Maltrapilhos da graça

A nossa cultura diz: exibam-se. Jesus diz em Mateus 16:24: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me. A cultura requer de nós o glamour, a fama, o sucesso e a satisfação do ego. Enquanto que a fala de Jesus para nós é de rendição, de renúncia e de esvaziamento total do ego. A cultura do hoje grita para tomarmos os primeiros lugares do sucesso e Jesus nos ensina a ir para o fim da fila da humildade, da morte do nosso ego inflamado através da proposta da negação. Jesus nos ensina a dar um golpe certeiro no ego adâmico! Ele diz que se quisermos ter o evangelho do Reino dentro de nós, temos que morrer para o ego, temos que abrir mão dessa estrutura humana dominante que quer reinar sempre! A cruz só serve para mortos que vencem o ego pela graça! A cruz só pode fazer sentido para os que são tocados pelo Espírito Santo que quebranta, transforma e quebra o coração duro e soberbo! Queremos seguir o mestre? Caiamos de joelhos em rendição e assumamos a cruz da renúncia, da humildade e da graça do céu*! Assim, nos tornarmos os maltrapilhos da graça que visam não o ego, mas a cruz do Evangelho de Jesus Cristo de Nazaré! (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas