Leituras em 2011

SWINDOLL, Charles R. Série Heróis da Fé - José. São Paulo: Mundo Cristão, 2000. Nenhuma família em nossos dias é mais disfuncional que a de José. Ninguém é confrontado hoje por uma tentação maior do que a oferecida a José pela mulher de Potifar. Fé nenhuma é mais desafiada do que a de José na cela da morte numa prisão egípcia. Todavia, José se manteve firme, dando-nos exemplo do que é possível quando pessoas comuns continuam em comunhão com Deus. Contém 280 páginas.

NEWBERRY, Tommy. O princípio 4:8. São Paulo: Mundo Cristão, 2008. A receptividade ao livro foi tamanha que a mensagem central da obra se espalhou rapidamente boca a boca: A alegria é uma escolha, e é totalmente previsível. Pelo menos é isso que indica a leitura que Newberry faz do texto bíblico de Filipenses 4:8: A Bíblia possui o mapa do caminho para a felicidade, e ele é muito mais descomplicado do que poderíamos imaginar. Contém 216 páginas.

FOSTER, Richard. Rios de água viva. São Paulo: Vida, 2008. O autor explora as seis maiores tradições da espiritualidade cristã e o papel de cada uma delas na renovação espiritual. Nosso soberano Deus está unindo corações que buscam pelo profundo rio da intimidade, das vidas santas, das danças de júbilo no Espírito e do amor incondicional por todas as pessoas. Ele destaca o caráter duradouro de cada tradição no meio de uma fé constantemente envolvente e mostra como diversas práticas, dos estudos individuais e do refúgio às disciplinas de culto e comunidade, são elementos essenciais de crescimento para a maturidade. Foster examina as contribuições únicas de cada uma dessas tradições e oferece como exemplos as histórias inspiradoras de fiéis cujas vidas personificam cada um desses “rios”. Contém 528 páginas.

SCHAEFFER, Francis A. A igreja no Século 21. São Paulo: Cep, 2010. Os livros de Francis Shaeffer se tornaram um marco na história do pensamento cristão e influenciaram gerações de leitores. Nesta edição reunimos quatro de seus mais notáveis títulos. Ao lado de O Deus que intervém, O Deus que se revela, Como viveremos, Josué e a história bíblica, Morte na cidade, Não há gente sem importância, A obra consumada de Cristo, Poluição e a morte do homem e Verdadeira espiritualidade, todos publicados no Brasil pela Cultura Cristã, estas obras compõe o que há de melhor na bibliografia desse grande pensador. Contém 352 páginas.

PIPER, John. Quando eu não desejo Deus. São Paulo: Cep, 2010. Por mais de 30 anos, John PIper tem anunciado que "Deus é mais glorificado em nós quando estamos mais satisfeitos nele". O que fazer, porém, se não nos alegramos no Senhor como devemos?Se abordasse apenas um detalhe do compromisso cristão, este livro não teria tanta importância. No entanto, trata-se de algo essencial. Como lutar pela alegria em Deus? Com um coração pastoral e uma paixão radical pela glória de Cristo, John Piper nos ajuda a responder essa pergunta. Contém 240 páginas.

ELLUL, Jacques. Políticas de Deus e políticas dos homens. São Paulo: Fonte Editorial/Novo Século. No presente livro Políticas de Deus e Políticas dos Homens, o qual li em 1988, Ellul mostra qual é a única possibilidade da comunidade dos discípulos participar da ação política no mundo sem ideologizar Deus e o Evangelho. Ellul toma o profeta Eliseu. Contém 216 páginas.

WANGERIN, Walter. O livro de Jesus. São Paulo: Mundo Cristão, 2006. Quando se aventurou a fazer uma narrativa romanceada das passagens bíblicas, Walter Wangerin estava pisando em terreno perigoso. E sabia disso. Para os cristãos mais conservadores ou ortodoxos, dar nova roupagem aos relatos das Escrituras poderia soar como uma afronta, ou mesmo heresia. No entanto, a reação do público e da crítica a O livro de Deus foi extremamente positiva, a ponto de gerar a idéia de uma trilogia, cujo segundo volume, O livro de Paulo, tornou-se outro best-seller. A apresentação romanceada dos fatos que envolvem o nascimento, a obra, a morte e a ressurreição do Mestre transporta o leitor aos mesmos ambientes onde os verdadeiros personagens viveram. Ricas em pormenores, as tramas desenvolvidas pelo autor dão um peso ainda maior à dramaticidade dos episódios narrados nos quatro evangelhos. Fé, emoção, intrigas, ação, todos os elementos que compõem um bom romance estão nesta adaptação fantástica, que em nada compromete a reverência que os relatos bíblicos merecem. Contém 448 páginas.

WANGERIN, Walter. O livro de Paulo. São Paulo: Mundo Cristão, 2002. Acompanhe Saulo de Tarso numa viagem do Templo de Jerusalém e o martírio de Estêvão até um encontro transformador com Jesus na estrada para Damasco. Visite cidades que não existem mais. Reviva os olhares e as atitudes de cidadãos romanos e culturas estrangeiras. Seja uma testemunha das viagens do homem que levou o cristianismo a amigos, inimigos, líderes e escravos de seu tempo. Conheça o homem Paulo e sua história. Uma festa de cores e detalhes que trazem à vida o primeiro século - e mais impressionante ainda - a Bíblia. Não importa a sua religião; este livro é uma boa fonte de detalhes de uma das mais intrigantes histórias já contadas. Contém 496 páginas.

GRUN, Anselm. As exigências do silêncio. Rio de Janeiro: Vozes, 2004. Anselm fala sobre a necessidade urgente de termos silêncio no meio de toda a agitação da vida. Silêncio para o coração ouvir Deus. Livro excelente!! Contém 85 páginas.

GRUN, Anselm. Eu lhe desejo um amigo. Rio de Janeiro: Vozes, 2003. O autor assume algumas vozes que se manifestaram sobre a amizade na história da filosofia, da teologia e da poesia e faz uma belíssima reflexão sobre a arte de ser e de ter um amigo. Contém 102 páginas.

ALIGHIERI, Dante. A divina comédia. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia, 1979. O poema possui uma impressionante simetria matemática baseada no número três. É escrito utilizando uma técnica original conhecida como terza rima, onde as estrofes de dez sílabas, com três linhas cada, rimam da forma ABA, BCB, CDC, DED, EFE, etc. Ou seja, a linha central de cada terceto controla as duas linhas marginais do terceto seguinte. Contém 788 páginas.

SHELDON, Sidney & Tilly Bagshawe Depois da escuridão. São Paulo: Record, 2010. Grace e Lenny Brookstein formavam um casal perfeito. Bonitos, imensamente ricos e felizes, nada parecia abalar suas vidas, que mais pareciam saídas de um conto de fadas. Apesar disso, tanta felicidade podia despertar inveja nas pessoas que os rondavam. Cercados por inveja e falsidade, o poderoso Lenny e a ingênua Grace mal imaginavam que suas vidas estavam prestes a dar uma reviravolta angustiante. Contém 461 páginas.

TUCKER, Ruth. Fé e descrença. São Paulo: Mundo Cristão, 2008. Por que para uns acreditar é tão natural como respirar e para outros, uma luta emocional e intelectual que no fim não vale a pena? À medida que o conhecimento avança e os fenômenos naturais tornam-se conhecidos, Deus deixou de fazer parte da resposta. E se nem mesmo a milenar questão do mal consegue ser resolvida, a razão confronta: existe Deus? Decidiu caminhar pelo terreno movediço que separa a fé e a descrença, revisitando teólogos, filósofos e cientistas que conviveram com a dúvida intermitente ou colocaram Deus em xeque. Também ouviu relatos daqueles que viram sua fé desmoronar, mesmo tendo acreditado fervorosamente, por não conseguir conviver com o perturbador silêncio de Deus e com a indiferença dos cristãos que os cercavam. As histórias dos que se decepcionaram com Deus e da jornada espiritual da autora abrem nova perspectiva sobre os mistérios e os paradoxos da fé. Aventura arriscada — alguns ficaram pelo caminho —, mas corajosamente enfrentada pela autora. Sua curiosidade intelectual, sua compaixão pelos que não crêem e sua obstinada busca de significado ajudam a compreender a irresistível atração do ser humano pelo divino. Contém 240 páginas.

FOSTER, Richard, Smith. James Bryan. Clássicos Devocionais. São Paulo: Vida, 2009. Clássicos Devocionais, editado por Richard Foster e James Bryan Smith, é uma coletânea de textos devocionais extraídos de obras clássicas sobre espiritualidade e vida cristã. Os autores cujos textos compõem o livro são oriundos de diversas tradições cristãs e de diversos períodos da história da Igreja, desde Atanásio até Kathleen Norris, passando por Bernardo de Claraval, Francisco de Assis, Martinho Lutero, John Wesley e C. S. Lewis. Sobretudo, são autores cujas idéias e exemplos de vida resistiram ao tempo e são admiráveis e úteis até hoje. Contém 511 páginas.

YANCEY, Philip. Decepcionado com Deus. São Paulo: Mundo Cristão, 1990. Lidar com o sofrimento é o mais duro teste para a fé. A princípio, parece uma contradição: por que Deus permite situações de tamanha calamidade pessoal na vida de pessoas que se dispõe a crer e confiar nele? Muitas delas não resistem a esses testes e sucumbem. Em Decepcionado com Deus, Philip Yanceyaceita o desafio de analisar, à luz da Bíblia, a questão do sofrimento e investigar a função da dor na formação do caráter. Em vez de apoiar-se em velhos clichês usados para justificar situações extremas - e que, via de regra, não satisfazem a alma daquele que passa por elas -, o autor humaniza a discussão, dando espaço até para o desabafo de quem se acha marionete ou cobaia de Deus supostamente injusto. Ao mesmo tempo, numa demonstração de profunda sensibilidade à mensagem das Escrituras Sagradas, Yancey revê o próprio conceito de sofrimento e mostra que as provas da vida ajudam o cristão a aperfeiçoar sua comunhão com o Senhor e compreender melhor a dimensão da graça. O escritor vai mais além e revela como um aparente desastre pessoal pode contribuir para o processo de reconhecimento da dor do próximo, gerando a compaixão. Contém 288 páginas.

