Estudo 16



Noemi: um plano divino perfeito
(Rute 1.4-13-17)
 

A vida de Noemi teve altos e baixos. Quando olhamos para esta mulher forte e corajosa teve que passar por lutas e tribulações profundas. Mas, ela passou por tudo pela graça e aprendeu com um plano divino.
Com Noemi aprendemos algumas lições importantes para nossa caminhada:
1. Deus trabalha mesmo nos piores momentos da nossa vida:
Noemi passou tempos felizes juntamente com seu esposo Elimeleque e com seus dois filhos Malom e Quiliom, apesar de ter que viver nas terras de Moabe por causa da fome que assolava Belém, sua terra natal. Noemi era feliz e, certamente, era agradecida ao Senhor por tê-los colocado numa terra onde havia alimento. Mas, a Bíblia nos diz que Elimeleque, seu marido, morreu ficando ela com seus dois filhos que se casaram com mulheres moabitas; e era o nome de uma Orfa, e o da outra Rute; e ficaram ali quase dez anos (Rute 1.4).
Interessante que seu nome significa "minha alegria" ou "amável", combinava com estes momentos felizes pelos quais ela passava. Ela era feliz com seus dois filhos e com as suas duas noras. Só que no meio de todo o bem estar, os momentos complicados da vida cela chegaram e ela perdeu o marido.
A Bíblia nos diz que também morreram seus filhos: Malom e Quiliom (Rute 1.5). O quadro que tomou conta da sua vida foi bem trágico. As circunstâncias que a rodeavam se tornaram terríveis.
Quando nos deparamos com situações desta natureza - perda de um filho, doença grave, perda do emprego, divórcio somos iguais a Noemi. Ela mostra o quanto é humana e limitada. Nós somos assim mesmo. Somos humanos que sofremos e choramos na hora da dor e das perdas. Alguns perguntam para Deus: Será que o Senhor me ama? Será que Ele está vendo o meu sofrimento? Por que aconteceu tudo isso comigo?
Bem, voltemos ao texto. Em Rute  1.6 Noemi fica sabendo que o Senhor visitou o seu povo e deu-lhes comida. Então, ela decide voltar para Judá. Suas duas noras, Rute e Orfa, vão com ela parte do caminho pelo que parece, mas, em seguida, nos versículos 8-13 ela tenta convencê-las a voltar para casa. Porque os grandes pesares da sua vida surgiram.
Vemos num momento da vida a miséria de Noemi. No versículo 11 Noemi disse: Voltai, minhas filhas. Por que iríeis comigo? Tenho eu ainda no meu ventre mais filhos, para que vos sejam por maridos? Voltai, filhas minhas, ide-vos embora, que já mui velha sou para ter marido. Em outras palavras, Noemi não tem nada para lhes oferecer. Sua condição é pior que a delas. Se elas tentarem ser fieis a ela e ao nome de seus maridos, elas encontrarão nada além de dor. Assim, ela conclui no final do versículo 13: Não, filhas minhas, que mais amargo me é a mim do que a vós mesmas; porquanto a mão do Senhor se descarregou contra mim.
A situação de Noemi é tão complicada que ela passa a ideia para suas noras que naquele momento Deus era contra ela. Então a dica é que a vida delas não fosse tão amarga quanto à dela.
Nesse momento aprendemos que quando decidimos que Deus é contra nós, geralmente exageramos no desespero. Nós nos tornamos tão amargos que não podemos ver os raios de luz espreitando ao redor das nuvens. Esse momento era tão cruel na vida dessa mulher que ela nem percebeu que foi Deus quem acabou com a fome e abriu o caminho de volta para casa (1.6). Foi Deus quem preservou um parente para continuar a linha de Noemi (2.20). Também foi Deus que constrangeu Rute a ficar com Noemi. Noemi está tão amargurada pela providência de Deus, que ela não consegue ver sua misericórdia e trabalho em sua vida.
Lembremos que Deus não nos abandona no meio das nossas dores. Lá na frente ele mostra quais são os seus propósitos no meio do nosso sofrimento. Quando olhamos para o versículo 14 percebemos que Orfa beijou Noemi e se foi, mas a jovem Rute se agarrou a ela. Nem mesmo outra súplica no versículo 15 pode mandar Rute embora. Este é o mais impressionante após a descrição sombria da Noemi a respeito de seu futuro. Rute fica com ela, apesar de aparentemente não ter esperança para o futuro. Noemi pintou o futuro preto e Rute pegou sua mão e foi junto com ela. As palavras surpreendentes de Rute são encontradas em 1.16-17: Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus; Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada. Faça-me assim o Senhor e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti.
Embora Noemi queira trocar seu nome de amável para amarga, ela não tinha percebido que mesmo nos tempos complicados e doloridos da vida, Deus tinha na eternidade: Rute e Boaz. E desses dois viria Obede e dele Jessé e dele Davi.
Aprendemos que o plano de Deus para a nossa vida é perfeito. Os nossos olhos não alcançam o que vem depois de toda a tragédia que pode vir sobre nós. Os nossos olhos não alcançam a graça e ação eterna em nós. Lembro-me do Hino 108 - Aflição e paz:
Se paz a mais doce me deres gozar,
Se dor a mais forte sofrer,
Oh! Seja o que for, tu me fazes saber
Que feliz com Jesus sempre sou!
Sou feliz com Jesus,
Sou feliz com Jesus, meu Senhor!
Embora me assalte o cruel Satanás
E ataque com vis tentações;
Oh! Certo eu estou, apesar de aflições,
Que feliz eu serei com Jesus!
Meu triste pecado, por meu Salvador
Foi pago de um modo cabal!
Valeu-me o Senhor! Oh! Mercê sem igual!
