exercício do amor. Afinal, segundo o próprio Pondé, o amor é uma experiência prática, jamais teórica. “Se você nunca entendeu a razão de a literatura estar cheia de exemplos de pessoas que “morrem de amor”, nenhuma teoria do amor vai salvá-lo do vazio que é nunca ter sofrido de amor”. Ele contém 190 páginas.
11. BAXTERRichard. Conselho aos pais para pastorear seus filhos. São Paulo: Shedd Publicações2011. Que enorme importância tem a educação sábia e santa das crianças para a salvação de suas almas, para o consolo de seus pais, para o bem da igreja e da sociedade e para a felicidade do mundo! Neste livro, Richard Baxter, apresenta vários conselhos sábios. Seu objetivo é que os pais possam tanto educar como pastorear seus filhos no temor a Deus. Ele contém 64 páginas.
12. SIERRA, Javier. The Secret supper (A ceia secreta). Washington Square Press; Reprint, 2007. Milão, 1497. Leonardo da Vinci está completando sua obra-prima, The Last Supper. O Papa Alexandre VI está determinado a executá-lo depois de perceber que a pintura contém pistas para uma mensagem desconcertante e blasfema, que ele está determinado a decodificar. O Santo Graal e o Pão Eucarístico estão desaparecidos, não há carne na mesa e, de forma assustadora, os apóstolos são retratos de hereges bem conhecidos - nenhum deles retratado com halos. E por que o artista se pintou na cena com as costas voltadas para Jesus? As pistas para o maior enigma de Leonardo estão bem diante de seus olhos. Ele contém 329 páginas.

Comentários

Postagens mais visitadas