STOTT, John. Incomparável Cristo. São Paulo: ABU, 2009. Jesus Cristo tem sido a figura dominante da cultura ocidental há dois mil anos e seu nascimento é a referência de nosso calendário. Ele é o centro das Escrituras, conforme declarou Lutero: "a Escritura inteira, em cada parte dela, só trata de Cristo". Ele é o coração da missão, a mensagem que incontáveis cristãos atravessam terras e mares, continentes e culturas para transmitir. Em análises magistrais, John Stott examina o testemunho do Novo Testamento, o retrato que a igreja tem feito de Cristo ao longo dos séculos. Por fim, voltando-se para o livro de Apocalipse, ele pergunta o que Jesus Cristo significa hoje. Eis o fruto de toda uma vida de estudo bíblico, reflexão cristã rigorosa e devoção à pessoa de Jesus Cristo. Contém 250 páginas.

MACARTHUR, John. A morte de Jesus. São Paulo: Cep, 2009. Não pode haver escândalo maior do que o assassinato premetidato de uma inocente vida humana. Mas o caso de Jesus de Nazaré foi bem mais do que um escândalo. Uma conspiração sem precedentes de injustiça, crueldade e interesse político e religioso condenou um homem inocente ao método de execução mais bárbaro já inventado. Pior ainda vítima não era simplesmente um homem. Jesus era Deus em carne. O criador da vida morreu. O próprio pensamento é quase inconcebível. Contudo, misteriosamente, da fonte desse fato histórico repugnante fluem rios incessantes de misericórdia. Aqui se encontram a graça e a verdade de Deus; a justiça e a paz se beijaram (Sl 85.10). Contém 239 páginas.

PARANAGUÁ, Glenio Fonseca. Pegadas de lobo na porteira. Londrina: Ide, 2010. Um líder religioso bem popular metia os pés pelas mãos, quando um médico perguntou ao autor deste livro: – aquele sujeito é um picareta, um psicopata ou um pastor? A abordagem feita nesta obra é uma tentativa honesta de responder esta questão picante com a maior inteireza e lisura possíveis. Mas, é intensa essa empreitada, pois “não se pode tapar o sol com uma peneira” e há inúmeros artigos falsificados no mercado. Por falta de boa luz no recinto, muita gente tropeça em obstáculos, tromba nos outros e acaba machucada. Pegadas de Lobo na Porteira surge como uma tentativa para elucidar os perfis aqui abordados com a maior clareza aceitável. “O disfarce mais terrível é o de um rosto de anjo que encobre o coração de um demônio”. Você não pode deixar esta obra fora do seu alcance, pois a matéria explanada aqui é de profunda relevância para o aprimoramento do ministério da igreja e o discernimento do povo de Deus. Com certeza, muita confusão será dirimida por você, ao examinar, com atenção, o tema ventilado com propriedade neste volume. Contém 144 páginas.

PETERSON, Eugene. Uma longa obediência na mesma direção. São Paulo: Cep, 2005. "Há um puro e radiante rigor por uma autêntica diante de Deus. Polindo a linguagem dos Salmos, Eugene Peterson faz que a vida vibre como a corda de um instrumento bem afinado. Uma longa obediência é o único caminho do discipulado para Jesus, e essa é a mensagem que nós desesperadamente precisamos ouvir e pôr em prática hoje" (Dallas Willard). Contém 160 páginas.

PETERSON, Eugene. Onde seu tesouro está - A importância da oração revolucionária. São Paulo: Mundo Cristão, 2004. Este livro inspirador servirá de incentivo para grupos de cristãos, guiando a reflexão e indicando um caminho para agir para aqueles que acreditam no poder verdadeiro da oração. Este livro é ousado, fundamentado na Bíblia, e fala de uma possibilidade de transformação da sociedade atual, por intermédio da “ação fundamental” da oração. Peterson sugere o uso da oração conjunta dos crentes para acabar com o domínio do ego, que deixa nossa sociedade preocupada e limitada. Apresenta reflexões profundas e intrigantes sobre salmos-orações que podem nos ajudar a vencer problemas como hipocrisia, auto-afirmação, auto-suficiência, autopiedade, amor a si mesmo, vida para servir a si mesmo e pensamento voltado para si. Contém 208 páginas.

DRISCOLL, Mark. Reformissão - Como levar a mensagem sem comprometer o conteúdo.Rio de Janeiro – Niterói: Editora Tempo de Colheita, 2009. Mark. Mostra a nós que pregar o Evangelho para o mundo todo é preciso se dirigir ao mundo. Para compartilhar a mensagem sem comprometer o conteúdo precisamos de: coragem, humildade, uma base bíblica sólida e um compromisso de amar aquilo que Deus ama - pessoas e não tradições. Reformissão é um livro para repensarmos a nossa estrutura em termos de envolvimento com a nossa cultura apresentando as verdades do Reino com a nossa própria vida. Citando uma frase de Mark: O evangelismo é mais um estilo de vida a ser vivido por todo o povo de Deus do que apenas um plano ministerial ou um departamento para este povo. Contém 208 páginas.

NEE, Watchman. A vida cristã normal. Editora Tesouro Aberto. O que é a vida cristã normal? Quem pode viver tal vida? Uma análise da Palavra de Deus leva-nos a concluir que, desde o Éden, tal vida somente foi vivida sobre a terra pelo próprio Filho de Deus. Nessa única bendita exceção encontramos, imediatamente, as respostas às nossas perguntas. Deus tem somente uma resposta para cada necessidade humana: Seu Filho, Jesus Cristo. Em todo Seu lidar conosco, Deus sempre usa o critério de nos tirar de cena e colocar Cristo em nosso lugar. O Filho de Deus morreu em nosso lugar para nosso perdão, e Ele vive em nosso lugar para nossa libertação. Neste volume, um dos clássicos da literatura cristã do século passado, o autor mostra por meio de um estudo cativante dos primeiros oito capítulos da Epístola aos Romanos o que é essa vida cristã normal, qual é a sua base segundo a Palavra de Deus e quais são suas conseqüências práticas na vida do cristão. O autor ajuda a entender porque nossa experiência é muitas vezes tão diferente da vida cristã normal, definida pelo próprio apóstolo Paulo: “Já não sou em quem vive, mas Cristo vive em mim” (Gl 2.20a). Contém 245 páginas.

CALVINO, João. Comentário de Salmos - Vol 4. São Paulo: Fiel, 2009. Ao ler este comentário de Calvino temos um proveito espiritual precioso. Ele é rico também para o nosso momento devocional. Calvino é um teólogo profundo e bem sensível aos ensinos das Escrituras. Vale a pena passear nestas páginas de Calvino. Contém 680 páginas.

SPURGEON, C. H. Esboços Bíblicos de Salmos. São Paulo: Shedd, 1999. Como esboço é muito precioso este texto de Spurgeon. Ele abre a nossa mente para trabalhar as ideias nos Salmos. Vale a pena ter este livro na coleção dos Salmos. Contém 487 páginas.

BRAGA, Dulce. Sabor de Maboque. São Paulo – Campinas: Pontes Editores, 2009. Dois meses depois da revolução portuguesa dos cravos, uma jovem nascida e criada no coração de Angola passa suas últimas férias escolares no verão europeu. Com o fim das férias e consequente retorno para a ainda colônia angolana, ela se vê vivendo e temendo por seu grande e primeiro amor, pelos seus amigos, pela sua confortável situação sócio econômica, no epicentro do rodamoinho da guerra civil angolana. 'Sabor de Maboque' é um relato verídico, quase um diário, das perdas, das dores, do medo, da angústia, da luta pela sobrevivência e do desespero. Contém 259 páginas.

CURY, Augusto. De gênio e louco todo mundo tem um pouco. São Paulo: Academia de Inteligência, 2009. Livro inédito do autor brasileiro mais vendido na atualidade Bartolomeu e Barnabé são personagens que já estavam nos dois primeiros livros da saga Vendedor de Sonhos. Em De Gênio e Louco Todo Mundo tem um Pouco, eles ganham o centro da narrativa e ficamos conhecendo quem são esses dois maltrapilhos que, um dia, se juntaram ao Vendedor de Sonhos para acompanhá-lo na sua luta para semear sonhos e fazer um mundo melhor. Bartolomeu e Barnabé são dessas pessoas que enfrentam a vida de maneira diferente: se metem em muitas enrascadas e fazem os outros pensarem em suas ações. Tão populares quanto os palhaços, eles também possuem um profundo lado trágico. A combinação desses dois lados é explosiva. Contém 208 páginas.

SCHAEFFER, Francis A. Marca do cristão. São Paulo: Abba Press, 2008. A Marca do Cristão é seguramente um dos mais simples e práticos de seus livros, e, com veemência, apela para que os cristãos encarnem o amor de fato, ao invés de se perderem no discurso acerca de um amor desencarnado e sem praticidade. Com certeza posso dizer que Schaeffer foi um dos mais importantes agentes humanos da formação básica de minha visão intelectual da fé, especialmente nos primeiros dez anos de minha caminhada, e, assim, muitos de meus fundamentos foram dele assimilados. Fica aqui, portanto, minha recomendação para que este livro seja lido com todo carinho, atenção e vontade de encarnar aquilo que, para Schaeffer, só poderia ser visto e percebido como fato pelos homens, se fosse vivido historicamente pelos discípulos de Jesus, ou seja, a fé que historicamente atua pelo amor nele. Contém 9 páginas.

