A vida não termina diante de um embate forte

Esse rapaz na foto é o Pedro Janot, ex-presidente da Azul Linhas Aéreas. O executivo por trás da startup Contravento, o empreendedor não deve deixar de sonhar. Janot, vítima de um acidente que quase o deixou tetraplégico, fala com propriedade sobre cair e levantar. “Eu caí do cavalo quando era presidente. Parei em uma cadeira de rodas e tive que reestruturar minha rotina. A vida não termina diante de um embate forte.”
O acidente, ocorrido em 2011, mudou sua vida também no mundo dos negócios. Por necessitar de tratamentos mais cuidadosos, se afastou da linha aérea que ajudou a criar com outros empresários e partiu para novos projetos. Em seus momentos de “ociosidade”, como diz, Janot decidiu usar a expertise na área de moda para criar a startup Contravento. Ele esteve aqui na nossa igreja e foi corajoso ao falar sobre a nossa limitação humana. E abriu o coração dizendo que não podemos nos esconder dessa fragilidade humana que o sofrimento gera em nós. Ele citou um momento terrível que ele viveu na UTI. Sem poder se mexer, aquele monte de aparelhos nele. No silêncio total ele percebeu que não poderia caminhar sozinho. E disse para nós naquela manhã que sua vida é resumida assim. AC e DC. Antes de Cristo e depois de Cristo. Agora sua vida tem sentido porque conheceu no seu coração a pessoa de Jesus Cristo de Nazaré!

Comentários

Postagens mais visitadas