Reconhecendo a nossa limitação como servos


- Texto para a reflexão: Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto. Porque sem mim nada podeis fazer (João. 15.5).

Conhecer a nós mesmos normalmente é um desconforto. Talvez seja por isso que temos dificuldades de nos encontrar com Deus sempre. Porque quando oramos, temos de deixar o impulso das atividades e reservar tempo para Deus, não para nós mesmos. Só que quando fazemos do momento com Deus, um momento de oração, passamos a conhecer a nós mesmos. Calvino foi quem observou isto de maneira profunda. Ele diz que à medida que conhecemos a Deus, passamos a conhecer a nós mesmos.
O grande desafio para nós diante do Pai é o de conhecer a nós mesmos, através do relacionamento com ele. E quanto mais conhecemos a Deus, mais conhecemos a nós mesmos e percebemos que somos servos absolutamente limitados, incapazes de fazer algo para Deus. Somos incapazes de oferecer grandes coisas para Deus.
Somos incapazes de oferecer grandes milagres, de fazermos grandes obras para as pessoas. De sermos os grandes pregadores e ministradores das riquezas do Reino de Deus. Ainda que façamos todas as coisas para Deus, devemos ter a consciência de que somos servos limitados.
Esta compreensão só vem sobre nós quando conhecemos a Deus através do relacionamento com ele. Daí conhecemos mais a nós mesmos e percebemos a grande carência da ação contínua e profunda do Pai em nosso caminho.
É exatamente isto que Jesus expressa de maneira profunda neste texto. A lição é que sem a videira verdadeira em nós nada podemos fazer. Sem Jesus não somos ninguém no Reino. O verbo permanecer aparece aqui até o versículo 10 cerca de 11 vezes e não está por acaso no texto. Permanecer em Deus é regra essencial para dar fruto e viver na dependência total de Jesus. Porque sozinhos somos incapazes de qualquer ação na vida.
Que ele mesmo nos ajude a compreender isto!
 
Oração: Pai, ajuda-me a depender de ti e reconhecer a necessidade de ser servo do Senhor, ligado ao Senhor sempre. Não me deixes andar por mim mesmo e sim, pela tua graça.

___________
Alcindo Almeida

Comentários

Postagens mais visitadas