MANNING, Brennan. Colcha de retalhos. São Paulo: Editora Mundo Cristão, 2011. O livro conta uma parábola, mostrando o poder de Deus junto de nós. Sinopse do livro Colcha de retalhos “Colcha de retalhos é uma história muito especial para mim. É, sob vários aspectos, minha própria história. O livro é dividido em três seções: Manhã, Meio-Dia e Noite. Brennan disse: “Escrevi este livro na Noite da minha vida. A Manhã e o Meio-Dia já passaram; envelheci, fiquei frágil e quase cego. Já faz anos que escrevo sobre o grande amor que Aba tem pelos maltrapilhos. Às vezes, nestes dias, luto para crer no que escrevi. Saber que você lê e luta junto comigo importa mais para mim do que você é capaz de imaginar". Contém 112 páginas.

BAKER, Mark W. Como Deus cura a dor. Rio de Janeiro: Sextante, 2009. A felicidade não exclui o sofrimento, porque ele é inevitável. A felicidade depende da maneira comovamos sofrer. Foi isso que Jesus ressaltou em sua própria vida. Evitar o sofrimento não nos leva a uma vida mais feliz, mas a forma de enfrentá-lo conduz a uma vida mais significativa. Suas conclusões deram origem a Como Deus cura a dor, um valioso instrumento de crescimento pessoal e de transformação. Analisando histórias de dezenas de pacientes sob o ponto de vista psicológico, Baker ensina como é possível lidar com o sofrimento associando o tratamento médico à sabedoria da Bíblia. Com um profundo efeito terapêutico, este livro vai aumentar nossa fé no poder curativo de Deus e, assim, nos ajudar a atravessar os períodos difíceis da nossa jornada. Contém 208 páginas.

Charles R. Swindoll - Paulo - Heróis da fé. São Paulo: Editora Mundo Cristão, 2010. Um homem de coragem e graça. O assassino de cristãos torna-se mártir do evangelho. Terrorista convertido, autor inspirado, professor excepcional e conselheiro paciente. Esse incomparável personagem apareceu, audacioso, no palco do mundo do primeiro século marcando presença de forma indelével e grandiosa que jamais seria esquecida. Sua vida? Magnífica! Seu ministério? Impressionante. Embora considerado santo por alguns hoje, ele era "o maior de todos os pecadores", segundo sua própria definição. Ninguém mais na Bíblia, além de Cristo, exerceu maior influência no mundo de então, bem como em nosso mundo atual, do que Paulo. Era um homem de imensa coragem, resoluto e intrépido diante das dificuldades e dos perigos. Firme, persistente e incansável, Paulo desempenhou sua missão divina com decisão inabalável, e Deus usou poderosamente sua vida numa verdadeira revolução do mundo para Cristo em sua geração. Paulo: um homem de coragem e graça é o sexto volume da série "Heróis da Fé. Contém 416 páginas.

ZACHARIAS, Ravi. A morte da razão: uma resposta aos neoateus. São Paulo: Editora Vida, 2011. Na obra, Zacharias destaca a confiança na Bíblia aliada à fé no poder e na bondade de Deus. O autor refuta com determinação argumentos de que Deus nada mais é do que produto da imaginação e que os cristãos normalmente praticam intolerância e ódio no mundo todo. Contém 112 páginas.

MANNING, Brennan. Um vislumbre de Jesus. Brasília: Palavra, 2009. Quando a sombra da cruz de Cristo recai sobre as pessoas na forma de fracassos, pesares, rejeição, abandono, desemprego, solidão, depressão, a perda de um querido; quando ficamos surdos a tudo o mais, exceto ao bramido estridente da nossa própria dor; quando o mundo ao redor repentinamente se apresenta como um lugar ameaçador e hostil, bem podemos bradar de angústia: “Como um Deus de amor permite que isso aconteça?”. E assim é lançada a semente da desconfiança, obrigando-nos a uma situação de escolha: nos afastaremos de Deus, ou nos voltaremos em direção a ele mesmo quando a escuridão o esconde de nossa visão? Escolher a luz de Deus na noite escura do desespero é um ato heróico de coragem. Contém 201 páginas.

MCGRATH, Alister. Teologia para amadores. São Paulo: Editora Mundo Cristão, 2009. A extensão e a profundidade da teologia podem assustar aqueles que não são do “ramo”, aqueles que não se dedicam a embrenhar-se no vasto campo teológico. Por isso, Alister McGrath , que é do “ramo” e considerado um dos maiores teólogos da atualidade, decidiu aventurar-se numa tarefa ainda mais difícil: falar com simplicidade do saber teológico. Em Teologia para amadores, McGrath mostra por que é um dos teólogos mais lidos do planeta. Por saber tratar as coisas de Deus com naturalidade singular, nosso professor de Oxford cativa o leitor menos habituado às infindáveis questões teológicas por sua paixão e seu deslumbramento com o Criador, e seu exemplar didatismo. Antes ateu, Alister apresenta a teologia partindo do princípio de que você a desconhece. Contém 61 páginas.

PETERSON, Eugene. Memórias de um pastor. São Paulo: Mundo Cristão, 2011. Para muitos um subversivo, cresceu vendo pastores profissionais, religiosos preocupados com planos de marketing e estratégias de crescimento. Como vários de nós, ele gostava da igreja, dos louvores e de quase todas as pessoas, mas detestava os pastores, tão distantes e orgulhosos. Ele sempre teve horror ao pensamento de se tornar um burocrata religioso. Agora ele conta com detalhes inéditos como aceitou o chamado divino, encontrou seu lugar sagrado de adoração e se tornou um "pastor de almas". Você já leu e aprendeu muito com o pastor dos pastores. Agora você vai poder conhecer melhor sua vida dedicada à obra e sua história de fé e reencontro com o chamado. Ótimo livro! Contém 352 páginas.

KELLER, Timothy. O Deus Pródigo. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2010. Neste livro Keller mostra a essência do Evangelho de Cristo na famosa parábola do "pai com seus dois filhos" mostrando que, em suma, existem dois tipos de pessoas no mundo: os irreligiosos não-salvos e os religiosos não-salvos. Ambos precisam da graça de Cristo para terem um relacionamento de verdade com o Pai Amoroso. Uma obra para refletir não somente sobre a parábola, mas sobre como resgatar a essência da fé Cristã nos dias de hoje. Contém 176 páginas.

KELLER, Timothy. Deuses falsos. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2010. Sucesso. Dinheiro. Sexo. Muitos diriam que essas sãs as chaves da felicidade e nelas colocam toda a sua fé. Porém, a recente crise econômica fez cair por terra a ilusão criada por esses ideias: fortunas, casamentos e carreiras desapareceram para milhões de pessoas. Aqueles que adoraram esses falsos deuses enfrentam agora a solidão e a amargura, resquícios de suas ilusões desmascaradas. Seria essa então a felicidade? Em Deuses falsos Timothy Keller revela porque depositamos nossa fé em falsas crenças que, mais tarde, se transformam em pequenos deuses a nos controlar, incapazes de nos dar aquilo de que realmente precisamos. Com esta obra, Keller se consolida como um pensador crítico em uma época crucial tanto para o cristão quanto para o cético; uma época em que nossa fé e nossos princípios precisam definitivamente trilhar o mesmo caminho. Contém 176 páginas.

AGRESTE, Ricardo– Vários autores. A jornada – devocionário. São Paulo: Editora Z3, 2010. Como homens e mulheres, como você e eu, construíram uma relação significativa com Deus? Como eles ouviram sua voz? Como eles compreenderam sua vontade? Como eles reagiram às Suas intervenções? Como eles expressaram gratidão a ele? Ao longo das páginas deste livro você certamente será guiado às respostas destas e de muitas outras perguntas de fundamental importância em sua jornada. Lendo e refletindo sobre a vida de homens e mulheres do passado que, envolvidos nas mais variadas situações, ouviram a voz de Deus, compreenderam Sua vontade e foram alvo de suas intervenções, você será estimulado a uma caminhada de maior intimidade com ele. Contém 386 páginas.

NEE, Watchman. Uma mesa no deserto. São Paulo: Editora dos Clássicos. É um clássico dos devocionais. A aurora é o portão do dia, e deve ser guardada com orações. Quem sai correndo da cama para os negócios, e não espera para adorar, é tão tolo quanto quem não se veste ou não lava o rosto, ou tão insensato quanto o que se lança na batalha sem armas nem armadura. Que nos banhemos no rio refrescante da comunhão com Deus, antes que a solidão e o peso da estrada comecem a nos oprimir (Charles Spurgeon). Um tesouro é sempre um excelente presente. Dê um tesouro como esse para quem você ama! Contém 376 páginas.

PIPER, John. Finalmente Vivos – o Novo Nascimento. São Paulo: Editora Fiel, 2011. Importa-vos nascer de novo. Essa afirmação de Jesus ou está enganada ou é devastadora para aqueles que se consideram donos de sua alma. Poucas realidades bíblicas são tão bem designadas por Deus, como essa, para revelar nossa impotência quanto ao pecado. Entretanto, hoje em dia, nem todos têm o zelo de estimar o novo nascimento como a maravilha que ele realmente é. A expressão nascer de novo é muito preciosa e importante na Bíblia. Saber o que Deus quer dizer quando a Bíblia usa essa linguagem deve ser a nossa maior preocupação, a fim de que, por meio de sua graça, experimentemos este nascimento e ajudemos outros a fazer o mesmo. É muito importante que saibamos o que nascer de novo significa verdadeiramente. Contém 192 páginas.

LUCADO, Max. Você mudou minha vida para melhor. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2010. Um verdadeiro herói é aquele que faz a diferença, mesmo quando não recebe o devido destaque. Neste livro, Max Lucado conta diversas histórias de pessoas cujos passos de fé (grandes e pequenos) resultaram em uma mudança duradoura na vida de outras. Criado na formato gift book e com um espaço especial para dedicatória, Você mudou minha vida para melhor traz uma mensagem que honra a pessoa que recebe o livro e também nos inspira a ver que um simples gesto pode mudar vidas. Contém páginas.

Foster, Richard. Santuário da alma. São Paulo: Editora Vida, 2011. A jornada rumo à oração meditativa é longa. Mas, com o tempo, algo maravilhoso começa a acontecer dentro de nós. Devagar, mas sem falta, cada um de nós começa a se transformar na imagem de Cristo. O bem floresce. O mal perde sua força. Os velhos jogos de manipulação e controle começam a perder seu poder de atração. O engano vai desaparecendo como padrão na nossa vida diária. Estamos tornando-nos amigos de Jesus. Contém 144 páginas.

LOPES, Hernandes Dias. De pastor a pastor. São Paulo: Editora Hagnos, 2010. Em de pastor a pastor Hernandes Dias Lopes, apresenta princípios para os àqueles que desejam ser pastores segundo o coração de Deus. O autor exorta a que antes de pastorear os outros o pastor precisa cuidar a si mesmo. O pastor não pode ser um homem inconsistente. Sua vida é a base de sustentação do seu ministério. O sermão da vida é o mais eloqüente sermão pregado pelo pastor. "O sermão mais difícil de ser pregado é aquele que pregamos para nós mesmos."

WILLARD, Dallas. Conhecendo a Cristo hoje. Rio de Janeiro: ICHTUS EDITORIAL, 2011. O autor de A Conspiração Divina desafia os valores contemporâneos, argumentando que o pensamento cristão é o verdadeiro conhecimento e não apenas o produto de preferências e emoções. Willard também aborda o desaparecimento de conhecimentos morais, descreve o modo de compreender os milagres, e oferece uma resposta cristã para o pluralismo. Contém 251 páginas.

CHAPMAN, Gary e Catherine Palmer. Acontece a cada primavera. São Paulo: Mundo Cristão, 2010. Steve não a procura mais, não presta atenção ao que ela diz. Brenda já não anseia por sua volta ao fim do dia. Um romance sem futuro. Um casamento chegando ao fim. O longo e tenebroso inverno das relações parece inevitável. Em meio a uma forte tempestade, surge Cody, um andarilho desconhecido. Ele parece destinado a trazer problemas a um casamento já conturbado. Poderia um homem jovem, desgrenhado, de jeans e camiseta ser a solução para um relacionamento enfadonho? Seria a primavera de emoções voltando à vida de Brenda? O estranho era o motivo que faltava para a vizinhança se alvoroçar. Também o estopim para implodir uma série de crises em casamentos aparentemente perfeitos. Haverá salvação para os moradores de Deepwater Cove? Contém 304 páginas.

MAXWELL, John C. O mapa do seu sucesso. Uma estratégia simples para colocar você na estrada para o sucesso. São Paulo: Vida, 2010. A definição de sucesso não é a mesma para todo o mundo. O processo, este sim é o mesmo. Sucesso é conhecer seu propósito na vida, crescer para atingir seu potencial máximo e lançar sementes que beneficiem outros. “Quando você enxerga o sucesso como uma jornada, elimina o problema de ter de chegar a um nebuloso destino final". Em O mapa do seu sucesso, John C. Maxwell, cuja obra já figurou na lista de mais vendidos do New York Times, ensinará a você princípios práticos que o habilitarão a traçar os planos da sua própria jornada para o sucesso. Você aprenderá a fazer as malas para a viagem, a superar os desvios, a incluir a família nessa aventura e a construir relacionamentos profissionais importantes ao longo do caminho. John também propõe perguntas e exercícios que ajudam você a concentrar o foco do seu pensamento, a planejar sua abordagem e a incrementar seu progresso. O mapa do seu sucesso é uma ferramenta abrangente e inestimável para auxiliá-lo a percorrer a estrada que você foi criado para trilhar, a seguir sempre em frente, a realizar seus sonhos e a chegar firme ao final! Contém 256 páginas.

GUNDRY, Wayne e Dennis Rainey. Famílias fortes, igrejas fortes. Famílias estruturadas são uma das melhores formas para divulgar o reino de Deus. São Paulo: Vida, 2010. Como enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades para ministrar às famílias? Wayne Grudem e Dennis Rainey reuniram 13 cristãos experientes para abordar questões bastante atuais, como: a vida conjugal do pastor; pequenas coisas que podem estruturar ou destruir os casamentos; um ministério voltado para o homem; uma geração que sofre com a ausência paterna; a liderança do homem e a submissão da mulher; violência doméstica, homossexualidade e muito mais. De acordo com os autores, somente teremos igrejas fortes com o fortalecimento das famílias. Prepare-se para vencer este desafio lendo as palavras úteis, práticas e tremendamente encorajadoras desta obra singular! Contém 336 páginas.

CHAPMAN Gary. Linguagens de amor. São Paulo: Mundo Cristão, 2009. Ele manda flores quando o que você deseja é conversar? Ela o abraça quando o que você realmente deseja é ser respeitado? O problema não está em seu amor, mas em sua linguagem de amor. Existem cinco maneiras diferentes de falar e entender o amor entre um homem e uma mulher: as cinco linguagens do amor. Cada pessoa tem sua linguagem predominante, a que fala mais profundamente a seu coração. Por isso, muitas vezes o casal parece não se entender, não falar a mesma língua. "Ele não me entende", "Ela não me ama" e outros desabafos como esses estressam o relacionamento que tem tudo para ser inesquecível. Por mais bem-intencionadas e sinceras que possam ser suas ações e palavras, o casal só conseguirá comunicar-se bem se conhecer a linguagem predominante do outro. Para o Gary Chapman, amar é um compromisso diário. Para ajudar os casais a assumirem este compromisso, ele desenvolveu este devocional. As leituras propostas neste livro, curtas, porém profundas, serão o gancho perfeito para você descobrir e comunicar a linguagem do amor de sua vida. Uma ótima "desculpa" para ficar um minuto mais com quem você tanto ama! Estas leituras foram elaboradas para ajudar você e seu parceiro a construir um relacionamento franco, sincero e completamente apaixonado. Algo que não ocorre do dia para noite, mas que precisa ser conquistado a cada novo dia. Contém 384 páginas.

TOZER, A. W. Verdades que Transformam. Cinco votos para obter poder espiritual. São Paulo: Editora dos Clássicos, 2004. Há muitos vagabundos religiosos no mundo que não querem estar amarrados a coisa alguma. Eles transformaram a graça de Deus em libertinagem pessoal. As grandes almas, entretanto, são aquelas que se aproximam reverentemente de Deus compreendendo que em sua carne não habita bem algum. Não obstante, visto que crêem em Deus, com reverência assumem certos votos sagrados. Esse é o caminho para o poder espiritual. Nunca se Defenda e Nunca Aceite Qualquer Glória são alguns desses votos. Contém 84 páginas.

RODRIGUES, Humberto Xavier. Eu sou e os milagres de Jesus. Londrina: Ide, 2009. No evangelho de João, encontramos sete expressões ditas por Jesus que o revelam de uma maneira simples, mas muito profunda e eficaz: O Pão da Vida; A Luz do Mundo; A Porta; O Bom Pastor; A Ressurreição e a Vida; O Caminho, a Verdade e a Vida; A Videira Verdadeira. Olhar com atenção para cada uma delas, sob orientação do Espírito Santo, proporcionará um banquete maravilhoso. Não há conhecimento maior que conhecer a Jesus Cristo. Conhecê-lo é conhecer a Deus e ganhar a vida eterna. O evangelho segundo São João contém oito milagres que têm, todos eles, como objetivo principal revelar a pessoa do Senhor Jesus Cristo e levar o homem, através desta revelação, a crer. Contém 94 páginas.

MAXWELL, John C. Dia a dia com Maxwell. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2011. Um líder não é formado do dia para a noite. É preciso que cada princípio de liderança seja colocado em prática com regularidade. Do alto de seu extenso currículo e de seu prestígio como um dos maiores especialistas em liderança do mundo, John C. Maxwell é o nome ideal para quem deseja fazer esse exercício diário de desenvolvimento pessoal e profissional. Dia a dia com Maxwell conduz o leitor por 365 dias de lições inspiradoras e que ensinam a influenciar da melhor maneira possível as pessoas ao seu redor. Contém 418 páginas.

LUCADO, Max. Simplesmente como Jesus. Rio de Janeiro: CPAD, 2005. O desejo supremo de Deus é fazer você à imagem de Cristo. Mas como ocorre esta mudança? Se Deus deseja que eu seja como Jesus, porque ainda me pareço comigo mesmo? Neste livro o autor mostra porque Deus quer mudar o homem e revela seus métodos de transformação. Deus o ama do jeito que você é, mas não quer deixá-lo da mesma maneira. Ele quer que você seja simplesmente como Jesus. Contém 237 páginas.

PIPER, John. Completando as aflições de Cristo. São Paulo: Shedd, 2010. Quando, em 430 d.C., Agostinho entregou a liderança de sua igreja, seu sucessor ficou tão devastado pelo sentimento de inadequação para o cargo que declarou: O cisne silenciou, temendo que a voz do gigante espiritual se perdesse com o tempo. Mas, por mil e seiscentos anos, Agostinho não silenciou – nem aqueles que, depois dele, anunciaram fielmente a causa de Cristo. A vida deles tem inspirado todas as gerações de crentes e deve despertar em nós uma grande paixão por Deus. William Tyndale, Adoniram Judson e John Paton. Esses três homens foram embaixadores fiéis que enfrentaram aflições momentâneas e a morte, diariamente, para que outros pudessem colher a eternidade no céu. Que sua fidelidade e sacrifício intensifique a sua paixão por tornar o amor e o mérito de Cristo conhecidos entre as nações. Contém 144 páginas.

JOHNSON, Bill. Face a face com Deus. São Paulo: Editora Vida, 2011. A busca decisiva para experimentar sua presença. Em Face a face com Deus, Bill Johnson ajuda você a insistir na busca de níveis mais profundos da presença de Deus em sua vida, compartilhando os princípios que ele aprendeu, bem como histórias da vida real de sua igreja e seu ministério. Todos queremos fazer parte de algo maior que nós mesmos, saber que Deus nos ama e tem um plano para a nossa vida. Contém 1 páginas.

JUNIOR, Emílio Fernandes. A fé e o Trabalho - Neemias. São Paulo: Editora Fôlego, 2011. Este livro revela que é hora de buscar "contaminar" o líder e os liderados, a fim de ajudá-los a alcançar objetivos maiores em sua vida pessoal e profissional, tornando-os mais produtivos e frutíferos e resgatando os sentimentos, lembranças e promessas que estavam abandonados no fundo de uma gaveta, esquecidos pelo tempo. Contém 120 páginas.

PEREIRA, Klênia Fassoni, Lissânder Dias e Welinton org. Uma criança os guiará. Por uma teologia da criança. Minas Gerais: Ultimato, 2010. A criança não pode passar despercebida, seja em nossa reflexão social e teológica, seja em nossa vivência familiar e comunitária. É preciso enxergá-la como fonte de aprendizagem em um mundo esquecido de valores que ela preserva. O texto de Isaías 11.6 (e um pequenino os guiará), que inspirou o título deste livro, refere-se a Jesus. É surpreendente refletir sobre o maior evento da história da humanidade a partir da figura de uma criança. Uma Criança os Guiará vai ajudá-lo a colocar-se no caminho. Trata-se de um ponto de partida. Há uma peregrinação à frente: que nos próximos dias, além da leitura do livro, você preste mais atenção nas crianças. Aproxime-se delas e ouça-as com o coração. Jesus disse que quem quiser entrar no reino tem de se tornar um pequenino. A criança é a melhor parte da vida humana. Ela concentra muitas das virtudes que Deus gostaria que vingassem na humanidade (Ariovaldo Ramos). Contém páginas.

56. ALMEIDA, Alcindo. Poesia e oração. Série Intimidade com a Palavra - Livro de Salmos. (Volume 1). São Paulo: Fôlego, 2011. Este volume abrange os Salmos 01 ao 41. Neste livro vemos Alcindo nos dando uma saída consistente e uma ótima oportunidade para descobrirmos um mundo repleto de esperança e cheio de expectativas, de que, no Senhor e no seu Ungido (Cristo), o Deus-Homem, e somente nele, há mudanças reais. O livro Poesia e Oração com toda certeza causará impacto no seu coração e lhe restaurará diante das dificuldades e crises que talvez você esteja vivendo.Que a leitura destas reflexões e as palavras dos Salmos impactem o seu coração nas dores, nas lágrimas e nas alegrias! Contém 272 páginas.CORTELLA, Mario Sergio. O que a vida me ensinou. Se você não existisse, que falta faria? São Paulo: Saraiva Editora, 2009. Sergio Cortella aborda questões como - Qual é a sua verdade? Qual é a sua essência? O que permanecerá de você no mundo? Se você não existisse, que falta faria? O autor conta suas experiências, seus medos e os obstáculos que teve que percorrer para chegar ao topo. Contém 112 páginas.


57. ALMEIDA, Alcindo. Poesia e oração. Série Intimidade com a Palavra - Livro de Salmos. (Volume 2). São Paulo: Fôlego, 2011. Este volume abrange os Salmos 42 ao 72. Os Salmos nos ajudam a equalizar o que cremos sobre a vida (nossa confissão de fé) com o que de fato encontramos na vida (o dia-a-dia). É um mosaico que registra diários pessoais e comunitários de pessoas que tentaram construir uma caminhada de fé íntegra. Nas janelas desse mosaico encontramos um contraste de alegria e tristeza, convicção e dúvida, esperança e crise, dor e conforto, decepção e realização, amizade e traição, acolhimento e indiferença. Podemos notar que talvez a razão pela qual os Salmos encantem o nosso coração é que essas orações expressam o que muitas vezes sentimos, sem dizermos uma única palavra. Ao lermos os Salmos construímos uma gramática para a vida. Em meio aos caminhos e percalços da vida, o salmista identifica rotas, sinais, valores e referenciais. A constatação é que a vida só faz sentido se ela é construída a partir de Deus. Soren Kierkegaard disse que “a maior felicidade de um ser humano é a de ser ajudado por Deus”. Nos Salmos fica claro que Deus nos ouve e deseja ser ouvido por nós. Geralmente oração é definida como falar com Deus. Os Salmos mostram uma realidade diferente; oração é um ato interativo: “falar converge com ouvir”. Contém 204 páginas.

58. ALMEIDA, Alcindo. Poesia e oração. Série Intimidade com a Palavra - Livro de Salmos. (Volume 3). São Paulo: Fôlego, 2011. Neste volume serão abordados os Salmos 73 ao 89. O livro de Salmos mostra claramente que precisamos entrar no santuário de Deus e perceber que ele ainda está no comando de tudo. Precisamos nos lembrar deste Deus que realizada obras desde o passado. Ele olhou para Abraão, para ser pai aos 100 anos, algo que era impossível de acontecer. Ele olhou para a Isaque no campo quando lhe trouxe uma esposa. E quando ela clamou por filhos Deus lhe providenciou Jacó e Esaú. Ele olhou para Davi, o moço do campo e das ovelhas e fez dele um grande rei em Judá. Os Salmos nos ensinam que Deus cuida do nosso coração. Os Salmos nos mostram que nos momentos de aflição necessitamos clamar ao Senhor para que ele nos coloque de novo no estado de tranqüilidade e prazer na vida diante dele. Quando somos acometidos por problemas terríveis e complicados devemos clamar para que Deus nos restabeleça ao primeiro estado. Os Salmos nos ensinam que precisamos do resplandecer de Deus na vida, como precisamos da salvação de Deus nos momentos de tristeza, dor e tribulação! Leia Poesia e Oração nos Salmos e seja edificado! Contém 122 páginas.

59. ALMEIDA, Alcindo. Poesia e oração. Série Intimidade com a Palavra - Livro de Salmos. (Volume 4). São Paulo: Fôlego, 2011. Este volume abrange os Salmos 90 ao 106. Poesia e Oração mostra que a pessoa que tem relacionamento com o Deus Altíssimo, com o Deus Onipotente, tem-no como a sua fortaleza, como a sua segurança, como o seu esconderijo. Tem-no como o seu protetor absoluto, como o seu Deus de amor e como o seu descanso. Poesia e Oração mostra que há um grande convite para que cantemos aquele que é rocha da nossa salvação, aquele que reina sobre tudo e sobre todos. E nós devemos nos apresentar a ele com ações de graça e com salmos de louvor. O convite é para que jubilemos neste Deus que é a nossa grande salvação. Em Poesia e Oração somos convidados para adorar aquele que um dia nos salvou e nos tirou das trevas. Esse Deus que nos criou e nos formou como o Salmo 100.3 diz: ‘‘Sabei que o Senhor é Deus! Foi ele quem nos fez e somos dele, somos o seu povo e ovelhas do seu pasto.’’ Boa leitura! Contém 128 páginas.

60. ALMEIDA, Alcindo. Poesia e oração. Série Intimidade com a Palavra - Livro de Salmos. (Volume 5). São Paulo: Fôlego, 2011. Este volume abrange os Salmos 107 ao 150. Neste livro Poesia e Oração Alcindo nos convida a mergulhar numa vida de adoração, tendo como base, a certeza que os Salmos nos dão de que Deus está sempre ao nosso lado, independente das circunstâncias. Através destas reflexões nos deparamos com um Deus que entende a nossa dor, se compadece de nossas lágrimas e é capaz de colocar um novo cântico em nossos lábios. Um cântico de alegria e louvor. Além das aplicações práticas e do conforto para a vida diária, em várias reflexões desta coleção encontramos informações sobre o contexto histórico dos autores e do povo de Deus. Isso nos aproxima mais dos Salmos e nos ajuda a perceber que tanto os autores como os personagens foram pessoas como semelhantes a nós. Tenha sempre este livro sempre a mão, seja na cabeceira da cama ou na mesa do escritório, pois diariamente nos deparamos com situações semelhantes àquelas vividas pelos autores dos Salmos. Assim através da mensagem dos Salmos, expressa nas reflexões de Alcindo, é possível perceber o cuidado de Deus, experimentar o consolo do Pai, sentir encorajamento da Palavra e encontrar a motivação necessária para continuarmos nas lutas da vida. Contém 268 páginas.


HINN, Sam. Transformado em sua presença. Rio de Janeiro: Danprewan, 2008. Em um momento impressionante e sobrenatural, mudou a sua vida para sempre, Sam Hinn experimentou a presença do Senhor, que "Quero fazer com que você tenha fome da presença do Senhor, por que sei que ela mudará você também", escreve ele. Você deseja tocar o coração de Deus? Você esta buscando intimidade com ele? No livro Transformando em sua Presença, Sam Hinn usa a Escritura Sagrada e sua experiência pessoal para mostrar - lhe como entrar na presença do Senhor através da adoração. Contém 191 páginas.

OMARTIAN, Stormie. Dez minutos de oração para transformar sua vida. São Paulo: Mundo Cristão, 2011. Não existe uma fórmula de oração. Orar é comunicar-se com Deus, sem um script ou formato. Nesta obra, Stormie Omartian oferece a você uma ferramenta prática para estreitar o seu relacionamento com Deus. Para que nenhum motivo de oração seja negligenciado em sua vida diária e você desfrute do máximo que essa prática pode oferecer, conheça os dez focos de oração que Stormie apresenta. São maneiras simples e eficazes para você acender o seu relacionamento com Deus. Sua vida, as pessoas e situações ao seu redor precisam muito da sua oração. Em Dez minutos de oração para transformar sua vida, Stormie ajuda você a orar de forma mais efetiva. Ela responde a grande questão: "Como maximizar o tempo que tenho em oração e ver bons resultados?" Você não precisa dedicar exatos dez minutos de seu tempo para conversar com Deus, esse papo pode durar muito mais! Comece aos poucos e deixe esses insights poderosos impactarem sua vida e promoverem uma mudança em todos os seus momentos de oração. Contém 96 páginas.

