Leituras em 2015


1.                  LUFT, Lya. Pensar é transgredir. Record, 2004. O livro de Lya Luft aborda com extrema delicadeza os dramas existenciais, o sentido e o valor da vida, o cotidiano banal e misterioso, amores e desencontros. A narrativa de Lya se faz ouvir pela voz de uma mulher, uma personagem feminina que relata sua problemática, mas o livro é dirigido a todo tipo de leitores. Contém 187 páginas.

2.                  ELLUL, Jacques. Se és o Filho de Deus. Brasília: Editora Palavra, 2011. Nos últimos anos, a natureza de Jesus Cristo tem sido atacada como nunca antes. Na literatura surgiram livros que enfatizam sobremaneira a natureza de Jesus que não davam espaço para o divino. No cinema produziram filmes mostrando um Jesus crucificado excessivamente frágil, quase débil, que sonha com uma vida diferente, longe de sua natureza divina. Por sua vez, muitos cristãos ressaltam tanto o aspecto divino da natureza de Jesus, que ele se torna figura etérea, distante, sem tentações e sofrimentos. Ellul nos apresenta a realidade mais profunda da natureza de Jesus: ele era o mesmo tempo totalmente humano e divino. Ele sabe que sofremos nessa vida e, por isso, pode nos ajudar. Contém 96 páginas.

3.                  MCGRATH, Alister. Redenção. A verdade e o imaginário cristão. São Paulo: Hagnos, 2012. Neste livro, primorosamente ilustrado com obras de arte dos famosos mestres da pintura, sobre a redenção oferecida por Cristo, Alister McGrath conquista o imaginário, a razão e aumenta a fé de seus leitores ao penetrar nos mistérios que levaram Deus a sacrificar seu único Filho para salvar o mundo da opressão e da impossibilidade de ajudar a si mesmo. Poesia, oração e reflexão teológica estão entremeadas com comentários sobre conceitos transmitidos através de obras de arte como as pinturas de Amedeo Bocchi, On the lawn [No gramado] (ilustrando o tema da adoção). Contém 112 páginas.

4.                  HOUSTON, James. Vida de oração. Brasília: Palavra, 2009. Vida de Oração, da série Clássicos da Espiritualidade Cristã, preenche-nos com o alento da oração e nos desafia a enriquecermos nossa vida interior mais plenamente com a presença de Cristo. Orar vai deixar de ser um peso para se tornar parte importante da vida e passar a ser um momento aguardado de encontro com Sua Majestade. Após a leitura deste clássico, a oração, a vida cristã e as lutas não serão encaradas da mesma maneira. Contém 336 páginas.

5.                  DAMBERG, Carlos. A oportunidade dos 40. São Paulo: United Press, 2013. É necessário termos qualidade de vida. Damos um grande passo para a concretização desse objetivo quando tratamos adequadamente as quatro necessidades humanas – física, mental, social e espiritual - ou seja, quando estas se integram. Assim, conseguimos dar o melhor de nós mesmos na execução de nossas atividades. O trabalho adquire significado e os relacionamentos, profundidade. Contém 150 páginas.

6.                  SMALLING, Roger. Liderança cristã. Princípios e prática. Não podemos considerar a liderança cristã sem tocar aspectos chaves do caráter. Ao mesmo tempo, precisamos das ferramentas práticas para desenvolver uma visão e ministério. No livro você terá algumas para aplicar na liderança. Contém 181 páginas.

7.                  KELLER, Timothy. Igreja centrada. São Paulo: Vida Nova, 2014. Keller — com mais de vinte anos de experiência ministerial em Nova York — oferece percepções desafiadoras e levanta questões provocativas. Por meio da aplicação de doutrinas clássicas ao nosso tempo e contexto, Keller descreve de forma concisa e direta uma visão teológica para o ministério, organizada em torno de três compromissos fundamentais: Centralidade do Evangelho, Centralidade da cidade e Centralidade do movimento. Contém 463 páginas.

8.                  MACARTHUR, John. Sociedade sem pecado. São Paulo: CEP, 2010. Afaste a realidade do pecado e você eliminará a possibilidade de arrependimento. Anule a doutrina da corrupção humana e você invalidará o plano da salvação. Apague a noção da culpa pessoal e você eliminará a necessidade de um Salvador. Destrua a consciência humana, e você levantará uma geração imoral e irredimível. Contém 245 páginas.

9.                  NOUWEN, Henri. Ministério criativo. Brasília: Palavra, 2008. Ministério não é um emprego, com horários e tarefas definidas, mas essencialmente um estilo nobilíssimo de vida. Contudo, para que essa experiência seja plena, é fundamental que o ministro busque continuamente novas experiências com Deus, a fim de que permaneça fiel a seu chamado. Ministério criativo apresenta uma análise profunda das várias e complexas atividades que fazem parte desse modo de viver. Fruto das experiências de um líder que dedicou integralmente a sua vida a Deus, esta obra é um guia espiritual ressonante para cada homem e cada mulher que almeja ser útil no Reino de Deus. Contém 144 páginas.

10.               WIERSBE, Warren. Jesus presente. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2011. Em seu livro Jesus Presente, Warren comenta que o passado pode ser devastador mas o seu futuro, e  lança luz às declarações de Deus através da escritura e  história, e mostra como elas podem interferir positivamente na vida das pessoas. Ele explica também porque Jesus Cristo se declarou  o Bom Pastor, a Porta, a Luz do Mundo e a Videira Verdadeira. Um livro revigorante para tornar a vida mais enriquecedora com a declaração “Cristo vive em mim”. Contém 181 páginas.

11.               BALTHASAR, Hans Urs. Teologia da historia. São Paulo: Editora Cristã Novo Século, 2005. Teologia da História de Hans Urs Von Balhtazar procura demostrar Cristo, não apenas como um homem extraordinário ou uma personagem singular no curso da história, mas como sua norma.nnPara isto, balthasar recorre a um caminho oposto a idéias abstratas: apela ao aspecto concreto, material do nCristo, o logos encarnado: o Homem-Deus.nnCristo é visto como o cumprimento da história realizada e o sentido da história por vir.nnÉ com prazer que entregamos aos nossos leitores Teologia da história de Hans Urs Von Balthasar, mais um clássico da teologia disponível para você. Contém 111 páginas.

12.               ORTBERG, John. Fé e duvida. São Paulo: Editora Vida, 2011. “A dúvida consegue depurar nossa fé das falsas crenças que a invadem sem ser notadas. Tem o poder de diminuir nossa arrogância, nos dá paciência e compaixão e nos lembra de como a verdade é importante.” Costumamos pensar na dúvida como o oposto da fé, mas para o autor a própria natureza da fé exige a presença da incerteza. Neste livro, o autor examina em os temores e as incertezas que costumam turvar nossa visão de Deus. Neste revigorante olhar de franqueza para uma vida de fé, o autor traça a linha divisória entre a crença e a descrença: menos um risco a delimitar dois lados hostis que o gume de uma lâmina a penetrar a alma. Suas descobertas apontam para o alívio da sinceridade absoluta. Os questionamentos têm o dom de expandir nossa compreensão, e as incertezas podem levar-nos à confiança e a fé sincera, produzindo uma esperança jamais sentida. Escrito a partir da luta pessoal do autor com a fé e a dúvida, este livro desafiará, confortará e inspirará você com a verdade de que Deus nos quer por inteiro – e isso inclui as nossas dúvidas. Contém 221 páginas.

13.               JONES, Martyn Lloyd. A mensagem da cruz. Brasília: Palavra, 2009. Dr. Martyn Lloyd Jones apresenta a morte de Jesus Cristo na cruz do Calvário como o fato mais importante e infinitamente mais relevante para as necessidades da humanidade, e em particular numa era tão conturbada como a atual. Foi lá que o Filho de Deus se deu por nós e nos levou à possibilidade de sermos novas criaturas. Não foi nenhum acontecimento trágico, mas um evento glorioso. Ser chamado, novamente, a esta verdade central do evangelho de Cristo, explorá-la, proclamá-la e, acima de tudo, nos gloriarmos nela, se faz necessário. Contém 216 páginas.

14.               Franklin Ferreira. Gigantes da fé. São Paulo: Editora Vida Nova, 2011. Muitas lições podem ser aprendidas através de diversos cristãos do passado, e neste livro o autor trás a espiritualidade cristã através da vida de diversos homens, como Martinho Lutero, John Wesley, Policarpo de Esmirna, João Calvino, Charles Spurgeon, John Wycliffe, entre outros, que foram o terreno onde a devoção e a espiritualidade cristã foram formadas. Contém 351 páginas.

15.               LOPES, Hernandes Dias. Gotas de alegria para a alma. São Paulo: Editora Hagnos, 2013. Gotas de alegria para a alma foi escrito para você, para que encontre em cada meditação diária um tônico para sua alma, um refrigério para seu coração e um bálsamo divino para sua mente. Sua vida é preciosa para Deus. Ele amou você desde a eternidade. Enviou seu Filho para lhe dar vida eterna. Ele criou, formou, chamou e remiu a você que está em Cristo e é a habitação de Deus, a herança de Deus, a menina dos olhos de Deus. Viva, portanto, cada dia com entusiasmo e regido pelo otimismo. Aliás, você está vivo e se você está vivo, um milagre de Deus pode acontecer em sua vida hoje! Contém 376 páginas.

16.               CELETI, Gilberto. Excelência no trato com as crianças. São Paulo: Editora APEC, 2014. A falta de excelência com que as crianças são tratadas pela sociedade, pelos próprios pais e também pela igreja é uma realidade preocupante. O que poderia ser feito para mudar este quadro e ter uma atitude mais excelente no trato com as crianças? O objetivo deste livro é despertar pais, educadores e líderes para darem maior atenção á nova geração e buscar excelência no trato com as crianças na esfera pedagógica, teológica e familiar, reconhecendo que o momento é difícil, mas é também excelente e deve ser bem aproveitado. Contém 162 páginas.

17.               MACARTHUR, John. A outra face. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2011. John mostra Jesus defendendo a verdade, lutando contra os falsos mestres, a defesa da verdade, tudo aquilo que o mundo tenta esconder, assim como o estereótipo meigo que colocam nele. Conheça mais da visão que Jesus tinha, em que a humanidade tenta esconder, e assim, comece a confrontar as mentiras e promover a verdade. Contém 272 páginas.

18.               DOUGLAS, William e Rubens Teixeira. As 25 leis bíblicas do sucesso. Rio de Janeiro: Editora Sextante, 2012. A Bíblia é o melhor manual sobre o sucesso já escrito até hoje. Ao contrário do que se imagina, ela não trata apenas de religião, mas também de valores fundamentais para se construir uma base sólida para a vida profissional. E foi nessa fonte de sabedoria milenar que William Douglas e Rubens Teixeira garimparam as orientações para consolidar as 25 leis que compõem este livro. São lições sobre a importância do esforço e da dedicação ao trabalho, da incansável busca de conhecimento e evolução pessoal, do respeito aos outros e, acima de tudo, de um forte senso de honestidade. Para comprovar a eficácia dessas leis, os autores mostram que os princípios de sucesso de grandes empresários e pensadores da administração, como Warren Buffett, Napoleon Hill e Jim Collins, são calcados em passagens das Escrituras. Contém 192 páginas.

19.               LEMAN, Kevin. Seja o pai que a sua filha precisa. Rio de Janeiro: Editora Thomas Nelson, 2014. O relacionamento mais importante da vida de qualquer filha é com o pai. Sua autoconfiança, suas escolhas, seu comportamento, a escolha de quem ela irá casar são diretamente ligados ao relacionamento com seu pai e com a imagem que se forma a partir desse relacionamento. Foi com esta certeza em mente que o especialista em criação de filhos Kevin Leman escreveu este livro: para orientar pais nesta tarefa de fundamental importância. Contém 288 páginas.

