Vençamos ego humano

Hoje vivemos o tempo da vida individualista. Corremos para conquistar o que nos beneficia, corremos para ser alguém, para termos um espaço nessa jornada. Eu acredito que isso passa por um negócio que mora dentro do nosso coração: egoísmo.
Bem, a vida egocêntrica não é uma dependência química, mas um vício que nos leva a usar qualquer meio para obter o que queremos. Então, em cada transação e possibilidade de relacionamento, nossa tendência é perguntar: O que ganho com isso? O resultado óbvio é que agimos em benefício próprio. 
Esse estilo de vida egocêntrica tem a ver com as inclinações da nossa natureza adâmica. A proposta lá no Éden foi: o dia que vocês comerem desse fruto, serão como Deus. Isso tem a ver com a manipulação e não com o amor verdadeiro que mata o nosso ego. 
Tem um livro muito precioso de Tim Keller, Ego transformado, e ele afirma: O ego é incrivelmente atarefado, ou seja, ele faz de tudo para ser notado. Keller diz que o ego humano tem quatro características: 

1. Ele é vazio: busca incessantemente por valor e nunca se satisfaz.
2. Ele é dolorido: vive chamando atenção para si e se machuca com facilidade.
3. Ele é atarefado: vive se comparando com os outros em busca do prazer de ser, fazer ou ter mais que os outros.
4. Ele é frágil: quando está orgulhoso corre o risco de estourar e murchar e ficar com complexo de inferioridade. 

Diante dessa realidade terrível do nosso ego, acredito que a única maneira de vencê-lo a cada dia é com a humildade. E humildade não é pensar mais ou menos de si mesmo, mas sim, pensar menos em si mesmo. A humildade nos ensina a considerar o outro melhor como Paulo diz em Filipenses 2. O texto afirma: Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. 
Essa é a receita contra o nosso ego que quer ser rei, que quer brilhar sempre. Humildade, humilde e humildade. Isso acontece através da graça do Eterno Deus em nós. Quando imitamos o Senhor Jesus, que sendo Deus, se humilhou vindo aqui nessa terra para nos amar e morrer por nós na Cruz do Calvário. E um dia ressuscitou para trazer vida na sua presença. Digamos não para o nosso ego e sim para essa humildade graciosa do nosso Senhor Jesus! (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas