Palestra 2: Pr. Ricardo Agreste - Projeto Timóteo

Revendo a história do Projeto nos 15 anos
(Hotel Paladium – Serra Negra - 08 a 10 de abril de 2013)

A arte de ouvir é cada vez mais rara entre nós pastores. Quando uma classe de pastores perde a capacidade de ouvir as pessoas, ele perde a simplicidade de ouvir Deus. Um segundo elemento que temos perdido é a capacidade de ouvir as histórias das pessoas.
Muitos de nós trazemos traços da infância nos nossos próprios relacionamentos. Precisamos aprender a contar as nossas histórias uns para os outros e ver Deus nelas.
Encontro do etíope com Felipe. O rapaz não sabia que no meio dos acontecimentos ordinários e cotidianos Deus estava traçando um plano para redenção do coração dele.
Felipe tem uma visão de Deus num lugar onde está bombando.
O Espírito Santo toca no coração dele para sair do conforto na sua vida e ministério e vai para cuidar do etíope no caminho e explicar o texto de Isaías para ele. Felipe tem a sensibilidade de perceber o etíope lendo o texto e pergunta se ele entende aquilo que lê. E, de repente, começando por onde a sujeito lia, Felipe anunciou o Evangelho. Deus trabalha nas diversas situações da nossa vida. Isso é fato na realidade da vida.
Precisamos aprender a ouvir Deus na história da vida das pessoas.
 
Como tudo começou:


Como tudo começou no coração do Ricardo Agreste juntamente com os amigos?
A história do Timóteo começa quando o nosso amigo Ricardo Agreste estava no Seminário Presbiteriano do Sul em 1984. No segundo ano de Seminário em Campinas, uma pessoa o influenciou de maneira profunda. O nome dele é Douglas Spurlock.
Ele conheceu o ministério chamado Sete. No encontro o Ricardo fez amizades com Wilson Costa, Ed. Renê Kivitz, Jorge Barro, Luiz Weslei e Romualdo Correia. A Sete e o grupo de amigos o levaram o sonhar com a amizade e com a beleza da caminhada pastoral. Ele viu neste grupo o sonho de uma igreja brilhante e a possibilidade de uma realização pastoral. Ele aprendeu a sonhar com a geração de pastores que faria a diferença no país.
Em 1987 Ricardo começou a pastorear uma igreja Presbiteriana em Pirituba. Ele percebeu que as pessoas que Deus lhe confiou se tornaram pastores e ele resolveu investir nestas pessoas. E isto revolucionou o coração dele. Um dia o seu amigo Douglas convidou um grupo de SP para conversar com um pastor que era convidado para falar a 20 pastores (Caio Fábio, Josué Rodrigues e Russel Shedd).
Num momento o Douglas teve de deixar o país e o grupo ficou sem a marca dele no sentido de presença. E neste tempo, o Ricardo começou um grupo de pastores que tomava café toda semana lá em Pirituba. Eu na época eu era seminarista e comecei a participar do café com ele. Dos que são timoteanos participantes deste café em São Paulo, eram Adrien Jesus, Marcos Suel e Roberto Lúcio.
Em 1995 aconteceu um fato importante na vida do Ricardo. Em maio de 1995 ele foi para os EUA. Ele pensou que ganharia um titulo de mestre e Deus mudou toda a trajetória. Ele foi num lugar onde ninguém o conhecia e não sabia quem de fato ele era no Brasil.
Ele ficou absolutamente perdido no envolvimento com os pastores dos EUA. Um dia ele estava lendo as Escrituras em Mateus 3.16-18. Deus mostrou para ele que Jesus não fez absolutamente nada e a voz que vem do alto é: Este é o meu filho amado em quem tenho prazer. Ele se baseou nisto na sua caminhada lá no Calvin Seminary. Neste período que ele descobriu com alguns mentores como Eugene Peterson e Henri Nouwen. Na volta para o Brasil, ele pensou em montar um grupo de pastores amigos para dividir a caminhada pastoral. Num dia em Campinas três amigos o visitaram para falar dos encontros que eram marcantes na vida deles há anos atrás lá em Pirituba.
Com quem jogaremos dama quando os dias ministeriais acabarem?
Daí surgiu a ideia de formar um grupo tanto dos seminaristas que agora eram todos pastores. Assim nasceu o primeiro encontro no lar Luterano em março de 1998. O compromisso de três anos foi estabelecido de se encontrar duas vezes para orar, compartilhar e jogar bola juntos. Naquela data histórica tínhamos 25 pastores de diversas regiões do Brasil. E o Ariovaldo Ramos foi o nosso orador. Para nós foi um tempo profundo demais para o nosso coração. Havia uma grande percepção da importância de estarmos juntos e dividirmos a vida em comum.
No início de 2002, quando tínhamos dois grupos, o Projeto recebeu o reforço do Wilson Costa, que veio como diretor executivo, para ajudar com sua experiência administrativa, na coordenação das atividades do Projeto e ampliar seu alcance. Isto marcou uma nova fase na vida do Projeto.
A partir do ano de 2003, foi criado o CEAP – Centro de Estudos e Apoio Pastoral, que possibilitou o estabelecimento de algumas parcerias para ampliação das atividades do Projeto. Já no ano de 2003 foram criados dois novos grupos, tendo como seus líderes os participantes mais antigos.
Além desses três grupos na região de Campinas e São Paulo, a partir de 2004 um grupo foi iniciado no Oeste de Santa Catarina, para atender pastores e obreiros daquela região e do Rio Grande do Sul. Em abril de 2005 passou a existir um quinto grupo, em Curitiba, para atender pastores de Curitiba, Ponta Grossa e região.
No início deste ano de 2006, começamos um novo ciclo de três anos com os Grupos I e III. Com pastores remanescentes dos Grupos I-A e I-B e cerca de 20 pastores novos, os Grupos I e III vão reunir 70 pastores para um tempo abençoado de amizade e companheirismo. No conjunto dos 5 grupos, atualmente são mais de 120 pastores participando do Projeto Timóteo.
“Temos desfrutado de experiências muito preciosas e temos sido enriquecidos tanto no aspecto pessoal como ministerial. No entanto, sem sombra de dúvidas, o grande benefício que temos vivido tem sido a oportunidade de criarmos uma rede de amigos com o compromisso de oferecer suporte e cuidado mútuo.” É a avaliação que faz Ricardo Agreste, fundador do Projeto Timóteo.
Hoje pela graça do Eterno Deus completamos 15 anos de existência como grupo. E o nosso desejo é de caminhar por quanto tempo Deus nos conceder de vida e saúde.
 
_________
Anotações por Alcindo Almeida

Comentários

Postagens mais visitadas