Reflexão no Salmo 13


Davi nos primeiros três versículos, faz 4 perguntas iguais: Até quando Senhor? Olhem só, percebam que as perguntas são feitas para o Deus que conhece o coração de Davi, ele sabe quem é Davi, Davi por sua vez, também sabe quem é o seu Deus. Por isso, ele vai para a fonte certa, ele pergunta para pessoa certa, e aqui a gente aprende a primeira lição:

- Sejamos sinceros na oração:

Davi não nega sua queixa diante de Deus e abre a alma dizendo para Deus e diz o que sente lá dentro!
Aprendemos com Davi o que significa ser sincero diante de Deus. Significa que não nos tornamos falsos diante de Deus ao abrimos o nosso coração para ele, sem esconder a nossa insatisfação e sem esconder a nossa dor. Mas, o fato é que fazemos a nossa oração ao Senhor reconhecendo que só ele, e mais ninguém, pode resolver as dores do nosso coração. Porque a linguagem da oração ocorre num nível absolutamente pessoal e como um único propósito nos moldar e nos levar para Deus. Para esta realidade precisamos de sinceridade e honestidade diante do criador.

- Aprendamos a clamar ao Senhor na nossa dor:

Vejam que abertura sincera de coração que Davi tem na presença do Pai. Diante da sua dor pede, suplica para que o Senhor olhe para ele, depois para que o socorra. Davi não esconde a sua dor e, por isso, recorre imediatamente ao Senhor. Davi pede para que o Senhor ilumine os seus olhos, ou seja, traga vigor novamente ao seu coração. Pois, seus olhos estavam sem brilho diante da dor, sem vigor. Ele pede isto para que não adormeça, não fique sem vigor na vida, para que ele não seja tragado pelas trevas da morte. Ele pede isto para que não seja engodado pelo fatalismo na vida.

- Aprendamos a viver sempre em função da graça de Deus em nossa vida:

Na experiência de sinceridade na oração, Davi aprende a depender exclusivamente da graça de Deus para a sua vida. Ele concentra a sua esperança no Senhor Deus. Pois, ele afirma que a confiança dele não está nas suas riquezas, nem no seu poder como o rei de Judá. A sua confiança total está no Senhor seu Deus. Deus é o nutridor do coração de Davi para ele ser suprido nas suas preocupações, tribulações e dores. Por isso, Davi faz a profunda afirmação: O meu coração se regozija na tua salvação.
A confiança de Davi está na graça divina que é melhor que a vida! Então ele só pode cantar mesmo: Cantarei ao Senhor, porquanto me tem feito muito bem (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas