Lia: uma mulher amargurada pela vida - (Gênesis 29.21-35)

Quando olhamos para essa moça chamada Lia (impaciente) percebemos que era uma mulher que sentiu o desprezo do pai ao ser usada em benefício dele mesmo. E esse foi só o início do seu sofrimento diante de tantos dramas da sua história.
Vejamos os detalhes da vida de Lia:
 
1. Lia serviu de objeto nas mãos do seu próprio pai e teve dores profundas na alma:
 
O texto bíblico diz que Lia era desprovida de beleza, era a filha mais velha de Labão (Gênesis 29.16-17) e foi a primeira esposa de Jacó, como sabemos, ele foi obrigado a se casar com ela para conseguir a irmã de Lia, a bela moça Raquel (Gênesis 29.25-27).
A história dela é marcada pela falta de consideração, de amor e de apreço. É duro ver a realidade de que seu pai malandro e interesseiro a usou para ter mais dinheiro. Labão deu sua própria filha como objeto para ter benefícios através do trabalho de Jacó.
Ao se casar, tinha um marido que não a amava. Depois, sua irmã se casou com seu esposo e o amor dele era maior por ela (Gênesis 29.30). O desprezo era tanto, que Deus teve compaixão de Lia e a fez mãe antes de Raquel (Gênesis 29.31).
Ela passou por tempos sérios de amargura e rejeição na vida. Ficamos a imaginar na morte de Raquel, nem dava para ela consolar o coração de Jacó porque ele não nutria sentimentos por ela. No tempo que Raquel era viva por causa da raiva e inveja no coração dela, Lia não teve mais relacionamento com sua irmã.
 
2. Lia foi cuidada por Deus apesar de todo seu sofrimento:
 
O texto bíblico diz: Vendo, pois, o Senhor que Lia era desprezada, abriu a sua madre; porém Raquel era estéril (Gênesis 29.31). Essa é a marca na vida de Lia no meio de tanta dor, tanto sofrimento e pesar, Deus sabia disso tudo na vida de Lia e a colocou em posição de vantagem em relação à Raquel. O Eterno Deus concedeu filhos a Lia mostrando a ela que mesmo Jacó não amando-a, Ele a amava, cuidava e derramava graça sobre sua vida em meio aos sofrimentos, desprezos  e abandonos.
Imaginemos o coração de Lia, ela foi entregue por um valor e sabendo da decepção de Jacó ao vê-la pela manhã na tenda, sua alma deve ter se amargurado por muitos dias. Mesmo ela nutrindo um sentimento por Jacó e mesmo sendo mãe dos filhos dele, era desprezada e não era a primeira.
Como toda certeza temos muitas “Lias” hoje, as que sofrem pela falta do amor de seu companheiro, do seu pai, de seus amigos, por causa de perdas e abandonos. Quantas mulheres na vida que são desprezadas por falta de beleza exterior e algumas são usadas por sua posição social ou por sua inteligência. Mas, em outras áreas são totalmente desprezadas.
Quantas mulheres sofrem o desprezo que tanto faz como que se sintam sozinhas. Só que diante dessas questões da vida, a história de Lia nos ensina que o Eterno Deus sempre vê nossa aflição, nosso sofrimento e nossa dor e vem com sua bondosa mão a nos dando alegria e força na caminhada.
Interessante que o texto mostra que essa moça Lia não desistiu. Ela enfrentou tudo aquilo porque amava seu marido e seus filhos. Percebemos que não foi fácil sua vida, sua filha Diná foi estuprada, seus dois filhos, Levi e Simeão vingaram a ação do príncipe e os dois assassinaram de maneira brutal uma cidade inteira. Ruben dormiu com uma serva de seu pai. Vejam que Jacó, por meio de uma ação enganosa foi conduzido a uma vida familiar tumultuada que lhe traria muitos dissabores. E Lia é uma peça que sofre terrivelmente na pele esses dissabores.
Lia esposa de Jacó passa a viver com todos esses conflitos e ciúmes debaixo do seu teto, não por uma escolha voluntária que ela própria fizesse, mas como consequência do engano e decisões de seu próprio pai Labão.
No meio de tudo isso que Lia passa, é muito importante lembrar que Deus determinou trazer Jesus ao mundo, pela linhagem de Jacó com Lia, a desprezada, e não através de Raquel que era a sua favorita e amada. Um propósito em tudo isso é mostrar que Jesus viria ao mundo para dar alegria aos contritos e desprezados, e eles teriam motivo de louvar e agradecer a Deus mesmo no meio do desprezo e abandonos.
Não esqueçamos que no meio de nosso sofrimento e dor, Deus nos assiste. Ele nos dirige em meio ao caos que muitas vezes vem sobre nós.
Deus é nossa fortaleza, somente ele nos fortalece, somente ele nos dá ânimo na fraqueza. Ou, então usa alguém para fazê-lo. Mas, tudo vem dele. O Senhor é o nosso socorro bem alerta nos perigos, nas angústias. Ele o socorro abundante nas tribulações. Somente Deus pode satisfazer todas as nossas necessidades, quaisquer que sejam como foi no caso de Lia.
________
Alcindo Almeida.

Comentários

Marcos Alexandre disse…
Em marcos 15:
33 E, chegada a hora sexta, houve trevas sobre toda a terra até a hora nona.
34 E, à hora nona, Jesus exclamou com grande voz, dizendo: Eloí, Eloí, lamá sabactâni? que, traduzido, é: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?
35 E alguns dos que ali estavam, ouvindo isto, diziam: Eis que chama por Elias.
36 E um deles correu a embeber uma esponja em vinagre e, pondo-a numa cana, deu-lho a beber, dizendo: Deixai, vejamos se virá Elias tirá-lo.
37 E Jesus, dando um grande brado, expirou.
38 E o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo.

Pastor Alcindo, tenho certeza que existe bastante mulheres desamparadas, esquecidas, insultadas, por seus familiares, assim como vc colocou em seu blog, mas nunca devemos esquecer q Cristo sendo Deus, se fez homem e no momento q antecedia sua morte ele passou por todo o tipo de humilhação e desamparado.

Ele morreu por nós, derramou seu sangue p q tivéssemos acesso ao Pai. Jesus Cristo pagou o preço q tínhamos q pagar, a morte!

Por isso, sei q cada um tem seus espinhos na carne mas devemos sempre olhar para JESUS, ELE VENCEU aquele momento de desamparo alias venceu em tudo.

abs
Marquinhos

Postagens mais visitadas