Pular para o conteúdo principal

ESPIRITUALIDADE PARA O COTIDIANO



1. Depressão: redescoberta da força na fraqueza. Fonte Editorial. 2015. A depressão é um grave problema de saúde que acomete 350 milhões de pessoas em todo mundo. No Brasil, as estatísticas assumem uma dimensão ainda mais alarmante. Uma pesquisa liderada pela Organização Mundial da Saúde demonstrou que entra os 18 países estudados, uma das maiores prevalências foi encontrada na grande São Paulo (Dr. Geilson Lima).

2. A amizade da alma: Fidelidade na mentoria da vida. Fonte Editorial. 2016. Refletir sobre a amizade é algo da maior importância, pois a amizade é uma bênção que nasceu do coração de Deus. Na Trindade, temos um belo exemplo de amizade e de cumplicidade, onde as pessoas do Pai, do Filho e do Espírito Santo dignificam um ao outro. Amizade com fidelidade e mentoria foi uma das grandes marcas do ministério de Jesus, que se mostrou solidário e amigo nas situações mais difíceis. Diante do complexo mundo dos relacionamentos interpessoais, falar de amizade é uma necessidade urgente. É triste constatar como os relacionamentos têm se tornado superficiais nos dias atuais. Diante de uma vida agitada e estressada, muitos já não encontram mais o espaço da cumplicidade e da empatia em seus relacionamentos, seja no lar, na empresa, na igreja ou no próprio círculo de amigos (Gilberto Pires).

3. Vida sincera. Evangelho de Mateus. Fôlego, 2013. O autor esmiúça a complexidade dos paradoxos das bem-aventuranças, das parábolas e da vida de Jesus no Evangelho de Mateus e as traduz em linguagem para gente de verdade, que se senta nos bancos de uma comunidade e espera aprender do Senhor como a criança que olha para o pai na expectativa de ver sua mão estendida.

4. Redenção graciosa. Romanos. Fôlego, 2013. Esse é um texto da mais profunda sabedoria de Paulo e nele o autor preserva sua característica pastoral ao comentar e caminhar nele refletindo o que Paulo disse e ensinou de maneira bem prática profunda e relevante. Entre nas páginas de Redenção graciosa e seja edificado no seu coração! (Danilo Scarpinelli).

5. Coração verdadeiro. I Samuel. Fôlego, 2012. Um livro que fala sobre Ana, os filhos de Eli, Saul e sua rebeldia. Fala sobre a amizade, confiança e aliança de Jônatas com o jovem precioso chamado Davi. Ele trata de maneira marcante sobre o caráter, as falhas, o coração, a sensibilidade, as amizades e as batalhas deste rei inesquecível na história da espiritualidade bíblica (Laercio Rios).

6. Um jeito doce de viver com seu cônjuge. Fôlego, 2014. Neste livro o autor trabalha a necessidade de enfrentar a realidade de dois seres com diferenças e que precisam entender que a felicidade é algo inerente a duas pessoas falhas, limitadas, que choram, sentem, sofrem, riem e são de carne e osso. Ele salienta que não casamos para ser felizes, mas para fazer o outro feliz. É nessa perspectiva e dinâmica que o casamento prevalece e que todos os dias aprendemos a dizer não para o divórcio e a separação (Hernandes Dias Lopes).
7. Poesia e oração. Livro dos Salmos. Fôlego, - Volume 1, 2011. Este volume abrange os Salmos 01 ao 41. Neste livro vemos Alcindo nos dando uma saída consistente e uma ótima oportunidade para descobrirmos um mundo repleto de esperança e cheio de expectativas, de que, no Senhor e no seu Ungido (Cristo), o Deus-Homem, e somente nele, há mudanças reais. Somos advertidos a nos preocupar com a nossa vida devocional, a despertar nosso coração para esse ponto tão crucial que tem sido muito negligenciado em nossos dias. Nós vemos isso claramente no Salmo 5, portanto, a coerência se fecha em vários pontos, mostrando lições definidas e claras que nos ajudam na maturidade e no crescimento cristão. Nos Salmos 5 e 6 vemos um destaque dado a Teologia do relacionamento com Deus, reconhecendo sua soberania, justiça e amor, que é completamente diferente da teologia relacional tão em alta hoje nos círculos evangélicos. Uma teologia que banaliza Deus e exalta o homem. Alcindo, ao contrário, mostra um homem que ama o Deus justo e santo e vive em devoção e intimidade com este Deus. E creio que ninguém melhor do que Davi para expressar esta intensa comunhão, e, portanto, um acerto enorme da parte do autor, que mostra as crises de um homem e a fonte para o recomeço dessa mesma vida. E a vida de Davi é expressamente demonstrada nessa seleção de Salmo muito bem refletida e fortalecedora do nosso coração. O livro Poesia e Oração com toda certeza causará impacto no seu coração e lhe restaurará diante das dificuldades e crises que talvez você esteja vivendo. Que a leitura impacte o seu coração nas dores, lágrimas e alegrias! (Nelson Abreu).

8. Poesia e oração. Livro de Salmos - Volume 2. Fôlego, 2011. Este volume abrange os Salmos 42 ao 72. Os Salmos nos ajudam a equalizar o que cremos sobre a vida (nossa confissão de fé) com o que de fato encontramos na vida (o dia-a-dia). É um mosaico que registra diários pessoais e comunitários de pessoas que tentaram construir uma caminhada de fé íntegra. Nas janelas desse mosaico encontramos um contraste de alegria e tristeza, convicção e dúvida, esperança e crise, dor e conforto, decepção e realização, amizade e traição, acolhimento e indiferença. Podemos notar que talvez a razão pela qual os Salmos encantem o nosso coração é que essas orações expressam o que muitas vezes sentimos, sem dizermos uma única palavra. Ao lermos os Salmos construímos uma gramática para a vida. Em meio aos caminhos e percalços da vida, o salmista identifica rotas, sinais, valores e referenciais. A constatação é que a vida só faz sentido se ela é construída a partir de Deus. Soren Kierkegaard disse que “a maior felicidade de um ser humano é a de ser ajudado por Deus”. Nos Salmos fica claro que Deus nos ouve e deseja ser ouvido por nós. Geralmente oração é definida como falar com Deus. Os Salmos mostram uma realidade diferente; oração é um ato interativo: falar converge com ouvir. Acredito que esse é o convite que Alcindo faz a mim e a vocês. O seu coração pastoral escreveu devoções para que ouçamos a voz de Deus através dos seus escritos. Mas, o autor deseja também que a nossa reação produza “salmos” que registrem o que está gravado na nossa alma. Este livro chega numa boa hora! A nossa cultura performática, funcional, construída no desempenho narcotizante cria personas que simulam vidas. O autor com os seus “salmos” está nos desafiando a ouvir a Deus, expressar a ele os nossos sentimentos e nos submeter aos seus valores e princípios (Roberto Ferreira).