20.               PIPER, John. Os cinco pontos. São Paulo: Editora Fiel, 2014. Em direção a uma experiência mais profunda da graça de Deus. Os Cinco Pontos falam sobre como nasce um Cristão e como Deus o preserva pra sempre. Contém 123 páginas.

21.               LEWIS C.S. Surpreendido pela alegria. Minas Gerais: Editora Ultimato, 2015.  Ele não é uma autobiografia comum. Não é uma confissão. No entanto, é certamente um dos mais belos e inteligentes relatos da caminhada de uma pessoa em direção à fé cristã. Lewis, um dos pensadores e escritores mais influentes do século 20, foi ateu por muitos anos. Ele descreve de maneira fascinante sua jornada espiritual, com o foco na sua crise de fé, que determinaria o caráter de toda a sua vida e carreira. Um livro de memórias extremamente pessoal e arguto, no qual Lewis guia o leitor em direção à alegria e à surpresa que aguardam todo aquele que busca uma vida além do esperado. Contém 216 páginas.

22.               GIBBONS, Dave. Xelotes. São Paulo: Mundo Cristão, 2015. Escrito com profundidade bíblica e regado com toque de humor muito bem utilizado pelo autor, o livro é uma fonte de estímulo, motivação, conselho, refrigério e riso para todos que estão cansados da "normalidade" e de viverem de acordo com o status quo que massifica o ser humano e marginaliza aqueles que não se amoldam aos ditames do sistema. Para ele, vida em abundância não é aquela que mascara os pontos de debilidade, mas sim aquela que experimenta o milagre transformador de Deus. Contém 160 páginas.

23.               BONHOEFFER, Dietrich. Orando com os Salmos. Curitiba: Editora Encontro, 2010. A maneira simples, singela e tão direta com que o autor nos ajuda a mergulharmos no saltério é extremamente fascinante e edificante. Sua obra é dividida em temas dos mais significantes dos salmos, como criação, lei, vida, sofrimento, inimigos e, é claro, a oração. Em umas poucas linhas, ele ressalta a importância da oração matinal: A oração da manhã decide sobre o resto do dia. A vergonha quanto ao tempo desperdiçado, a fraqueza e o desânimo no trabalho, bem como a confusão e a indisciplina em nossos pensamentos e nos relacionamentos com outras pessoas frequentemente tem sua origem no desleixo da oração matinal.  Inclui a obra uma biografia de Bonhoeffer. Contém 70 páginas.

24.               FEE, Gordon D. Paulo, o Espírito e o Povo de Deus. São Paulo: Editora United Press, 1997. Paulo, o Espírito e o Povo de Deus é uma obra inovadora e corajosa. Inovadora por transcender os paradigmas de pentecostal e não-pentecostal que se tornaram rótulos presentes e quase indispensáveis no mundo evangélico atual. Corajosa por se lastrear em uma exegese absolutamente bíblica das cartas paulinas, sem se preocupar com ideologias e tradições denominacionais. Fee afirma que atualmente o Espírito Santo tem sido deixado à margem tanto na igreja pentecostal como na igreja tradicional, ao contrário do que ocorria na Igreja Primitiva, onde a presença do Espírito Santo era experimentada de uma forma muito mais vívida e constante. Defendendo a importância de uma vida cristã integrada com o Espírito Santo, Gordon Fee acredita que este é um dos principais fatos que explica o maior sucesso e eficácia da Igreja Primitiva. Contém 222 páginas.

25.               SCHWARZ, Christian A. As 3 cores da comunidade. Como as 7 qualidades comunitárias de pequenos grupos saudáveis podem ajudar você a superar os 7 pecados capitais. Curitiba: Esperança, 2014. O livro apresenta uma maneira nova de olhar para os pequenos grupos. Em vez de estar preocupado com os aspectos técnicos do ministério de grupos pequenos, o livro centra-se nas qualidades que são fundamentais para qualquer tipo de comunidade cristã, seja uma família, uma reunião de oração, um grupo de estudo bíblico, um mutirão ou um coral. Com base em ampla pesquisa, As 3 Cores da Comunidade retrata sete qualidades que todas as comunidades saudáveis têm em comum. A aplicação desses princípios não só gera reações entusiasmadas dos participantes, mas também efeitos sustentáveis em suas vidas. Contém 144 páginas.

26.               GOMES, Laurentino. 1808 – Como Uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal e do Brasil. São Paulo: Editora Planeta do Brasil, 2007. A fuga da família real portuguesa para o Rio de Janeiro ocorreu num dos momentos mais apaixonantes e revolucionários do Brasil, de Portugal e do mundo. Guerras napoleônicas, revoluções republicanas, escravidão formaram o caldo no qual se deu a mudança da corte portuguesa e sua instalação no Brasil. O propósito deste maravilhoso livro, resultado de dez anos de investigação jornalística, é resgatar e contar de forma acessível a história da corte lusitana no Brasil e tentar devolver seus protagonistas à dimensão mais correta possível dos papéis que desempenharam duzentos anos atrás. Escrita por um dos mais influentes jornalistas da atualidade '1808' é o relato real e definitivo sobre um dos principais momentos da história brasileira. Contém 414 páginas.

27.               BORNSCHEIN, Fred R. Enviados para servir. Curitiba: Esperança, 2014. A obra é mais do que um título para um livro: é a síntese do ser cristão. Jesus Cristo nos dignifica como participantes da vocação divina: Assim como meu Pai me enviou, eu vos envio. O autor, teólogo e professor, Fred Bornschein, nos leva a uma profunda reflexão bíblica, sustentada por uma atitude de quem serve ao Senhor com alegria. A Irmandade Evangélica Betânia considera um privilégio ter, há muitos anos, o pastor Fred Bornschein fazendo parte da liderança, sendo por oito anos o presidente da entidade. Agradeço a ele por ter escrito este livro. Jesus Cristo está em busca de pessoas, independentemente de idade, profissão ou estado civil, que respondam: eis-me aqui! Contém 144 páginas.

