Somos formados do barro

O texto sagrado afirma em Jó 33:6: Eis que diante de Deus sou como tu és, também eu sou formado do barro. 

Essa foi a resposta de Eliú para Jó. Jó chegou a dizer diante de Deus: Sou justo e Deus tirou o meu direito. Que prepotência de Jó, que arrogância, que orgulho terrível dele! Jó achou que tinha justiça própria e poderia questionar Deus por causa da sua vida estar em ruínas. Coitado de Jó, levou um tempo para perceber que sua justiça própria era lixo, era algo vão e sem sentido. Essa frase de Eliú precisa fazer efeito dentro de nós. Não somos tudo o que achamos que somos! Somos formados do barro, somos pó e cinza. Somos como uma gota que cai no balde! 
Somos como o ferro que corrói e é considerado como nada! Por isso, as Escrituras afirmam de maneira séria: O que é o homem para que te lembres dele? Não nos esqueçamos jamais que somos formados do barro. Temos um criador divino que reina sobre nós e que tem os dias da nossa vida contados! (Alcindo Almeida).

Você também pode gostar

0 comentários