9. Poesia e oração. Livro de Salmos - Volume 3. Fôlego, 2011. Neste volume serão abordados os Salmos 73 ao 89. O livro de Salmos mostra claramente que precisamos entrar no santuário de Deus e perceber que ele ainda está no comando de tudo. Precisamos nos lembrar deste Deus que realizada obras desde o passado. Ele olhou para Abraão, para ser pai aos 100 anos, algo que era impossível de acontecer. Ele olhou para a Isaque no campo quando lhe trouxe uma esposa. E quando ela clamou por filhos Deus lhe providenciou Jacó e Esaú. Ele olhou para Davi, o moço do campo e das ovelhas e fez dele um grande rei em Judá. Os Salmos nos ensinam que Deus cuida do nosso coração. Os Salmos nos mostram que nos momentos de aflição necessitamos clamar ao Senhor para que ele nos coloque de novo no estado de tranquilidade e prazer na vida diante dele. Quando somos acometidos por problemas terríveis e complicados devemos clamar para que Deus nos restabeleça ao primeiro estado. Os Salmos nos ensinam que precisamos do resplandecer de Deus na vida, como precisamos da salvação de Deus nos momentos de tristeza, dor e tribulação! Leia Poesia e Oração nos Salmos e seja edificado!
10. Poesia e oração. Livro de Salmos - Volume 4. Fôlego, 2011. Este volume abrange os Salmos 90 ao 106. Poesia e Oração mostra que a pessoa que tem relacionamento com o Deus Altíssimo, com o Deus Onipotente, tem-no como a sua fortaleza, como a sua segurança, como o seu esconderijo. Tem-no como o seu protetor absoluto, como o seu Deus de amor e como o seu descanso. Poesia e Oração mostra que há um grande convite para que cantemos aquele que é rocha da nossa salvação, aquele que reina sobre tudo e sobre todos. E nós devemos nos apresentar a ele com ações de graça e com salmos de louvor. O convite é para que jubilemos neste Deus que é a nossa grande salvação. Em Poesia e Oração somos convidados para adorar aquele que um dia nos salvou e nos tirou das trevas. Esse Deus que nos criou e nos formou como o Salmo 100.3 diz: ‘‘Sabei que o Senhor é Deus! Foi ele quem nos fez e somos dele, somos o seu povo e ovelhas do seu pasto’’.
11. Poesia e oração. Livro de Salmos – Volume 5. Fôlego, 2011. Este volume abrande os Salmos 107 ao 150. Neste livro Poesia e Oração Alcindo nos convida a mergulhar numa vida de adoração, tendo como base, a certeza que os Salmos nos dão de que Deus está sempre ao nosso lado, independente das circunstâncias. Através destas reflexões nos deparamos com um Deus que entende a nossa dor, se compadece de nossas lágrimas e é capaz de colocar um novo cântico em nossos lábios. Um cântico de alegria e louvor. Além das aplicações práticas e do conforto para a vida diária, em várias reflexões desta coleção encontramos informações sobre o contexto histórico dos autores e do povo de Deus. Isso nos aproxima mais dos Salmos e nos ajuda a perceber que tanto os autores como os personagens foram pessoas como semelhantes a nós. Tenha sempre este livro sempre a mão, seja na cabeceira da cama ou na mesa do escritório, pois diariamente nos deparamos com situações semelhantes àquelas vividas pelos autores dos Salmos. Assim através da mensagem dos Salmos, expressa nas reflexões de Alcindo, é possível perceber o cuidado de Deus, experimentar o consolo do Pai, sentir encorajamento da Palavra e encontrar a motivação necessária para continuarmos nas lutas da vida.
12. Uma parceria com Gilberto Moraes. Graça divina. Livro de Efésios. Fôlego 2011. Aproveitando diversos temas abordados em Efésios, somos conduzidos pelos autores a uma reflexão prática, como, por exemplo, quando nos dizem que “Deus chama pessoas ruins, pobres, ricas, soberbas, orgulhosas, mentirosas, assassinas, adúlteras para serem santas. Ele vem e transforma o coração delas para serem santas nele (Noé Dias)

13. Simplicidade, fé e oração. Livro de Tiago. Fôlego 2010. Simplicidade, Fé e oração. Tiago. São Paulo: Fôlego 2010. Este livro é um convite para mergulharmos nos ensinamentos práticos que Tiago apresenta na sua Epístola. Tenha uma ótima e proveitosa leitura (Gilberto Barbosa).

14. Alegria verdadeira - Livro de Filipenses. Fôlego 2010. Alegria verdadeira - Filipenses. São Paulo: Fôlego 2010. Quando eu ando meio jururu, então está na hora de saborear água fresca neste manadeiro da excelência gozosa. Assim, frequentemente, eu preciso retornar à meditação desta Epístola recheada de regozijo para me restaurar. Segundo, Alcindo é um discípulo desta escola jubilosa, evidenciando no seu estilo os traços de uma pessoa bem-aventurada (Glenio Fonseca Paranaguá Mendigo-padrão da Casa da Aba).

15. Os encontros de Jesus. Pessoas que foram transformadas por Ele. Fôlego, 2009. Os encontros de Jesus - Pessoas que foram transformadas por ele. São Paulo: Fôlego, 2009. Todos os que se encontraram com ele tiveram a vida marcada e transformada. Ninguém deixou um encontro com ele sem ser tocado quer por suas palavras suas atitudes ou por seu maravilhoso olhar. Encontrá-lo é ver a Palavra nos penetrando e fazendo-se desejável, manifestando-se como meio da graça nos fazendo adoradores e conscientizando-nos da necessidade do arrependimento e da salvação (Hilder Stutz).

16. Uma fonte para a espiritualidade. Abba Press, 2007. Um verdadeiro guia devocional, com centenas de ideias inspiradas em 84 reflexões bíblicas fáceis de ler e entender, mas, profundas em seus significados e na edificação que produzem (Valter Ribeiro).

17. Senhor, cura a minha alma! Abba Press, 2005. O autor oferece ao leitor o acolhimento e a esperança que vem do Senhor. Todos nós - em nossa história de vida - passamos por momentos de aflição, mágoas, desapontamento, dores e amarguras. Alguns de nós passam ainda por sofrimentos indescritíveis e incompreensíveis. Mas, de uma maneira sobrenatural e amorosa, Deus os acompanha na travessia do sofrimento - mesmo que nem sempre se veja dessa maneira - e os coloca a salvo em lugar seguro.

18. Salmo 23: *Descanso no pastor da nossa alma*. Fôlego, 2016. O livro " O descanso no Pastor da nossa Alma" convida o leitor a conhecer mais O Bom Pastor, por meio de uma exposição minuciosa, verso a verso, do texto encontrado no capitulo 23 do livro de Salmos. Nele somos desafiados a confiar na presença, no renovo, na cura e na fidelidade de Deus, depositante nEle toda a nossa esperança e os anseios do coração. O autor ainda se preocupa em estabelecer perguntas de reflexão ao final de cada capítulo, a fim de que o leito assimile de maneira melhor e aplique os pontos trazidos na exposição do texto bíblico. Tal característica faz a obra um material muito apropriado, não apenas para devoção familiar e particular, mas também para a ministração de aulas temáticas. O autor estudou a fundo a matéria deste livro e assim pode apresentar argumentos sólidos e uma farta bibliografia. Além disso, um guia de estudos no final de cada capítulo poderá se desdobrar em diversas aplicações em classes ou em grupos de estudos, ou mesmo para revisão pessoal. Certamente a leitura de salmo 23, descanso no pastor da nossa alma acrescenta um renovado interesse à leitura e a reflexão sobre o salmo 23! (Mauricio M. Meneses).

19. Silenciando o coração diante do Pai. Fôlego, 2007. Silenciando o coração diante do Pai. São Paulo: Fôlego, 2007. A obra trata exatamente sobre assuntos que têm a ver com a nossa vida prática, com a nossa devoção, com os nossos valores, com a nossa ética e com a nossa santidade. Coisas que devem ser governadas em nossa vida pelo profundo senso de reverência e dependência de Deus que precisamos ter, resgatar e até mesmo desenvolver em nossa caminha cristã.

20. Vivendo na presença do Pai.  Fôlego, 2009. Vivendo na presença do Pai. Fôlego, 2009. Vivendo na presença do Pai, é um livro que nos faz refletir e exercitar a nossa intimidade com Deus. Quando temos consciência de que precisamos viver na presença de Deus, sentimos de maneira impressionante o seu toque no nosso coração. E este toque é precioso demais porque é íntimo e tão pessoal que revoluciona à nossa maneira de amá-lo e servi-lo. Quando andamos na presença de Deus somos tocados nos mais profundo do nosso coração e somente Deus é capaz de chegar lá e discernir todas as nossas emoções. Na presença de Deus somos conhecidos por ele em todas as facetas do nosso coração. E neste processo acontece uma conexão tão verdadeira que a cada detalhe da vida percebemos e sentimos a presença de Deus em nós. Somos também influenciados por um toque divino que vivemos com a realidade e sentido da santidade dentro de nós. Daí a mentira não é a nossa prática de vida. Quando andamos na presença de Deus somos encharcados com a graça de Cristo e passamos a refletir minimamente o caráter e a vida de Jesus. Assim, as pessoas olharão para nós e perceberão algo diferente porque a nossa atitude é a de Jesus, o nosso amor é o de Jesus, a nossa palavra é a de Jesus e a nossa postura é a de Jesus. Ao ler este livro busquemos andar a cada dia sentindo o toque da presença de Deus em nosso viver!
21. Vida de discípulo. Fôlego, 2017. No momento histórico atual da igreja evangélica brasileira, temos visto diversos ensinamentos tortuosos. Ensinamentos que não passam de apelos humanos. Uma pregação humanista que joga fora a dependência do caráter de Deus, isso visando um ministério humano. Há muita gente que tem pregado o ensinamento diferente daquele que Paulo propôs para o jovem pastor Timóteo. Muita gente tem pregado uma “teologia mundana”, termo que uso para mostrar o quanto ela é concentrada no esforço humano. Há muitos que fizeram da pregação um movimento para apenas ganhar dinheiro. E os tais, não têm vergonha alguma de usar o púlpito para, literalmente, extorquir o pouco que muita gente assalariada ganha com muito suor. E por acreditar numa promessa falsa de barganha com a fé, infelizmente essa gente dá o que não tem para os “mercenários da fé”. Temos que observar com seriedade o que Paulo exortou ao jovem Timóteo, que não ensinasse jamais uma doutrina diferente daquela que é a de Jesus Cristo de Nazaré. A nossa doutrina é sempre essa: Cristo veio ao mundo salvar pecadores miseráveis, indignos e que não merecem absolutamente nada do Eterno Deus. E para isso, Deus enviou seu único Filho para a cruz em nosso lugar. Naquela cruz, ele morreu e no terceiro dia ressuscitou para trazer vida e vida com significado para o nosso coração. A nossa pregação é: vivamos para o Senhor que viveu e morreu por nós. Louvemos a ele todos os dias que ele mesmo nos dá. Isso não tem nada a ver com barganha, com a negociação de fé. Isso tem a ver com graça divina. Acredito que nessa cultura religiosa rasa e sem doutrina séria, precisamos influenciar mais com a verdade do Evangelho. Precisamos mostrar que a mensagem da cruz não tem a ver com dinheiro, não tem a ver com a negociação da fé. Tem a ver com o sangue de Jesus derramado na cruz do Calvário para nos resgatar dos pecados e nos levar para o Reino da graça! Esse livro trata desse Evangelho da cruz de Cristo, o Evangelho real e profundo na vida dos cristãos. Tenha uma ótima leitura! (Mauricio Bocair Meneses).

22. O livro de Provérbios: inteligência para a vida. Fonte Editorial, 2017. Precisamos não apenas aprender sobre o conhecimento da sabedoria, mas devemos internalizá-lo dentro do coração para que tenhamos uma visão do mundo de Deus na vida. Para que tenhamos a visão das realidades bíblicas, para que agrademos e sirvamos ao Eterno Deus com coração sábio (Raimo Nappi).


23. Coração Sábio. Livro de Eclesiastes. Fôlego, 2011. Lutero afirmou: “A verdade é que a leitura de muitos livros pode ser semelhante a ajuntar pedaços de madeira, mas as chamas brilham de uma única sentença. A marca é deixada na mente não pela queima de muitas páginas, e sim pelo calor de uma sentença aquecida por Deus” (Lutero, Epístola aos Romanos). A leitura deste livro simples de Alcindo Almeida é como ajuntar pedaços de madeira, e com toda certeza mais tarde as chamas brilharão pela graça de Deus. Também a marca de frases e diversos textos será deixada na mente, não pela queima de muitas páginas, e sim, pelo calor de uma sentença aquecida por Deus. Os ensinos de Salomão em Eclesiastes são fortes e nos fazem até “perder o chão” porque estamos envolvidos demais com a perspectiva do terreno, ao invés da que tem a ver com a eternidade. A vida é uma peregrinação de aprendizado, uma viagem de descobertas, na qual nossa visão errada é corrigida. Nossa noção distorcida é corrigida. Isto acontece quando entendemos que a vida é como um vento e que tudo diante de nós não passa de vaidade. Nos ensinos de Salomão nossa opinião superficial sobre o temor de Deus é aprofundada. E um pouco de nossa ignorância é diminuída na medida em que a graça de Deus opera em nosso interior. Não dá para ler este livro e continuar vivendo sem o aprofundamento no tempo de Deus (Railton Santos).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estudo 26: A mulher sunamita: generosa e hospitaleira - (II Reis 4.8-37)

Há um cântico que nos ensina muito é o Salmo 37.4-5, a letra diz:
“Agrada-te do Senhor e ele fará aquilo que deseja o teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor, e o mais ele fará. Descansa no Senhor e espera nele. Pois, ele é a tua salvação, ele é o teu castelo e o teu refúgio na tribulação. Confia no Senhor e ele agirá, confia no Senhor e ele agirá“ [1].  É exatamente sobre essa providência de Deus na vida do seu povo que quero falar, usando esse exemplo da mulher sunamita. Esta que foi agraciada por Deus pela instrumentalidade do profeta Eliseu. Sabemos que o significado do nome de Eliseu é: Jeová é salvação. A meu ver combina com sua missão como profeta desse período. Ele foi um dos maiores profetas desse período juntamente com o seu antecessor, o profeta Elias. Ambos foram profetas no Reino do Norte de Israel. Eliseu era filho de Safate, habitava em Abel- Meolá do Vale do Jordão e pertencia a uma família próspera. Quando Elias estava no monte Horebe desanimado e triste, Deus fa…

Emoção X Razão: Mulheres agem de forma emocional, homens se comportam racionalmente

Recentemente li o livro Homens são de Marte, mulheres são de Vênus de John Gray. Ele diz que quando se aborrecem, os homens querem silêncio e solidão. Já entre as mulheres, as preocupações resultam na matraca desenfreada, pois, falando acalmam-se. O ego masculino é movido à base de conquistas, o feminino é pura emoção. Ele deve escutá-la, e ela deve compreender seu silêncio. Conclusão: marido e mulher não falam a mesma língua, não são do mesmo planeta. Na maioria dos processos normais, a mulher age de forma emocional, enquanto o homem se comporta de forma racional. Na nossa cultura costumamos dizer que os homens são insensíveis, durões e bem insensíveis. E com respeito às mulheres que elas são pura emoção e coração. John Gray diz que “quando os homens e mulheres são capazes de respeitar e aceitar suas diferenças, então o amor tem uma grande chance de desaborchar” (GRAY, John. Homens são de Marte, mulheres são de Vênus. São Paulo: Editora Rocco, 1997, p. 24). O grande problema é que convi…

Histórias da vida

A mentalidade dogmática deseja prender a verdade na malha das suas palavras, entendo que ela se equivoca. Acredito que nós aprendemos, falamos e escrevemos interpretando cada ponto da nossa história de vida. Na interpretação passam verdades, mas nunca absolutas, nossa história tem várias facetas.  Temos um quadro da nossa história e ela vai acontecendo com várias interpretações e olhares dentro de nós mesmos. Gosto demais de relembrar a história da minha vida. Lembro-me sempre dos momentos bons e ruins dela. Eu tive momentos de profunda tristeza, mas neles, vi o mover de Deus me ensinando a passar pelos vales dela, com a percepção da graça divina em mim sempre. Vi amigos chegados morrendo, vi amigos conquistando e perdendo. Vi histórias de vidas sendo tocadas por Jesus Cristo de Nazaré. Como é bom poder enxergar o passado com graça e com a noção no íntimo de que Deus esteve presente em cada detalhe.  As histórias serão sempre histórias contadas por nós dentro da alma e do coração. Cada …