28.               SANTOS, Delci Esteves. Deus sabe o que faz. Assim obedeci as suas ordens sem discutir. São Paulo: Editora Vale da Bênção, 2014. Essa é uma biografia absolutamente sincera da amiga e também missionária Delci, uma mulher de fibra, coragem e muita sensibilidade espiritual. Ela realiza uma missão profunda na Casa das Formigas em Moçambique e no livro ela nos traz todo o relato do preparo dela para chegar lá, lutas, perdas, vitórias, mover de Deus e direção para ela chegar lá. Contém 150 páginas.

29.               SCAZZERO, Peter. Igreja emocionalmente saudável. São Paulo: Editora Vida, 2014. A igreja New Life Fellowship em Queens, Nova York, possuía tudo: um ensino poderoso, ministérios dinâmicos, uma impressionante taxa de crescimento e a visão de fazer grandes obras para Deus. As coisas pareciam estar bem, mas, abaixo da superfície, a situação estava fervilhando. As coisas estavam prestes a explodir, forçando Peter Scazzero a confrontar as necessidades da igreja e as suas próprias, que eram bem mais profundas do que ele poderia ter imaginado. O que ele aprendeu sobre a ligação vital entre saúde emocional, profundidade de relacionamentos e maturidade espiritual pode trazer luz a problemas dolorosos em nossa própria igreja. Contém 302 páginas.

30.               VOSKAMP, Ann. Vida simples, vida plena. São Paulo: Mundo Cristão, 2015. Há uma promessa divina que aponta para a possibilidade de vivermos uma vida abundante. E é essa vida plena, que satisfaz os desejos mais íntimos do coração, que cristãos e não cristãos vêm buscando nos últimos dois mil anos. Com rara beleza poética, Vida simples, vida plena redescobre a força sobrenatural que existe no ato de agradecer e nos abre os olhos para a importância de aprender a ver, a sentir e a valorizar as pequenas e as grandes realizações, e a perceber que aí residem a plenitude e o verdadeiro contentamento. Vida simples, vida plena nos convida a reconhecer, diariamente, as incontáveis bênçãos de Deus. Contém 256 páginas.

31.               HUNTER, James C. De volta ao mosteiro. Rio de Janeiro: Sextante, 2014. Em De volta ao mosteiro, Hunter retoma a história do monge e do executivo, dois anos depois do retiro onde se conheceram. Eles se reúnem com os outros cinco participantes do primeiro seminário em busca de uma compreensão mais profunda sobre a formação de grandes líderes. O reencontro traz à tona uma dura constatação: só um dos integrantes do retiro anterior conseguiu colocar em prática os poderosos princípios aprendidos. Enquanto revela as razões para isso, Hunter nos convida a refletir sobre nosso comportamento. Será que estamos agindo como verdadeiros líderes em casa, no trabalho e com os amigos? Com novas percepções a respeito de como as pessoas podem vencer suas barreiras internas e fazer mudanças significativas em suas vidas, este livro ensina os passos necessários para o desenvolvimento das habilidades de liderança. Além disso, aborda um tema rico e ainda pouco explorado: a construção de comunidades de alto desempenho. Contém 190 páginas.

32.               SELEGATO, Antonio Lucas Minighelle. Aramil - O Mensageiro. São Paulo, 2014. Esta é a história da própria vida de Selegato em forma de poesia, e personagens criados em que ele desfruta as mais incomparáveis experiências da jornada humana. Dos mais distantes rumores, das mais tristes histórias, sempre há algo a se aprender. Porque a vida pode nos oferecer muito mais do que vemos ou imaginamos. Cada momento pode ser mais uma preciosa surpresa, a cada decisão uma nova oportunidade. Muitos querem coisas, mas não têm nenhuma iniciativa, pois quando o medo, seja ele qualquer, domina, diz o autor: Você está acabado. E foi por isso que eu não me deixei dominar. Porque não há trevas, há falta de luz. Não há ódio, há ausência de amor. Não há tristeza, há falta de alegria. Não há tédio, há falta de iniciativa. Não há medo, há ausência de coragem. Contém 244 páginas.

33.               GRUN, Anselm. Sonhos de vida. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2011. Numa genealogia dos sonhos, Anselm Grun nos mostra como lidar com nossos sonhos de vida. Aqueles sonhos que nutrimos e projetamos para o futuro. Sonhos que moldam nossas características mais humanas, baseadas em nossas experiências e também em nossas frustrações. Em uma mensagem de fé e amor, Anselm nos diz que são esses sonhos que nos matem vivos. Eles nos motivam a trabalharmos em nós até nos tornarmos melhores. Eles nos motivam a moldar esse mundo com nosso sonho de vida, para que ele corresponda mais e mais ao sonho de Deus da comunidade humana. Contém 112 páginas.

34.               COSTA, Antônio Carlos. Convulsão protestante. São Paulo: Mundo Cristão, 2015. Muitos dos que acompanham as criativas e contundentes manifestações contra a violência e a desigualdade social e em favor dos direitos humanos, em especial na cidade do Rio de Janeiro, cuja eloquência e impacto alcançam a mídia em todo o planeta, não fazem ideia de que, por trás desse movimento, está um pastor cujo ministério sofreu uma guinada espetacular. Em Convulsão protestante, Antônio Carlos Costa relata por que decidiu dar uma reviravolta em sua carreira ministerial e lançar-se na desconhecida e imprevisível jornada em favor da massa empobrecida deste país. Engana-se quem espera do autor um texto panfletário, de pena viciada pelos usos e abusos da retórica marxista. Antônio é um pensador e articulador atento ao texto bíblico que, em dado momento, foi confrontado por Deus a agir. O livro ajuda a compreender por que o crescimento acelerado do cristianismo em nosso país não resultou em uma sociedade mais justa e digna para todos. Contém 256 páginas.

35.               PAGOLA, José Antonio. Jesus - Aproximação histórica. Rio de Janeiro, Petrópolis: Vozes, 2014. O livro tem uma tripla destinação: é dirigido aos cristãos que perderam o contato com a mensagem viva de Jesus, aos que muito ignoram ao seu respeito e aos que se decepcionaram com o cristianismo real e buscam outros caminhos de afirmação de sentido. Contém 651 páginas.