Sou feliz, graças dou a Jesus!
A vinda eu anseio do meu Salvador,
Em breve virá me levar
Ao céu, aonde eu vou para sempre morar.
Com remidos na luz do Senhor!
2. Apesar de tudo precisamos confiar em Deus sempre:
Noemi, disse para suas noras: Ide, voltai cada uma à casa de sua mãe; e o Senhor use convosco de benevolência, como vós usastes com os falecidos e comigo. O Senhor vos dê que acheis descanso cada uma em casa de seu marido. E, beijando-as ela, levantaram a sua voz e choraram. E disseram-lhe: Certamente voltaremos contigo a teu povo (Rute 1.7-10).
Noemi é inabalável e tem certeza absoluta de três coisas:
 Deus existe.
 Deus é soberano.
 Deus a afligiu.
O problema com Noemi é que ela esqueceu a história de José, que também entrou em um país estrangeiro. Ele foi vendido como escravo. Ele foi acusado por uma adúltera e colocado na prisão. Ele tinha todos os motivos para dizer, assim como Noemi: O Todo-Poderoso lidou comigo amargamente. Mas, ele manteve sua fé e Deus transformou tudo para o bem nacional do seu povo de Israel. A lição-chave Gênesis 50.20 é o seguinte: Vós bem intentastes mal contra mim; porém Deus o intentou para bem, para fazer como se vê neste dia, para conservar muita gente com vida.
Noemi está certa em acreditar no Deus soberano e todo-poderoso que rege os assuntos das nações e famílias e dá a cada dia a sua parte de dor e prazer. Mas, ela precisa abrir os olhos aos sinais dos seus propósitos misericordiosos.
Foi Deus que tirou a fome e abriu um caminho para casa. Observe o delicado toque de esperança no fim do versículo 22: E chegaram a Belém no princípio da colheita das cevadas. Diante de tudo o que acontece com Noemi, mesmo ela chorando e falando do seu nome como amarga pela sua fala ela é inabalável na certeza absoluta das qualidades e sobre Deus.
A providência de Deus às vezes é bem difícil para entendermos. Deus tinha lidado com Noemi de forma amarga, pelo menos num curto prazo. E olhando para Noemi não podemos esquecer do Salmo 34.19: Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas. Nunca a Bíblia prometeu que escaparíamos da aflição da vida.
O fato é que o plano perfeito de Deus foi aparecendo na vida de Noemi e também da sua nora que tinha um único referencial agora na vida: a fé e contato com Deus através da sogra. Noemi queria o melhor para Rute e Rute queria o melhor para a sua sogra.
Apesar de tudo ser esquisito na vida e coração de Noemi, a fidelidade de Deus em restaurar a plenitude da sua vida e história está presente. Aquilo que ela disse sobre Deus, terá a oportunidade de experimentar. Aquela fome que a expulsou de Belém foi agora substituída pelo trigo que a própria Rute colheria nos campos de Boaz, o homem com quem ela se casaria.
A angústia de perder todos seus familiares é substituída pelo cuidado e carinho da sua nora, que lá na frente pôde colocar em seus braços já cansados o pequeno Obede, filho de Rute e Boaz. A Bíblia nos diz que Noemi tomou o filho e o pôs no seu colo e foi sua ama. E as vizinhas deram um nome, dizendo: A Noemi nasceu um filho. E deram-lhe o nome de Obede. Este é o pai de Jessé, pai de Davi (Rute 4.16-17).
A história de como Deus agiu através da nora de Noemi nós já conhecemos. Vemos a bondosa mão de Deus usando Rute para sustentar Noemi (Rute 217-19). Ela diz o que aconteceu com Boaz, e a teologia de Noemi sobre soberania de Deus no versículo 20 aparece de maneira especial. Ela diz: Bendito seja ele do Senhor que ainda não tem deixado a sua beneficência nem para com os vivos nem para com os mortos.
A bondade que ela se refere é a do Senhor. Boaz tinha começado a mostrar bondade para com os vivos e mortos. Foi o Senhor que parou a fome. Foi o Senhor que vinculou Rute a Noemi com amor. Foi o Senhor que preservou Boaz para Rute. A luz do amor de Deus finalmente rompeu brilhante o suficiente para Noemi ver. O Senhor é bom. Ele é bom para todos que se refugiam debaixo das suas asas. Por isso, a história de Noemi mesmo nos meio das amarguras da vida nos ensinam a curvar-nos diante do Eterno e confessar nossa indignidade. Também a buscar refugio sob suas asas e nos maravilhar com sua graça soberana e amorosa em nossa história.
Termino citando o Salmo 71.20: Tu, que me tens feito ver muitos males e angústias, me darás ainda a vida e me tirarás dos abismos da terra. Noemi jamais imaginou que o plano perfeito de Deus não estava de acordo com seus planos, mas ela sabia que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito (Romanos 8.28). E deixando algumas dicas para o nosso coração:



  • A vida dos santos não é uma linha reta para a glória, mas eles chegam lá;
  • Na vida dos santos há deslizamento de pedras, precipícios, névoas escuras, curvas escorregadias e fechadas que nos fazem regredir a fim de ir em frente;
  • Tenhamos esperança de que em todas as curvas desconcertantes da vida Deus está conosco e sempre trama nossa alegria nele;
  • Deus transforma cada revés num trampolim para o nosso bem;
  • O melhor Deus na nossa história ainda está para vir.
Que a graça do Eterno seja sobre nós para que vejamos sua providência em cada detalhe da vida.
____________


Pr. Alcindo Almeida – auxilio do livro Doce e amarga providência de John Piper.

Comentários

Postagens mais visitadas