DRISCOLL, Mark. Confissões de um Pastor da Reformissão. Rio de Janeiro: Tempo de Colheita, 2009. Se você tem um sonho insista nele, porque apenas duas coisas pode acontecer, dar certo ou dar errado e geralmente só dá errado quando você deixa o foco e começa a se perder no meio de argumentos e detalhes, perdendo a chance de lutar pelo principal do seu sonho. O fator é insista, persista, mas nunca desista porque um dia você conquista. Se Deus colocou em seu coração faça! É simples. Mark Driscoll é um sarcástico que teve a coragem quando poucos queriam mudar uma estrutura e sair do mesmo, ele em Seattle fundou a MarsHill em 1996. Vou escrever aqui 3 historias que colocaria qualquer pessoa com pouca vontade mas com um coração bom em apuros para fundar uma igreja. Contém 216 páginas.

HIANG, Charles W. Watchman Nee - Um homem de Deus. São Paulo: Abba Press, 2003. Poucos homens souberam interpretar o Cristianismo em sua própria cultura como o chinês Nee Tosheng ou Watchman Nee. A China e o mundo, um dia, ainda vão render à memória desse servo do Senhor a honra que ela merece. Uma sucinta, mas completa reportagem de quem foi e o que fez esse homem de Deus, nascido em uma pequena cidade costeira chamada Swatow, próximo de Shanghai. Watchman Nee nasceu em 4 de novembro de 1903. Converteu-se a Cristo aos dezessete anos, viveu para pregar e testemunhar na China que só Jesus Salva, e morreu em 1972, após 20 anos de prisão, condenado por ser cristão. Contém 176 páginas.

LUCADO, Max. Na jornada com Cristo. São Paulo: Editora Mundo Cristão, 2011. Com certeza em algum momento da sua vida você já se questionou o porquê de trabalhar, estudar, se casar e formar uma família, ter dinheiro e bens materiais, entre tantos outros porquês. Questionamentos fazem parte da essência humana, mas fato é que não podemos passar anos e anos nesta terra, desfrutando do que temos de bom ou lutando para conquistar o mínimo de conforto, sem que haja um significado para tudo isso. Muita gente não sabe qual é o sentido da vida, ou o de sua própria existência. E você, sabe? Max Lucado quer ajudar você a descobrir não só um sentido para sua vida, mas também a melhor forma de vivê-la, para que alcance sua tão sonhada realização pessoal. As meditações apresentadas pelo autor oferecem inspiração e força para enfrentar as subidas, descidas e estradas tortuosas que encontrará em sua jornada. Contém 160 páginas.

LUCADO, Max. Sorria. 316 pensamentos para aquecer sua alma. São Paulo: Thomas Nelson, 2008. Em "Sorria", o leitor encontrará frases como a ajuda de Deus está próxima e sempre à disposição, mas é apenas concedida àqueles que a procuram ou escreva as preocupações de hoje na areia. Esculpa as vitórias de ontem em pedra. O livro apresenta uma nova perspectiva de esperança que irá colocar um sorriso no rosto mais triste e iluminar o dia mais sombrio. Com seu estilo caloroso e amigável, Max Lucado traz alegria e inspiração aos corações cansados. Em várias citações memoráveis, Lucado nos lembra que a esperança está no amor de Deus e na superação dos obstáculos. O encorajamento das palavras de Lucado é a garantia de que você poderá superar os desafios diários da vida. Contém 160 páginas.

SWINDOLL, Charles. Dia a dia com os heróis da fé. São Paulo: Editora Mundo Cristão, 2007. Moisés, Ester, José, Davi, Elias, Paulo e outros personagens notáveis da Bíblia poderão acompanhar você diariamente, inspirando pensamentos, palavras, decisões e atitudes com relatos sugestivos e reflexões motivadoras. Você escolhe o melhor momento de se reunir com essas pessoas para aprender a partir de suas histórias de fé e hesitação, coragem e medo, sabedoria e inépcia, amor e ódio, fidelidade e inconstância. Para intermediar esses encontros, ninguém melhor que Charles Swindoll, um dos grandes conhecedores da Bíblia Sagrada. Swindoll mostra como homens e mulheres da Bíblia lidaram com situações decisivas em sua vida e em que resultaram suas escolhas. A cada reflexão, ele identifica as experiências do passado com o cotidiano do ser humano moderno, sempre ancorado nos princípios e valores da Palavra de Deus. Contém 384 páginas.

PETERSON, Eugene H. Espiritualidade subversiva. São Paulo: Mundo Cristão, 2009. Espiritualidade: Peterson inicia afirmando que o livro de Marcos é fundamental para a espiritualidade cristã; trata da importância de se escutar a voz de Deus; ensina a trilha da verdadeira espiritualidade; fala sobre anjos e a função do seminário para a formação espiritual. Estudos bíblicos: Isaías, Jeremias, Apocalipse e a ressurreição são alguns dos temas trabalhados nesta parte do livro. Poesia: As bem-aventuranças interpretadas em forma poética. Leituras pastorais: Aqui, Peterson analisa o ministério pastoral: fala sobre a função do pastor, os perigos que ele corre por estar sob os holofotes, os falsos mestres que estão por aí como lobos em pele de cordeiro, e cita grandes nomes da teologia, a começar pelo apóstolo João. Conversas: Esta última parte reúne uma série de entrevistas, conversas, que diversas pessoas tiveram com o autor. É um mosaico composto de artigos, estudos, leituras e entrevistas que revelam quão indispensável é a teologia espiritual como fonte de renovação da cristandade. Contém 321 páginas.

NICHOLAS, David. O que fizeram do Evangelho? São Paulo: Z3 Editora, 2011. Um de seus livros, porém, vai continuar falando ao público brasileiro, trazendo uma importante mensagem para nossa reflexão. Seu livro acaba de ser lançado em português pela Z3 Editora com o título “O que fizeram do Evangelho?”. O livro é muito atual para o público brasileiro que vive um momento de reflexão acerca do papel da igreja neste contexto histórico. Pesquisas mostram que há muitas pessoas que chamam a si mesmas de cristãs e mesmo assim, não tem ideia no que crêem. Esta confusão pode ser resolvida entendendo que um verdadeiro discipulado começa com uma apresentação clara, completa, lógica e seqüencial das más e das Boas novas. Seguindo as lições e exemplos apresentados neste livro, o povo de Deus adquirirá confiança para que seja capaz de explicar claramente o plano de Deus de amor para um mundo carente. Contém 155 páginas.

LOPES, Rosther Guimarães. Como reagir diante das adversidades. Brasília, 2010. Uma reflexão sobre o Salmo 126 que nos ensina a viver na dependência do caráter de Deus mesmo no meio dos obstáculos da vida. Contém 58 páginas.

FOSTER, Richard J. & Emilie Griffin. Celebrando as 12 disciplinas espirituais. São Paulo: Editora Vida, 2010. As leituras dos clássicos espirituais apontam para um aquecimento do coração, um aprofundamento de nossa amizade com Jesus Cristo. Por isso, os editores, Emilie Griffin e Richard J. Foster, oferecem aqui recomendações para aprofundamento e análise da leitura, tornando este livro um companheiro indispensável ao longo de um ano. Em Celebrando as 12 disciplinas espirituais, você encontra meditações para uso individual e em grupo, perguntas e exercícios para discussão, o perfil de cada autor e uma reflexão pessoal escrita por Richard Foster. Cada personalidade e seleção destaca uma das 12 disciplinas espirituais de Celebração da disciplina, “um dos dez livros cristãos mais importantes do século XX. Contém 448 páginas.

POLLOCK, John. Moody – uma biografia. Editora Vida, 2011. Moody foi o evangelista de maior projeção do século XIX. Calcula-se que ele tenha pregado para mais de cem milhões de pessoas na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos. Usado por Deus de maneira extraordinária, seu caráter e zelo continuam mais vivos que nunca. Nesta biografia clássica, John Pollock conseguiu captar a personalidade contagiante de Moody e certamente incendiará o coração dos leitores. Contém 416 páginas.

PETERSON, Eugene. A linguagem de Deus. São Paulo: Mundo Cristão, 2011. Para variar é mais um ótimo livro de Eugene! Cada pessoa tem uma forma única de falar, uma linguagem peculiar. Uma mesma língua pode ser falada de muitas maneiras, com sotaques variados, gírias e palavras próprias. O ato de falar vai além de usar palavras certas e pronunciá-las corretamente. A fala é marca registrada da individualidade humana. Quem somos e como falamos fazem toda a diferença. A língua é um presente de Deus para nós. Somos imagem e semelhança dele, portanto seres relacionais e comunicativos. Conversamos uns com os outros e também devemos falar com Deus. É para a espiritualidade da linguagem que Eugene Peterson nos desperta neste livro. O modelo de fala apresentado por ele é Jesus Cristo, o verbo que virou gente, o homem-Deus que viveu entre pessoas comuns, teve conversas usuais, mas cuja palavra tinha o poder de fazer maravilhas. Conhecendo as histórias contadas por Jesus e suas orações, descobrimos como usar nossa língua de forma a manter boas conversas tanto com aqueles que nos cercam como com o Criador. Contém 320 páginas.

LUCADO, Max. Seu nome é Jesus. São Paulo: Mundo Cristão, 2010. Divinamente humano; extraordinariamente comum. Apenas alguém tão especial poderia alterar, para sempre, os rumos da história da humanidade e os da sua história. Acompanhe a trajetória do filho de Deus, contada por Max Lucado, numa das mais belas obras já editadas sobre Jesus. Reveja detalhes de seu nascimento, sua jornada de amor e compaixão pela humanidade, sua morte e ressurreição, e seu legado extraordinário. Contém 192 páginas.

RAINER, Thom & Eric Geiger. Igreja simples. Brasília: Editora Palavra, 2011. Para Thom é possível ter uma igreja simples no fazer discípulos pela graça. O modo complexo é sempre com o homem, o simples é divino e gracioso. Ele vem pelo crescimento espiritual provocado pela imagem de Deus em nós todos os dias. Este livro é bem impactante para valorizarmos o simples do Reino, e o simples tem a ver com a cruz de Cristo em nós na maneira de falar, expressar e viver. Contém 275 páginas.