36.               LEMAN, Kevin. Transforme seu filho até sexta. São Paulo: Mundo Cristão, 2009. Para auxiliar os pais a retomar as rédeas da situação e mudar as atitudes, controlar os comportamentos e moldar o caráter da criança, Kevin Leman escreveu Transforme seu filho até sexta. O livro é um guia prático para que pais e mães, independente do tempo que passem ao lado dos filhos, cortem pela raiz as gritarias, birras, manhas, escândalos, atos violentos e outros comportamentos inadequados e indesejados das crianças. A chave para mudar a atitude de seu filho é mudar sua própria atitude. Leia com atenção o plano de ação que o Dr. Leman traçou para você. Siga-o com firmeza e mude em cinco dias a atitude, o comportamento e o caráter de seu filho. Chega de gritar, berrar e chantagear seu filho para conseguir que ele faça o que você está exigindo. Retome as rédeas desenvolvendo, em etapas, a atitude, o comportamento e o caráter dele, de tal maneira que realmente você tenha um novo filho em apenas cinco dias. Contém 232 páginas.

37.               CORDEIRO, Wayne. Jesus, puro e simples. São Paulo: Editora Vida, 2015. Você já se sentiu como se estivesse sendo puxado em um milhão de direções? Como se estivesse sufocado por vários programas e ministérios ou estudando a arte de ser um bom pai ou mãe, ou então tentando aprender a falar de Jesus a seus vizinhos? Tudo isso é muito bom, mas até as coisas boas podem, às vezes, desviar-nos de nossa responsabilidade número um? Conhecer melhor Jesus. Cordeiro explica como nos concentrar naquele que é o mais importante de todos e como sentir a alegria e a plenitude que ele traz. Mas, ele também ensina como isso pode produzir altruísmo, amor verdadeiro pelo próximo e ministério eficiente. Na verdade, este livro mudará sua forma de ver o mundo a seu redor. Quando você se concentra em Cristo, o resto se encaixa no lugar: seus relacionamentos, seu trabalho, sua igreja, sua missão. Tudo é colocado nas mãos de Jesus, puro e simples. Contém 216 páginas.

38.               SIMÕES, Mário Kaschel & Neco Simões. Segredos do sucesso no casamento. São Paulo: Editora Genesis, 2014. Confesso que pelas palestras do Mario, fiquei decepcionado com o conteúdo do livro. Não tem uma forma de lidar com as demandas diárias do casamento visando o sucesso no sentido relacional e espiritual. Como autor, fico até constrangido de comentar porque nas palestras, o autor manda muito bem! Contém 101 páginas.

39.               BOTELHO, Marcos e Victor Fontana. Ontem Esponja, Amanhã Peneira. O direito de ligar e desligar na sociedade da informação. Minas Gerais: Ultimato, 2015. O mundo muda rapidamente e acompanhar as mudanças não tem nada a ver com a idade. Não é raro ver nas redes sociais adultos nadando de braçada e jovens se afogando. Se antes a informação era escassa e guardá-la era uma ordem, hoje a memória se tornou inútil – estamos sempre conectados. Como lidar com a informação sem se tornar escravo dela? É preciso saber filtrar, escolher, desligar. É disso que trata Ontem Esponja, Amanhã Peneira. Contém 110 páginas.

40.               NICODEMUS, Augustus. Polêmicas na Igreja. São Paulo: Mundo Cristão, 2015. O livro do mestre e amigo Augustus é um convite para avaliarmos o quadro atual da igreja com os modismos e uma teologia furada, sem padrão, sem Escrituras e sem os pés no chão. Lendo o livro fiquei pensando no monte de loucos e insanos que temos naquilo que chamamos de igreja brasileira. Quanta cultura do lixo teológico tem tornado nossa igreja brasileira em algo frágil. O livro ajuda bastante a vermos a necessidade de um retorno sério para o ensino genuíno e sadio das Escrituras Sagradas. Vale a pena a leitura desse precioso livro! Contém 220 páginas.

41.               AGOSTINHO, Tomás de Kempis. Clássicos da literatura cristã. São Paulo: Mundo Cristão, 2015. Três dos maiores clássicos da literatura cristã presentes no cânon da literatura universal estão à sua espera, prontos para serem revisitados. Na edição que você tem em mãos, elaborada a partir de novas traduções, Pais Apostólicos, Confissões e a Imitação de Cristo ganham força revigorada que não somente ratificam o tesouro que são para a humanidade, como comprovam que continuam a ser fonte inspiradora para a fé cristã neste início de século. Num momento em que o cristianismo é desafiado pelas transformações sociais, tecnológicas e pelo avanço da perseguição religiosa em várias partes do globo, voltar aos clássicos permite reconhecer que fazemos parte de uma história cujo autor dela nunca se desapegou. Contém 576 páginas.

42.               LEWIS, C. S. Os quatro amores. São Paulo: Martins Fontes, 2009. Os quatro amores que C.S. Lewis distingue neste livro são a Afeição, a Amizade, Eros e a Caridade. Examina como cada um se combina aos demais, sem perder de vista a diferença necessária e real entre eles. Lewis nos adverte também dos enganos e distorções que podem tomar os três primeiros amores - os amores naturais - perigosos sem a graça suavizante da Caridade, do amor divino que deve constituir a somatória e o objetivo de todos os demais. Contém 208 páginas.

43.               MCGRATH, Alister. Conversando com C. S. Lewis. São Paulo: Portico Editora, 2014. McGrath nos apresenta o grande escritor como o companheiro perfeito para uma conversa e suas respostas para as perguntas que todo mundo faz. O que faz de Lewis um bom parceiro de diálogo é a sua ampla visão sobre muitas coisas, como o ateísmo de sua juventude até a sua conversão tardia, seu ceticismo racional até o seu apreço aos valores humanos e sua imaginação, do seu papel como um apologista cristão e de um célebre autor clássico de literatura infantil. Conversando com C. S. Lewis será seu guia para uma conversa esclarecedora e intrigante sobre tudo que nos intriga. Contém 224 páginas.

