Leituras no mês de março de 2012

N. T. Wright. Seguindo Jesus. Brasília: Editora Palavra, 2012. Coloque Jesus, o Cristo ressurreto, no centro de sua vida, pensamento, trabalho, dor, sofrimento, ansiedade, esperança e medo. Coloque-o no centro, e faça com que todas as demais coisas girem em torno dele. Aprenda a adorá-lo; amá-lo; aprenda a viver com uma nova vida em seu novo mundo. Quanto mais você olhar para Jesus, mais desejará servi-lo neste mundo. Isto é, se você estiver olhando para o verdadeiro Jesus, obviamente. Muitas pessoas criaram um "Jesus" para si mesmas, e têm decoberto que esse personagem inventado por elas não supre todas as suas expectativas. Ele até as faz felizes de tempos em tempos, mas nao as desafia, não as move a fazer algo para mudar o mundo. Coisas, por sinal, que o verdadeiro Jesus tinha o hábito de fazer. A proposta de Seguindo Jesus é a de mostrar o verdadeiro Jesus para a vida de seus seguidores que acabam ficando confusos diante de tantas propostas apresentadas na igreja de hoje. Contém 135 páginas.


PEDREIRA, Eduardo Rosa & James Bryan Smith. Jornada de formação espiritual - Um guia pratico para os grupos Renovare de formação espiritual. São Paulo: Editora Vida, 2010. Este pequeno guia é um instrumento de Deus para fornecer orientações básicas, práticas e saudáveis a pessoas em busca de um objetivo comum: formar-se espiritualmente à imagem e à semelhança de Jesus. Aqui você encontra planos de Estudo para 23 encontros em pequenos grupos que o ajudarão a mapear o caminho do crescimento espiritual. Baseado nas seis maiores áreas da vida espiritual encontradas na vida de vida de Cristo e nas tradições da justiça social e sacramental. Contém 143 páginas.

GUINNESS, Os. Encontrando Deus em meio à dúvida. Brasília: Editora Palavra, 2012. Você está com medo de admitir que não tem plena confiança em Deus e em seu poder, ou mesmo enfrenta dificuldades para crer no que a bíblia e as pessoas dizem sobre Ele? E diante disso, algumas vezes, parece que a vida perde completamente o significado? Então, este livro foi escrito para você. Para todos aqueles que estão inseguros em relação à confiança de Deus e que acham que o mundo por causa disso não é mais um lugar seguro e amigável. Os Guinness examina com profundidade problemas em relação à dúvida de uma maneira clara e direta, e se propõe a levar o leitor a responder suas próprias questões, a vencer seus temores e a fortalecer a sua fé. Contém 239 páginas.


HOWARD, & Hendricks. Ensinando para transformar vidas. Minas Gerais: Editora Betânia, 1991. O que é que os mais eficientes comunicadores do evangelho têm em comum? Quase que invariavelmente aplicam com maestria sete princípios desenvolvidos aqui pelo autor. Ensinando para transformar vidas traz valiosas lições e fascinantes experiências adquiridas por Howard Hendricks ao longo de mais de trinta anos de atividade pedagógica, preparando pregadores e mestres no famoso Dallas Theological Seminary. Com seu estilo moderno, de fácil assimilação, este livro é leitura imprescindível para o cristão que deseja não apenas dar estudos, mas efetuar transformações na vida dos filhos, dos amigos e de todos aqueles a quem ensina. Contém 166 páginas.


BARBOSA, Ricardo. Identidade perdida. Curitiba - PR: Editora Encontro, 2012. O livro é um convite firme e claro para um renovado encontro com Cristo, sua Palavra e sua Igreja. Mas é também uma forte denúncia contra os nossos abundantes mecanismos narcisistas, que nos distanciam de uma vivência do Evangelho claro, bonito, íntegro simples modelado por Jesus. Contém 139 páginas.

SCHAEFFER, Francis. A morte da razão. São Paulo: ABU, 1993. O desafio de evangelizar na linguagem do mundo pós-moderno 'É muito mais confortável, naturalmente, continuar rotineiramente proclamando o evangelho apenas em frases familiares àqueles que constituem a classe média. Isso, entretanto, seria tão injustificável quanto o teria sido, por exemplo, se Hudson Taylor enviasse missionários à China e lhes determinasse que aprendessem apenas um dos três dialetos diferentes falados por aquele povo. Tal fosse o caso, apenas um dentre os três grupos teria condições de ouvir o evangelho. Não podemos imaginar que Hudson Taylor fosse de coração tão empedernido. É claro que ele sabia que os homens não crêem sem a obra do Espírito Santo nos seus corações e a sua vida foi toda de oração para que isso acontecesse; mas, ao mesmo tempo, ele sabia que os homens não podem crer sem ouvir o evangelho. Cada geração da igreja, em suas circunstâncias particulares, em seu cenário próprio, tem a responsabilidade de comunicar o Evangelho em termos que se possam entender, consideradas a linguagem e as formas de pensamento do ambiente ou período específico em que a comunicação se processa. Contém 95 páginas.

STAMATEAS, Bernardo. Gente tóxica. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2008. Um livro sobre como evitar pessoas invejosas, mentirosas, falsas, que sugam seu bom humor e potencializam seus defeitos, sempre nos prejudicando. O autor descreve os tipos de 'personalidades tóxicas' e nos mostra como devemos afastar essas pessoas para que possamos novamente retomar o controle de nossas vidas e movê-la para frente. Contém 192 páginas.


VENTURA, Zuenir. 1968 – o ano que não terminou. Editora Nova Fronteira, 2006. Fascinante reconstituição dos acontecimentos de 1968 no âmbito do país. Os heróis dessa geração que queriam virar o mundo pelo avesso, seus dramas e paixões, suas lutas e vitórias estão descritos neste relato fundamental para a compreensão do Brasil contemporâneo. Contém 336 páginas.

CARREIRA, José. Os três amigos. Brasília: Edeli Carreiro e Bette Furusawa, 2005. É um romance que conta a história de José com os seus dois amigos isso desde a infância. As histórias são envolventes e marcantes. Elas nos fazem viajar e ver o quanto a amizade na vida das pessoas. E foi legal ler o livro porque eu conheço os filhos e netos do personagem. Contém 283 páginas.

Comentários

Postagens mais visitadas