PIPER, John. A paixão de Deus por sua Glória. São Paulo: Cultura Cristã, 2008. Em sua obra O fim para o qual Deus criou o mundo, o grande teólogo Jonathan Edwards proclamou que o objetivo principal de Deus é a manifestação de sua glória na maior felicidade de suas criaturas. O pastor John Piper dedicou os últimos trinta anos de seu ministério a explorar as implicações dessa maravilhosa verdade para a vida e o ministério. Entender que Deus é mais glorificado em nós quando estamos mais satisfeitos nele tem feito toda a diferença para John Piper, e pode transformar sua vida também. Edwards disse essa verdade de modo mais claro do que qualquer outro em seu tempo. Sua inexorável centralidade em Deus e sua devoção à exposição da doutrina bíblica são exatamente necessárias hoje para radicalmente centrada em Deus tem grande relevância para a transformação da cultura atual e para a evangelização do mundo. Além disso, sua visão moral pode fazer muito para reformar o evangelismo contemporâneo. Piper demonstra aqui, de maneira apaixonada, quão importantes são os ideias de Edwards para a vida pessoal e pública dos evangélicos modernos por meio de sua extensa introdução a essa incomparável obra de Edwards, cujo texto segue integralmente, acompanhando de um grande número de notas explicativas. O resultado é uma poderosa e persuasiva apresentação das coisas que mais importam na vida cristã. Contém 254 páginas.

EINSTEIN, Albert. Como vejo o mundo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981. As opiniões de Albert Einstein a respeito de problemas fundamentais do ser humano (nas áreas social, política, econômica e cultural) são explicitadas nesta obra. Sábio e consciente de que, ainda que conheça e tenha, o homem não é nada sem liberdade, Einstein não concordava com regimes totalitários. O físico alemão foi ganhador do Prémio Nobel da Física de 1921. Contém 216 páginas.

CHAPMAN, Gary. A família que você sempre quis. São Paulo: Mundo Cristão, 2011. Para CHAPMAN ainda é possível driblar a influência negativa de uma sociedade corrompida e encontrar a saída para esse problema. O livro reúne importantes conselhos e dicas fundamentais sobre a dinâmica familiar, ilustrados por histórias de pessoas como você. A família que você sempre quis é um livro oportuno porque fala da necessidade de intimidade e investimento de tempo na realidade da família hoje. Chapman bate nessas teclas que são fundamentais para o resgate do processo abençoador da família. Contém 288 páginas.

SLANE, Craig. Bonhoeffer, o Mártir. São Paulo: Editora Vida. É possível chamar legitimamente Dietrich Bonhoeffer de mártir cristão, especialmente pelo fato de este pastor e teólogo luterano de origem germânica ter sido enforcado pelos nazistas por sua participação na conspiração para matar Hitler? As questões envolvidas são exploradas neste trabalho acadêmico de Slane: a variedade de concepções de martírio na história cristã, inclusive sua interpretação moderna, e de que maneira a história da vida cristocêntrica e socialmente responsável de Bonhoeffer e sua morte incomum se encaixam na presente definição. Craig Slane provoca uma reconsideração das experiências dos primeiros mártires, especialmente quanto à sua dimensão política, assim como traz uma nova contribuição aos estudos de Bonhoeffer. Slane não escreveu apenas mais um livro sobre essa sempre atraente personagem histórica, apresentando novamente a história já conhecida de sua vida heróica e citando suas palavras na prisão. Slane nos oferece uma nova interpretação: Bonhoeffer, o teólogo, fala-nos hoje com a voz de um mártir cristão. Esta obra é uma abordagem brilhante sobre Bonhoeffer e a controvérsia que cerca sua condição de mártir cristão. O autor explora os martírios no cristianismo primitivo e mostra a mistura de elementos tradicionais e modernos que se juntam em sua história, ligando a coragem diante da morte à teologia de Bonhoeffer. Esta é uma obra acadêmica superior e um tocante ato de discipulado. Contém 408 páginas.

GRUN, Anselm. O Livro das Respostas. Rio de Janeiro: Editora Vozes 2008. O monge, teólogo e filósofo Anselm Grün não trata, neste livro, de perguntas fictícias, mas sim das "perguntas-mestras" referentes a todos os grandes temas da vida. São perguntas para as quais as ciências, por mais especializadas, não possuem respostas tecnicamente seguras. Apesar disso, são perguntas que nos incomodam, que não nos deixam em paz, que nos desafiam a continuar buscando respostas sempre mais profundas, que nos mostrem o sentido do que somos, do que fazemos, que nos dão razões para viver e nos ajudam a compreender o mundo e nossa existência nesta vida. Contém 294 páginas.

PIPER, John. Maravilhosa graça na vida de William Wilberforce Editora: Tempo de Colheita, 2009. Maravilhosa Graça na Vida de William Wilberforce é um estudo perspicaz e sucinto de John Piper sobre a vida desse homem que merece uma ánalise preciosa. Contém 70 páginas.
MAXWELL, John C. Todos se comunicam, poucos se conectam: desenvolva a comunicação eficaz e potencialize sua carreira na era da conectividade. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2010. Você tem boas idéias, mas não consegue convencer as pessoas de colocá-las em prática. Você desenvolve uma estratégia inovadora, mas a equipe insiste em seguir velhas fórmulas. Colegas, às vezes menos experientes, avançam na carreira enquanto você parece estagnado. Esse é o perfil desanimador daquele que não adquiriu a habilidade de se conectar com as pessoas a fim de obter os resultados que deseja, ainda que seus projetos sejam altamente promissores. Em Todos se comunicam, poucos se conectam John Maxwell apresenta princípios e práticas da conexão de empreendedores bem-sucedidos, além da própria experiência em se comunicar com o público de forma eficiente e segura. Segundo o autor, as habilidades pessoais para promover mudanças e gerar resultados em qualquer organização estão diretamente ligadas ao uso da capacidade de fazer conexões produtivas e duradouras com as pessoas. Contém 264 páginas.

SWINDOLL, Charles R. Liderança em tempos de crise. São Paulo: Mundo Cristão, 2004. Você acha que “liderar” é sinônimo de “mandar”? Então está na hora de rever seus conceitos. “O que queremos dizer ao usar a palavra liderança? Se me pedissem para defini-la com um só termo, este seria influência”, sentencia Charles Swindoll. E pouca gente tem tanta autoridade para falar no assunto quanto ele, autor de mais de 40 bestsellers – entre os quais a premiadíssima série “Heróis da Fé”, publicada pela Mundo Cristão. Neste livro instigante e provocador, Chuck Swindoll aponta para Neemias, o profeta que aceitou o desafio de reconstruir os muros de Jerusalém. Com fé, sabedoria e aplicação de princípios fundamentais e perenes de liderança, ele obteve êxito em uma missão quase impossível, deixando para a história um padrão de sucesso tão válido hoje quanto o foi em seu tempo. Num ambiente de crises constantes e dos mais variados matizes, Charles Swindoll, com sua habitual maestria e seu amplo conhecimento bíblico, inspira o leitor através do exemplo e da experiência de um homem altamente motivado que contagiou os que estavam à sua volta a realizar a vontade de Deus para o seu povo, apesar de todas as forças contrárias. Depois de conhecer esta extraordinária abordagem sobre o tema, não será surpresa se você se sentir compelido a reavaliar seu conceito de liderança. Contém 224 páginas.

BELL, James Stuart - Anthony Palmer Dawson. A biblioteca de C. S. Lewis. São Paulo: Mundo Cristão, 2006. Durante as décadas de 1970 e 1980, a relevância de C. S. Lewis como pensador perdeu um pouco de sua robustez. Essa tendência pode ser, em parte, creditada à apologia que ele fazia ao cristianismo, malvista pelos acadêmicos avessos à subjetividade da fé. Entretanto, a redescoberta recente do escritor e o recrudescimento da força de sua obra permitiram a muitos estudiosos conhecer melhor o arcabouço de sua literatura e do conjunto de suas idéias. G. K. Chesterton, George MacDonald, Shakespeare, Agostinho, Samuel Johnson, Edmund Spencer, Aristóteles e John Milton são alguns dos nomes que influenciaram Lewis, tornando-se não apenas objeto de sua admiração, como também de suas pesquisas e de seus exercícios dialéticos. A biblioteca de C. S. Lewis é o resultado do esforço de James Stuart Bell e Anthony Palmer Dawson em compilar todas essas influências e elucidar o papel de cada autor na obra singular do escritor britânico. Revelador e elucidativo, o livro recompõe o mosaico sobre o qual Lewis lançou os fundamentos de sua filosofia, e mesmo de sua fé. Contém 381 páginas.

LEWIS, C. S. Os quatro amores. São Paulo: Editora Martins Fontes. Os quatro amores que C.S. Lewis distingue neste livro são a Afeição, a Amizade, Eros e a Caridade. Examina como cada um se combina aos demais, sem perder de vista a diferença necessária e real entre eles. Lewis nos adverte também dos enganos e distorções que podem tornar os três primeiros amores - os amores naturais - perigosos sem a graça suavizante da Caridade, do amor divino que deve constituir o somatório e o objetivo de todos os demais. Contém 208 páginas.

VIOLA, Frank. Da eternidade até aqui. Brasília: Editora Palavra, 2010. Redescobrindo o propósito eterno de Deus para a sua vida. Uma história arrebatadora do plano eterno de Deus. Um livro revolucionário que vai fazer você repensar o que é ser um cristão e qual a sua missão no mundo. Este livro é considerado a melhor obra de Frank Viola e um dos seus mais importantes trabalhos publicados. Como ele diz "este representa o fardo central de minha vida e ministério". As grandes obras são assim, forjadas em meio a conflitos interiores, inquietudes e busca às vezes insana, por respostas. O livro apresenta três histórias maravilhosas. Cada uma percorre um tema divino que é tecido através das escrituras. Juntas, elas oferecem um clarão extraordinário do que é a grande paixão de Deus e sua grande missão. Tal como aconteceu com o autor, o que você vai descobrir irá mudar para sempre sua visão de vida, da igreja e de Deus. Contém 296 páginas.