44.               KELLER, Timothy. Gálatas para você. São Paulo: Vida Nova, 2015. Junte-se a Keller na exposição da Carta de Paulo aos Gálatas. Entenda seu significado e veja como ela transforma nosso coração e nossa vida hoje. Escrito para pessoas de todas as idades e etapas da vida, de pesquisadores a novos crentes, de pastores a professores, este material pode ser utilizado de diversas formas e foi feito para você. Contém 208 páginas.

45.               JAYNES, Sharon. Surpreendido pela glória. Uma resposta generosa de Deus ao nosso anseio por algo mais. São Paulo: Mundo Cristão, 2015. Você anseia por algo mais em seu relacionamento com Deus? Se você sente falta daquele ânimo que tomou conta quando entregou sua vida a Jesus e se está frustrado por perceber que seu relacionamento com Deus poderia ter aquele algo mais tão desejado, Sharon Jaynes tem uma boa notícia: as conquistas que alcançamos no relacionamento com o Criador não são fruto de esforço pessoal ou de uma vida de sacrifícios. Deus tampouco está esperando que você se transforme na pessoa ideal para abençoá-lo. Portanto, a questão não é o que Deus quer de você, mas o que Deus quer para você! Contém 256 páginas.

46.               GREGGERSEN, Gabriele. Alegoria do Amor - Um estudo da tradição medieval. São Paulo: Realizações, 2012. Alegoria do Amor apresenta mais uma das faces do autor de As Crônicas de Nárnia. Além de escritor e teólogo popular, C. S. Lewis foi um acadêmico erudito dedicado ao estudo da literatura. Neste brilhante ensaio, o autor estuda as obras alegóricas que marcaram, na literatura inglesa, a virada da Idade Média para o Renascimento. Contém 400 páginas.

47.               LOPES, Rosther. O Maravilhoso Evangelho de Cristo. Brasília: 2015. O livro tem o objetivo de anunciar o Evangelho, ganhar almas e estimular você a anunciar a salvação que Deus dá, em Cristo Jesus! Contém 144 páginas. 

48.               PIPER, John. Não jogue sua vida fora. São Paulo: CEP, 2013. A maioria das pessoas passa pela vida sem ter paixão por Deus, gastando seu tempo em diversões triviais, vivendo para o conforto e o prazer, e talvez tentando acobertar pecados. Este livro adverte você a não levar uma vida inútil. Ele o desafia a viver e morrer gloriando-se na cruz de Cristo e fazendo da glória de Deus sua paixão singular. Se você crê que o viver é Cristo e o morrer é lucro, leia este livro. Aprenda a viver para Cristo. Não jogue sua vida fora. Contém 142 páginas. 

49.               BEZERRA, Carlos Alberto. Uma vida com prioridades. Lições que Deus me ensinou. São Paulo: Mundo Cristão, 2015. Este livro está repleto de princípios bíblicos práticos, amor e vida com Deus, como a vida do autor. Você tem em mãos um manual de discipulado, escrito com simplicidade, paixão e sabedoria. Contém 136 páginas. 

50.               STETZER, Ed. Plantando igrejas missionais como plantar igrejas bíblicas, saudáveis e relevantes à cultura. São Paulo: Vida Nova, 2015. Ao tratar de questões referentes como e por que plantar igrejas, este manual é um divisor de águas para a plantação de igrejas fiéis à Bíblia e relevantes à cultura. Ed Stetzer oferece uma orientação prática para todas as fases de plantação de uma nova igreja. O livro também lança um olhar missionário sobre as culturas existentes e emergentes. Contém 432 páginas. 

51.               ATANÁSIO, Santo. Vida de Santo Antão Petrópolis-RJ: Mosteiro da Virgem. Ele conta a experiência com as Escrituras Sagradas e a relevância para seu coração em todos seus passos. Contém 133 páginas.

52.               SHEDD, Russell. Autoridade & poder. São Paulo: Shedd Publicações, 2013. As duas palavras-chave, “autoridade” e “poder”, facilmente se confundem, porém, não são especificamente sinônimas. “Autoridade”, às vezes, é empregada quando se quer dizer “poder”, e em outros casos acontece o contrário. Mas estes termos têm sentidos distintos, particularmente na Bíblia. Por isso, o propósito do Dr. Shedd neste livro é demonstrar biblicamente o significado destes termos tão importantes e as suas implicações para a vida de cada cristão. Contém 152 páginas.

53.               HOYSTAD, Ole Martin. Uma história do coração. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2015. Apesar de o coração ser o principal símbolo do que significa ser um ser humano, há poucos livros especializados sobre este tema na literatura universal. Essa obra preenche habilmente esta lacuna com uma investigação fascinante sobre este lugar de tristeza, alegria e poder. Ao situar o coração no centro metafórico e literal da história e da cultura humana, Hoystad tece história, mito e ciência em uma narrativa envolvente. Contém 336 páginas.

54.               WRIGTH, N. T. Surpreendido pelas Escrituras. Viçosa, MG: Ultimato, 2015. Wright mostra como a Bíblia pode ser aplicada a algumas das questões mais difíceis que enfrentamos hoje, tanto dentro como fora da igreja. Livro prático e rico em sabedoria que oferece ao leitor novos modelos para uma melhor compreensão e afirmação da Bíblia como resposta às perguntas dos nossos dias. Contém 216 páginas. 

55.               PARROT, Les Parrot – Leslie.  A.M.O.R. - Faça seu estilo de amor trabalhar em a seu favor no casamento. São Paulo: Vida, 2011. Neste livro, através de pesquisas, os autores, com as letras de “AMOR”, resgataram quatro personalidades que são estilos de amor. É necessário conhecer seu próprio estilo de amar, e também o do seu cônjuge! Assim, cada um amará o outro da maneira certa e receberá o amor que precisa. Contém 223 páginas. 

56.               YANCEY, Philip. O eclipse da graça Onde foi parar a boa-nova do cristianismo? São Paulo: Mundo Cristão, 2015. Yancey explora as razões da crescente hostilidade e incompreensão da sociedade em relação à igreja. Pensando no papel fundamental dela para a expansão da Palavra, o autor apresenta alternativas e novas perspectivas de aproximação com aqueles que, na opinião dele, estão sedentos da graça de Deus. Contém 299 páginas. 

57.               BROWN, Brené. A coragem de ser imperfeito. Rio de Janeiro: Sextante, 2013. Brené ousou quando propôs uma discussão renovada sobre assuntos que costumam ser evitados por causarem grande desconforto. Sua palestra a respeito de vulnerabilidade, medo, vergonha e imperfeição, ministrada numa conferência da TED – organização sem fins lucrativos do universo da Tecnologia, do Entretenimento e do Design que organiza eventos com os pensadores e ativistas mais fascinantes do mundo –, já teve mais de 10 milhões de visualizações.  Neste livro, ela desenvolve suas principais ideias e estratégias bem-sucedidas, toca em feridas delicadas e provoca grandes insights, desafiando-nos a mudar a maneira como vivemos e nos relacionamos. Contém 248 páginas.

58.               MOLTMANN, Jürgen. Ética da esperança. Rio de Janeiro: Vozes, 2012. A presente obra é esperada há muito tempo. Nela Jürgen Moltmann mostra, na perspectiva da teologia da esperança, como se entrelaçam os pontos de vista éticos, os juízos éticos e o agir concreto. Após um capítulo fundamental sobre a relação entre escatologia e ética, seguem-se três passos: Moltmann indaga por uma ética da vida que se diferencia de uma ética da morte, por uma ética da terra em face dos desafios ecológicos da atualidade e, finalmente, por uma ética da justiça em face das crescentes disparidades sociais e globais na convivência social. Contém 320 páginas.

59.               ORTBERG, John. Venha andar sobre as águas Saia do barco e dê o passo para a maior aventura espiritual de sua vida. São Paulo: Vida, 2002. Ele nos convida a experimentar os desafios e as recompensas de uma vida dirigida pela fé. As possibilidades são imensas quando deixamos o comodismo e saímos do barco. Sobre as águas agitadas da fé, Jesus está nos esperando para transformar a nossa vida sempre. Essa experiência inesquecível é um divisor de águas na vida de todo aquele que se propõe a obedecer ao Senhor. Contém 248 páginas. 

60.               OMARTIAN, Stormie. Escolha o amor. E mude o curso de sua vida. São Paulo: Mundo Cristão, 2015. Stormie conta sua própria experiência sobre o que Deus lhe revelou quando ela se debruçou na leitura atenta desse texto de Paulo. Com seu jeito simples e acolhedor, Stormie deseja que você escolha mudar o curso de sua vida. Afinal, fé é também prática. E aprender a amar pode fazer toda a diferença entre sobreviver e viver plenamente. A única questão que achei complicada no livro é a ideia de termos a autonomia para aceitar Cristo. Não temos isso, não podemos isso. Somente Deus pode vir e tocar no coração para que sejamos aceitos por Cristo. Contém 304 páginas. 

61.               TRIPP, Paul. Vocação perigosa. São Paulo: Cultura Cristã, 2015. Este é um livro diagnóstico. Ele foi escrito para ajudá-lo a olhar para si mesmo no espelho expositor da vida e do coração, que é a Palavra de Deus – para ver coisas que estão erradas e precisam ser corrigidas e para ajudá-lo a colocar-se, mais uma vez, sob o poder curador e transformador do evangelho de Jesus Cristo. Contém 192 páginas.

62.               DOUGLAS, William. Sabedoria para vencer. São Paulo: Planeta, 2015. A sabedoria é a principal aliada para as batalhas da vida e para vencer desafios. Ela decorre da paz e do equilíbrio, do conhecimento, da maturidade e da experiência; também do contato com a divindade. Este livro traz textos bíblicos, organizados por assunto, selecionados para momentos difíceis. Sempre com comentários devocionais ou mensagens motivacionais, aborda as dificuldades mais comuns de nossas vidas e os meios para lidar com elas. Também contém o livro de Provérbios, escrito por Salomão, considerado o homem mais sábio de todos os tempos e cujas orientações podem ajudar você a enfrentar seus problemas. Por fim, você também encontrará aqui alguns Salmos do Rei Davi e artigos com orientações para a vida pessoal, profissional e financeira. Contém 239 páginas.

63.               HOUSTON, James. O Criador. Brasília: Editora Palavra, 2009. Essa obra é para cristãos que querem seguir em sua jornada rumo a um conhecimento mais profundo de Deus como Criador do céu e da terra. Há inúmeros livros que argumentam a hipótese teísta sobre a origem do cosmos em relação a outras visões. Existem diversos estudos acadêmicos sobre a existência de um Ser Superior. Jim Houston não escreveu uma obra dessa natureza. Seu livro é como um poderoso e ágil rio, composto de três afluentes.  O primeiro é uma forte base bíblica que acompanha desde sua juventude. O segundo é um exame acadêmico minucioso e destemido das alternativas à crença cristã em um Criador bom e amoroso, um escrutínio ainda mais impressionante por sua perícia profissional em estudos ambientais e sua cuidadosa pesquisa adentrando todas as facetas da questão. O terceiro é seu apaixonado compromisso pessoal com esse fiel Deus Criador; literalmente, estabeleceu sua família, sua carreira e toda a sua vida na existência de Deus. Aqui está um homem que conhece o Deus sobre o qual escreve. Não consigo imaginar alguém que, ao finalizar a leitura deste livro, não seja recompensado. Contém 334 páginas.