ORTBERG, John. A vida que sempre quis. São Paulo: Editora Vida, 2003. Muitos cristãos gostariam de ter um relacionamento mais profundo com Deus. Desejam ardentemente uma vida cristã frutífera e usufruir de total intimidade com o Senhor tal como os heróis da fé de todos os tempos. No entanto, embora se esforcem muito, não conseguem vencer todos os obstáculos que esse estilo de vida impõe. Falta-lhes alguma coisa para que a vitória seja permanente e definitiva. Neste livro inspirador e fundamentado na Bíblia, Jonh Ortberg mostra que é possível vencer os ciclos de altos e baixos na vida cristã e ser uma benção nas mãos de Deus. O autor apresenta passos práticos e úteis que conduzirão o leitor à verdadeira essência do cristianismo. Ao seguir esses ensinamentos, a vida que você sempre quis viver com Deus se tornará realidade. Contém 280 páginas.

BLANCHARD, Ken. A alma do líder. São Paulo: Editora Garimpo, 2009. Liderar é bem mais que ocupar um cargo ou uma posição. Está diretamente relacionado àquilo que o ser humano tem de mais profundo: seus valores, seus princípios, suas aspirações. E A alma do líder fala justamente sobre isso. Nesta obra - edição atualizada e revisada de um dos maiores sucessos de Ken Blanchard, O coração do líder -, o autor reúne uma série de reflexões sobre o assunto, todas extremamente inspiradoras e úteis para aquele que tem a responsabilidade de conduzir um grupo, uma organização, uma empresa, uma comunidade ou mesmo uma nação. Leitura fundamental para quem encara a liderança com a nobreza que o tema exige. Um livro de leve leitura, mas com verdades de extrema relevância que farão do leitor um líder melhor - um líder com alma. Contém 192 páginas.

MAXWELL, John C. A arte de formar líderes – Como transformar colaboradores em empreendedores. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2011. Será que sou um líder tão bom capaz de desenvolver outros líderes ao meu redor? Esta deveria ser a primeira pergunta que toda pessoa em posição de autoridade ou ascendência deveria se fazer, segundo o especialista que se tornou referência mundial no assunto: John C. Maxwell, fiel defensor da teoria de que o sucesso de qualquer organização depende 100% do desenvolvimento dessa habilidade. “Prédios deterioram-se. Máquinas desgastam-se. Mas as pessoas podem crescer, desenvolver-se e tornar-se mais eficientes se tiverem um líder que compreenda seu valor potencial”, afirma. Neste livro — publicado anteriormente como Desenvolvendo líderes em sua equipe de trabalho — Maxwell fornece tanto inspiração quanto orientação prática para líderes que estão comprometidos em formar outras pessoas capazes de assumir as responsabilidades de um cargo de comando. Ele oferece histórias cheias de bom humor, testes de avaliação, gráficos e analogias esportivas para transmitir ensinamentos valiosos. Juntas, todas essas ferramentas ajudam a desenvolver líderes à sua volta e fortalecer o líder que existe dentro de você. Contém 240 páginas.

Paranaguá, Glenio Fonseca. A tumba de Adão. Londrina: Ide, 2011. Esta é uma obra singela, mas realmente ousada. Além de penetrar num terreno minado, ao extremo, teve a coragem de se arriscar por "mares nunca dantes navegados". A Tumba de Adão trata-se de um assunto relevantíssimo para a fé cristã; a morte do velho homem, isto é: a morte de Adão, do velho Adão; e, o faz de um modo sem rodeios, ressaltando ainda sobre uma descoberta surpreendente: a Arca da Aliança um móvel verdadeiramente fundamental no processo da redenção, que se manteve sumido da história até 1982, quando foi encontrada nos arraiais de Jerusalém, por um arqueólogo norte americano, Dr. Ronaldo Wyatt. E por que continua incógnita? É isto que vamos tentar ver aqui. Este livro é um dos únicos para as prateleiras das livrarias atuais e foi escrito contra a correnteza do humanismo asfixiante, a fim de esclarecer com objetividade, certos fatos que alguns exegetas descuidados e os historiadores oficiais insistem em omitir das pessoas. Você vai se surpreender com esta leitura, por isso não perca tempo e vá em frente. Contém 112 páginas.

CAMPOS, Heber Carlos de. O Habitat humano. São Paulo: Editora Hagnos, 2011. A obra aborda um tema amplo, com forte apelo ao público cristão e, por que não dizer, a qualquer leitor interessado em assuntos ligados à espiritualidade e à natureza humana. Ao tratar das raízes do homem sob a perspectiva bíblica, bem como do propósito de Deus ao criar o homem, O Habitat Humano preenche lacuna importante, uma vez que há pouco material sobre o assunto em inglês e praticamente nada em português. Embora seja indispensável para líderes, pastores, professores e estudantes em geral, o fato de o autor ser um experiente professor torna o livro acessível a qualquer leitor. Contém 178 páginas.

WRIGHT, N. T. O caminho do peregrino. Brasília: Editora Palavra, 2011. Ele fala da jornada espiritual com Deus. Um processo dinâmico e profundo para a vida de comunhão com a Trindade. Contém 160 páginas.

WALSH, Sheila. Respostas de Deus para os dias difíceis. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2011. A vida é, por definição, cheia de incertezas. O dia ensolarado de hoje pode terminar triste e chuvoso, assim como as nuvens podem se dissipar e descortinar um céu azul e límpido. Da mesma maneira, a vida pode dar muitas voltas inesperadas. Diante disso, como é possível manter a fé e a esperança inabaláveis? Em Respostas de Deus para os dias difíceis, Sheila Walsh aborda dez formas recorrentes de angústia e as orientações de Deus para esses momentos de aflição. São palavras de paz, amor, graça, força e orientação baseadas nos princípios bíblicos e especialmente dirigidas para quem deseja seguir em frente sem medo do que o futuro reserva. Contém 260 páginas.

MURRAY, John. Comentário bíblico Fiel - Romanos. São Paulo: Editora Fiel, 2003. A Palavra de Deus é inerrante e inexaurível! Através dela, podemos cavar tesouros in aeternum. É com esta verdade gravada no coração que o autor desta autêntica obra de arte da literatura cristã dá a sua valiosíssima contribuição aos servos do Deus todo-poderoso. John Murray, em seu prefácio, afirma que “O livro de Romanos é a Palavra de Deus. Seu tema é o evangelho da graça divina, e o evangelho anuncia as maravilhas da condescendência e amor de Deus. Se não nos deixarmos enlevar pela glória do evangelho e não formos introduzidos no Santo dos Santos da presença de Deus, teremos perdido de vista a finalidade grandiosa desse sagrado propósito”. Através de sua obra, o autor nos apresenta, com grande erudição, devoção e espírito submisso à autoridade das Escrituras, uma série de comentários exaustivos sobre cada versículo da carta aos Romanos, resultado de anos incansáveis de estudos dedicados, que denotam seu profundo conhecimento da teologia, da história antiga e das línguas originais das Escrituras. Contém 684 páginas.

LOPES, Hernandes Dias. Comentário de Romanos. São Paulo: Editora Hagnos, 2010. A carta aos Romanos é uma verdadeira enciclopédia teológica. Nesta carta Paulo prova com argumentos irresistíveis a universalidade do pecado, a justificação pela fé, a santificação do Espírito e a eleição da graça. Romanos é, também, uma carta prática, cuja mensagem exalta a Deus e traz esperança para o homem. A carta aos Romanos descortinará essas sublimes verdades, tomando-nos pela mão e conduzindo-nos pelas veredas das doutrinas da graça. Estudar esta carta é como matricular-se na escola superior do Espírito Santo e aprender as verdades mais profundas e mais importantes do cristianismo. Contém 512 páginas.

RAMOS, Ariovaldo. Romanos - Uma carta para hoje. São Paulo: Editora FTB, 2009. Muitos eruditos já produziram comentários sobre a Carta aos Romanos: Barth, Brunner, Lloyd-Jones, Stott, entre outros, sempre com uma abordagem Exegético-Teológica. Nesta obra, porém, o autor faz uma abordagem totalmente nova, quase que devocional, da epístola do apóstolo Paulo. A vantagem disso é que temos um livro contemporâneo, que valoriza os aspectos práticos do viver cristão nele apresentados. Romanos é uma carta que Paulo escreve para apresentar-se, isto é, discorrer sobre seu ministério e entendimento do evangelho, que são suas credenciais. E o nosso desejo, nestes dias difíceis, é que Deus também nos confirme, que nos mantenha fiéis a si, que nos mantenha na paz, pregando o grande mistério de que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo diz Ariovaldo Ramos, que é missionário e teólogo dos mais respeitados da comunidade evangélica brasileira. Contém 120 páginas.

CALVINO, João. Comentário de Romanos. São Paulo: Editora Fiel, 2003. Se porventura conseguirmos atingir uma genuína compreensão dessa Epístola, teremos aberto uma porta ampla de acesso aos mais profundos tesouros das Escrituras. O homem encontra sua justificação única e exclusivamente na misericórdia de Deus, em Cristo, ao ser ela oferecida no evangelho e recebida pela fé. Contém 534 páginas.

REIS, Gildásio. C. René Padilla - Introdução à sua vida, obra e teologia. São Paulo: Arte Editorial, 2011. René Padilha é um dos principais protagonistas do protestantismo latino-americano. Sua influência como pastor, escritor e missiólogo é vasta e vai além das fronteiras da América Latina. Assim, este livro de Gildásio Reis representa uma grande contribuição a todos os interessados numa prática pastoral e numa reflexão teológica em diálogo com a missão integral que inclui, entre os seus vários aspectos, a justiça social, a violência urbana e a responsabilidade ecológica. Contém 256 páginas.

Comentários

Postagens mais visitadas