64.               PETERSON, Eugene. A linguagem de Deus. São Paulo: Mundo Cristão, 2011. É para a espiritualidade da linguagem que Eugene Peterson nos desperta neste livro. O modelo de fala apresentado por ele é Jesus Cristo, o verbo que virou gente, o homem-Deus que viveu entre pessoas comuns, teve conversas usuais, mas cuja palavra tinha o poder de fazer maravilhas. Conhecendo as histórias contadas por Jesus e suas orações, descobrimos como usar nossa língua de forma a manter boas conversas tanto com aqueles que nos cercam como com o Criador. Este livro é parte da série Teologia Espiritual. Contém 320 páginas.

65.               MOLTMANN, Jürgen. Trindade e Reino de Deus - Uma contribuição para a teologia. Rio de Janeiro: Vozes, 2011. Nesta contribuição 'para a Teologia' são abordados os conceitos centrais tanto da trindade como do Reino de Deus. Afastando-se das interpretações humanistas e monoteístas, Moltmann desenvolve uma hermenêutica trinitária da história testemunhada na Bíblia. Por 'pensamento trinitário' ele entende a superação de um modo de pensar subjetivo e particular, para adentrar um pensamento que envolve relações, comunidades e mundos culturais diversos. Dessa forma, ele configura os termos de uma doutrina trinitária conscientemente social e de um novo conceito de liberdade. Contém 224 páginas.

66.               COOTSONA, Greg. Aprenda a dizer não. São Paulo: Mundo Cristão: 2011. Para ter o trabalho dos sonhos são necessárias horas de dedicação. As noites mal dormidas acabam te deixando muito cansado, o tempo passa muito rápido, e os finais de semanas acabam não sendo aproveitados. A família deseja sua presença o tempo todo e acaba não tendo. Se algumas destas coisas estão acontecendo com você, então este livro será ideal, pois você precisa aprender a dizer não. Muitas pessoas não conseguem dizer não, pois existe uma ideia de que, ao dizer não, muitas oportunidades serão perdidas. Quando as pessoas agem dizendo sim a tudo, acabam se prejudicando e a muitos que estão a sua volta. No livro você encontrará dicas de como aprender a dizer não nas áreas da vida pessoal, amorosa e do trabalho, e assim, ter paz, alegria e saúde. Contém 176 páginas.

67.               LEMAN, Kevin. 12 lições para ser o pai ideal. São Paulo: Pórtico, 2015. Muito se comenta sobre a influência que uma formação sólida na infância tem para uma vida adulta saudável, porém pouco se fala do impacto da figura do pai neste processo. Escrito pelo autor best-seller e especialista em relações familiares Dr. Kevin Leman, 12 lições para ser o pai ideal apresenta uma abordagem realista para os pais, desenvolvendo neles as habilidades que precisam para criar seus filhos no mundo real. “Muitos pais vivem um medo constante de fazer algo errado que possa atrapalhar seus filhos. Pensam: ‘Um erro e pronto: meu filho está perdido’, mas não é bem assim!”, explica Leman. “As crianças de hoje não precisam de pais perfeitos, mas de bons pais”, garante. Neste livro, pais terão a oportunidade de aprender como a sua autoridade, exercida de maneira saudável, pode fazer diferença, e como a disciplina – ou a falta dela – pode ser contra produtiva para os seus filhos. Contém 272 páginas. 

68.               MCGRATH, Alister. Teologia Sistemática, histórica e filosófica. Uma introdução à Teologia cristã. São Paulo: Shedd Publicações, 2005. A missão deste livro é apresentar os temas básicos da teologia cristã. Ele parte do pressuposto que o leitor não tem conhecimento profundo sobre teologia em geral, assim, pode ser considerado uma excelente introdução à "tentativa de compreensão dos recursos básicos da fé, feita à luz daquilo que cada época considera como os melhores métodos". E apesar de ser uma introdução, o livro cobre os dois mil anos de debate teológico cristão. Inclui ainda matérias filosóficas, históricas e sistemáticas da teologia, além de fornecer uma rica informação a respeito das mais variadas escolas de pensamento para cada tema abordado: um livro ímpar, indispensável e extremamente atual. Contém 664 páginas.

69.               HOUSTON, James M. Bruce K. Waltke E. Os Salmos como adoração cristã. Um comentário histórico. São Paulo: Shedd Publicações, 2015. Esta colaboração por dois estimados eruditos evangélicos integra uma exposição versículo por versículo de salmos selecionados, com a história da sua interpretação na igreja desde o tempo dos apóstolos até os dias atuais. Waltke e Houston focam seu detalhado comentário em treze salmos que representam diversos gêneros e perspectivas, ou que têm importância especial para a fé cristã e a vida da igreja, incluindo os Salmos 1, 23, 51 e 139. Contém 608 páginas.

70.               PEREIRA, Jeremias. Família conectada. Minas Gerais: Oitava IPB, 2015. Jeremias traz várias reflexões sobre os momentos das famílias. Exemplos: pedir perdão, dar uma rosa, tomar cuidado com a língua e desfrutar de um tempo com a família precioso. Contém 151 páginas.

71.               MAGNO, Gregório. Patrística - Regra Pastoral - Vol. 28. São Paulo: Paulus, 2010. A leitura atenta da obra faz notar que Regra não se refere tanto a normas, a preceitos, mas, sim, a modo de vida. A Regra Pastoral é, portanto, uma descrição do dinamismo entre o ser e o agir do pastor – a quem foi destinada, mesmo se não exclusivamente –, o que a faz uma obra de grande atualidade e utilidade, não só para ministros ordenados, mas para todos os envolvidos em atividades pastorais. Contém 258 páginas.

72.               MANNING, Brennan. O impostor que vive em mim. São Paulo: Mundo Cristão, 2007. No livro, o autor de O evangelho maltrapilho reflete simultaneamente sobre a dupla condição da vida humana: frágil e dependente do Criador, mas ao mesmo tempo valorizada e querida por aquele que a gerou. A graça, referência única e suficiente, é o eixo sobre o qual Manning estabelece esta reflexão apaixonante, que conduz a um estado de êxtase e prostração jubilosa. Deus nos ama como somos, e quer estabelecer uma relação íntima com aqueles que se despojam do ego impostor e clamam: "Aba, Pai!" Contém 192 páginas.

Comentários

Postagens mais visitadas